Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIVE TV

LIVE TV

Agência espacial europeia

Novembro 11, 2008

sattotal


Portugal apoia satélites


A empresa portuguesa Edisoft é a responsável pela criação do primeiro centro europeu de apoio aos fabricantes de satélites da Agência Espacial Europeia (ESA), um exclusivo até agora norte-americano.
“Este centro permite ultrapassar a dependência europeia, em particular da Agência Espacial Europeia, face aos americanos da OAR, empresa até agora responsável pelo desenvolvimento dos sistemas operativos RTEMS embarcados nos satélites europeus”, afirmou António Rodrigues de Sousa, director da Edisoft, explicando que “o centro de suporte e manutenção, localizado na Edisoft, disponibiliza aos fabricantes de sistemas espaciais as ferramentas e o know-how de engenharia ‘made in Portugal’”. Algumas destas ferramentas já despertaram, inclusive, o interesse da NASA, após a participação da Edisoft na Google Summer Code, iniciativa destinada a jovens programadores de todo o Mundo.

Agência espacial europeia

Novembro 11, 2008

sattotal


Portugal apoia satélites


A empresa portuguesa Edisoft é a responsável pela criação do primeiro centro europeu de apoio aos fabricantes de satélites da Agência Espacial Europeia (ESA), um exclusivo até agora norte-americano.
“Este centro permite ultrapassar a dependência europeia, em particular da Agência Espacial Europeia, face aos americanos da OAR, empresa até agora responsável pelo desenvolvimento dos sistemas operativos RTEMS embarcados nos satélites europeus”, afirmou António Rodrigues de Sousa, director da Edisoft, explicando que “o centro de suporte e manutenção, localizado na Edisoft, disponibiliza aos fabricantes de sistemas espaciais as ferramentas e o know-how de engenharia ‘made in Portugal’”. Algumas destas ferramentas já despertaram, inclusive, o interesse da NASA, após a participação da Edisoft na Google Summer Code, iniciativa destinada a jovens programadores de todo o Mundo.

Satélites podem vir a ser reparados a partir da Terra

Novembro 11, 2008

sattotal


Quando qualquer nave espacial tem uma avaria ou fica, simplesmente, sem combustível, transforma-se automaticamente em 'lixo espacial'. Essa situação está prestes a mudar, graças a um novo sistema desenvolvido por uma equipa de cientistas e engenheiros da Queen's University.

Aparelhos serão manobrados à distância

Uma equipa de cientistas da Queen's University está a desenvolver um novo sistema que poderá reparar os cerca de oito mil satélites que actualmente se encontram em órbita à volta da Terra, mas fora do alcance das operações de reparação terrestres. Actualmente, quando estes objectos têm uma avaria ou ficam sem combustível, transformam-se automaticamente em "lixo espacial". Essa situação está prestes a mudar.

"São sistemas mecânicos, o que significa que, eventualmente, vão falhar", recordou Michael Greenspan, o docente da instituição responsável pelo projecto. Até hoje, o grande problema prendia-se com o facto de estes satélites se encontrarem longe de mais para serem reparados por naves espaciais tripuladas por humanos. Era também impossível arranjá-los a partir da Terra, utilizando dispositivos telecomandados em tempo real.

A solução proposta pela equipa de Greenspan prende-se com o desenvolvimento de um novo programa de localização, que tornará possível que um veículo de reparações espaciais autónomo localize e capture satélites avariados, que depois de colocados no interior destes veículos serão reparados por máquinas controladas à distância a partir da Terra.

"A reparação não precisa de ser feita em tempo real, desde que tudo esteja numa posição fixa e os humanos possam interagir com ele, para fazer tudo o que for preciso", explicou o catedrático. A sua equipa já começou a trabalhar com a empresa MDA Space Missions para desenvolver estas naves.

Agora, o único obstáculo ao sucesso desta iniciativa prende-se com a capacidade de os computadores dos satélites reconhecerem os destroços. Um problema notável, tendo em conta que, devido à fraca iluminação do espaço, as câmaras de vídeo convencionais não têm qualquer tipo de utilidade. Para resolver esta questão, um grupo de cientistas desenvolveu um programa que permite que estas máquinas identifiquem um satélite e o reconheçam.

Este novo sistema chega num momentos marcado por uma cada vez maior preocupação com as colisões destes destroços espaciais contra satélites perfeitamente operacionais, a velocidades orbitais, que lhes podem causar graves danos, produzindo novos destroços no processo. Para evitar este tipo de situações, algumas naves, como por exemplo a Estação Espacial Internacional, já estão equipadas com sistemas capazes de reduzir este tipo de estragos.

Satélites podem vir a ser reparados a partir da Terra

Novembro 11, 2008

sattotal


Quando qualquer nave espacial tem uma avaria ou fica, simplesmente, sem combustível, transforma-se automaticamente em 'lixo espacial'. Essa situação está prestes a mudar, graças a um novo sistema desenvolvido por uma equipa de cientistas e engenheiros da Queen's University.

Aparelhos serão manobrados à distância

Uma equipa de cientistas da Queen's University está a desenvolver um novo sistema que poderá reparar os cerca de oito mil satélites que actualmente se encontram em órbita à volta da Terra, mas fora do alcance das operações de reparação terrestres. Actualmente, quando estes objectos têm uma avaria ou ficam sem combustível, transformam-se automaticamente em "lixo espacial". Essa situação está prestes a mudar.

"São sistemas mecânicos, o que significa que, eventualmente, vão falhar", recordou Michael Greenspan, o docente da instituição responsável pelo projecto. Até hoje, o grande problema prendia-se com o facto de estes satélites se encontrarem longe de mais para serem reparados por naves espaciais tripuladas por humanos. Era também impossível arranjá-los a partir da Terra, utilizando dispositivos telecomandados em tempo real.

A solução proposta pela equipa de Greenspan prende-se com o desenvolvimento de um novo programa de localização, que tornará possível que um veículo de reparações espaciais autónomo localize e capture satélites avariados, que depois de colocados no interior destes veículos serão reparados por máquinas controladas à distância a partir da Terra.

"A reparação não precisa de ser feita em tempo real, desde que tudo esteja numa posição fixa e os humanos possam interagir com ele, para fazer tudo o que for preciso", explicou o catedrático. A sua equipa já começou a trabalhar com a empresa MDA Space Missions para desenvolver estas naves.

Agora, o único obstáculo ao sucesso desta iniciativa prende-se com a capacidade de os computadores dos satélites reconhecerem os destroços. Um problema notável, tendo em conta que, devido à fraca iluminação do espaço, as câmaras de vídeo convencionais não têm qualquer tipo de utilidade. Para resolver esta questão, um grupo de cientistas desenvolveu um programa que permite que estas máquinas identifiquem um satélite e o reconheçam.

Este novo sistema chega num momentos marcado por uma cada vez maior preocupação com as colisões destes destroços espaciais contra satélites perfeitamente operacionais, a velocidades orbitais, que lhes podem causar graves danos, produzindo novos destroços no processo. Para evitar este tipo de situações, algumas naves, como por exemplo a Estação Espacial Internacional, já estão equipadas com sistemas capazes de reduzir este tipo de estragos.

Pesquisar na Internet faz bem ao cérebro

Novembro 11, 2008

sattotal



Estudo: Pesquisar na Internet faz bem ao cérebro

Pesquisar na Internet pode ajudar as pessoas de meia-idade e idosos a manter a memória ágil.
Esta é a conclusão de um estudo feito por investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. O trabalho analisou a actividade cerebral de um conjunto de pessoas enquanto estas efectuavam buscas na Internet.
Comprovou-se que a actividade cerebral era elevada, principalmente em pessoas que já tinham experiência de Internet. Isto levou os investigadores a concluir que a simples busca na Web pode servir para treinar o cérebro mantendo-o activo e saudável.
O estudo envolveu 24 sujeitos com idades entre os 55 e os 74 anos.

Pesquisar na Internet faz bem ao cérebro

Novembro 11, 2008

sattotal



Estudo: Pesquisar na Internet faz bem ao cérebro

Pesquisar na Internet pode ajudar as pessoas de meia-idade e idosos a manter a memória ágil.
Esta é a conclusão de um estudo feito por investigadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. O trabalho analisou a actividade cerebral de um conjunto de pessoas enquanto estas efectuavam buscas na Internet.
Comprovou-se que a actividade cerebral era elevada, principalmente em pessoas que já tinham experiência de Internet. Isto levou os investigadores a concluir que a simples busca na Web pode servir para treinar o cérebro mantendo-o activo e saudável.
O estudo envolveu 24 sujeitos com idades entre os 55 e os 74 anos.

Piratas Franceses fora da Internet

Novembro 11, 2008

sattotal





Piratas Franceses fora da Internet

O Senado francês aprovou ontem uma lei que permite proibir o acesso à Internet a pessoas que sejam apanhadas a partilhar ilegalmente ficheiros.
Os piratas vão receber cartas de aviso e, à terceira vez, o fornecedor de Internet poderá vedar o acesso. Vai também ser criado um organismo governamental para supervisionar medidas anti-pirataria.
A lei foi proposta pelo presidente francês, Nicholas Sarkozy, já foi aprovada pelo Senado (297 votos a favor e 15 contra) e falta agora ser aprovada pela Assembleia, para poder ser implementada.
A União Europeia proibiu este tipo de medidas, por considerá-la violação das «liberdades civis e dos direitos humanos». Em Itália, recentemente foi aprovada uma lei que legaliza a partilha peer to peer.
Nos EUA, está a ser estudada a possibilidade de as autoridades na fronteira poderem destruir e apreender leitores de MP3 e computadores portáteis suspeitos de terem material pirateado.

Piratas Franceses fora da Internet

Novembro 11, 2008

sattotal





Piratas Franceses fora da Internet

O Senado francês aprovou ontem uma lei que permite proibir o acesso à Internet a pessoas que sejam apanhadas a partilhar ilegalmente ficheiros.
Os piratas vão receber cartas de aviso e, à terceira vez, o fornecedor de Internet poderá vedar o acesso. Vai também ser criado um organismo governamental para supervisionar medidas anti-pirataria.
A lei foi proposta pelo presidente francês, Nicholas Sarkozy, já foi aprovada pelo Senado (297 votos a favor e 15 contra) e falta agora ser aprovada pela Assembleia, para poder ser implementada.
A União Europeia proibiu este tipo de medidas, por considerá-la violação das «liberdades civis e dos direitos humanos». Em Itália, recentemente foi aprovada uma lei que legaliza a partilha peer to peer.
Nos EUA, está a ser estudada a possibilidade de as autoridades na fronteira poderem destruir e apreender leitores de MP3 e computadores portáteis suspeitos de terem material pirateado.

Os cibercriminosos também gostam de Obama

Novembro 11, 2008

sattotal



Os cibercriminosos também gostam de Obama

Foi você que pediu um mail sobre as presidenciais dos EUA?
Tenha cuidado: anda por aí uma vaga de e-mails maliciosos que tem por assunto a vitória de Barack Obama.
Um relatório da Sophos estima que mais de 60% das mensagens electrónicas maliciosas enviadas, durante o dia de ontem, tentam tirar partido da “obamamania” que se instalou nos EUA e um pouco pelo mundo, a seguir à vitória do candidato do partido democrata nas eleições presidenciais dos EUA.
O processo utilizado por esta “campanha viral” é já conhecido há muito no mundo do cibercrime.
O remetente é informado pela mensagem pirateada de que tem de instalar uma nova versão da aplicação Flash para poder visionar conteúdos. Na verdade, o download sugerido pelas mensagens mais não é que um trojan, que abre portas de computadores e redes informáticas para o contágio de outros códigos maliciosos, informa a Computerworld.
A Websense também já analisou a proliferação de pirataria com base na vitória de Obama.
Segundo os relatórios desta empresa de segurança, o “ataque Obama” terá sido planeado com antecedência.
Entre 15 e 20 domínios falsos terão sido criados para distribuir malware.
Os cibercriminosos recorreram uma técnica conhecida por “fluxo rápido”, que permite mudar rapidamente de número de IP e, assim, evitar a identificação dos donos e respectivos sites, cujos links são divulgados através das cadeias de spam.

Os cibercriminosos também gostam de Obama

Novembro 11, 2008

sattotal



Os cibercriminosos também gostam de Obama

Foi você que pediu um mail sobre as presidenciais dos EUA?
Tenha cuidado: anda por aí uma vaga de e-mails maliciosos que tem por assunto a vitória de Barack Obama.
Um relatório da Sophos estima que mais de 60% das mensagens electrónicas maliciosas enviadas, durante o dia de ontem, tentam tirar partido da “obamamania” que se instalou nos EUA e um pouco pelo mundo, a seguir à vitória do candidato do partido democrata nas eleições presidenciais dos EUA.
O processo utilizado por esta “campanha viral” é já conhecido há muito no mundo do cibercrime.
O remetente é informado pela mensagem pirateada de que tem de instalar uma nova versão da aplicação Flash para poder visionar conteúdos. Na verdade, o download sugerido pelas mensagens mais não é que um trojan, que abre portas de computadores e redes informáticas para o contágio de outros códigos maliciosos, informa a Computerworld.
A Websense também já analisou a proliferação de pirataria com base na vitória de Obama.
Segundo os relatórios desta empresa de segurança, o “ataque Obama” terá sido planeado com antecedência.
Entre 15 e 20 domínios falsos terão sido criados para distribuir malware.
Os cibercriminosos recorreram uma técnica conhecida por “fluxo rápido”, que permite mudar rapidamente de número de IP e, assim, evitar a identificação dos donos e respectivos sites, cujos links são divulgados através das cadeias de spam.

Um televisor, dois programas diferentes

Novembro 11, 2008

sattotal



A guerra pelo telecomando está prestes a acabar. A Texas Instruments criou uma tecnologia capaz de reproduzir dois programas diferentes, num mesmo ecrã.
A empresa quer disponibilizar a inovação até ao final do ano, noticia a agência Reuters.
A tecnologia de processamento de imagem vai permitir ver conteúdos em de duas dimensões e três dimensões (com uns óculos adequados) ou ainda em modo dual view.
No modo dual view, a televisão transmite dois programas diferentes, pressupõe que cada telespectador use um par de óculos especiais para ver apenas o programa que deseja e ainda que um deles use auscultadores para ouvir o áudio correcto.

Um televisor, dois programas diferentes

Novembro 11, 2008

sattotal



A guerra pelo telecomando está prestes a acabar. A Texas Instruments criou uma tecnologia capaz de reproduzir dois programas diferentes, num mesmo ecrã.
A empresa quer disponibilizar a inovação até ao final do ano, noticia a agência Reuters.
A tecnologia de processamento de imagem vai permitir ver conteúdos em de duas dimensões e três dimensões (com uns óculos adequados) ou ainda em modo dual view.
No modo dual view, a televisão transmite dois programas diferentes, pressupõe que cada telespectador use um par de óculos especiais para ver apenas o programa que deseja e ainda que um deles use auscultadores para ouvir o áudio correcto.

Carros e aviões de papel vão mesmo transportar pessoas

Novembro 11, 2008

sattotal



Carros e aviões de papel vão mesmo transportar pessoas

O Buckypaper é 10 vezes mais leve que o aço, mas é 500 vezes mais forte. Cientistas da Universidade de Florida, EUA, acreditam que pode ser usado em aviões, carros ou televisores.
O novo material é constituído por nano-tubos de carbono 50 mil vezes menos espessos que um cabelo humano.
O Buckypaper tem por base a aplicação de nanotubos – um conceito que tem vindo a ser trabalhado por laboratórios de nanotecnologia de vários pontos do mundo.
Os investigadores da Universidade da Florida anunciaram ter desenvolvido um material que pode ser usado em veículos de transporte, electrodomésticos ou ferramentas de trabalho com menos custos e maior eficiência energética.
Criado o Buckypaper, os inventores da universidade norte-americana têm como prioridade o desenvolvimento de um processo de fabrico que permita a produção e a venda do novo material a custos baixos.
De acordo com notícia da Reuters, o novo material consegue conduzir electricidade da mesma forma que o cobre, mas permite dispersar o calor como o aço.
Até à data, o nano-material mais resistente do mundo era conhecido por IM7 – os investigadores da Universidade da Florida acreditam que podem superar este material com outro da mesma “família”, mas 35% mais leve.

Carros e aviões de papel vão mesmo transportar pessoas

Novembro 11, 2008

sattotal



Carros e aviões de papel vão mesmo transportar pessoas

O Buckypaper é 10 vezes mais leve que o aço, mas é 500 vezes mais forte. Cientistas da Universidade de Florida, EUA, acreditam que pode ser usado em aviões, carros ou televisores.
O novo material é constituído por nano-tubos de carbono 50 mil vezes menos espessos que um cabelo humano.
O Buckypaper tem por base a aplicação de nanotubos – um conceito que tem vindo a ser trabalhado por laboratórios de nanotecnologia de vários pontos do mundo.
Os investigadores da Universidade da Florida anunciaram ter desenvolvido um material que pode ser usado em veículos de transporte, electrodomésticos ou ferramentas de trabalho com menos custos e maior eficiência energética.
Criado o Buckypaper, os inventores da universidade norte-americana têm como prioridade o desenvolvimento de um processo de fabrico que permita a produção e a venda do novo material a custos baixos.
De acordo com notícia da Reuters, o novo material consegue conduzir electricidade da mesma forma que o cobre, mas permite dispersar o calor como o aço.
Até à data, o nano-material mais resistente do mundo era conhecido por IM7 – os investigadores da Universidade da Florida acreditam que podem superar este material com outro da mesma “família”, mas 35% mais leve.

Satélites: Arianespace prevê menos encomendas

Novembro 11, 2008

sattotal


O presidente da Arianespace Jean-Yves Le Gall prevê menos lançamentos de satélites e menos encomendas no sector espacial no próximo ano devido à crise económica mundial, adianta numa entrevista ao Financial Times. O dirigente prevê um total de 15 a 20 lançamentos de satélites em 2009, contra 25 este ano, e menos encomendas: “Em 2009 teremos menos satélites encomendados e é óbvio que os satélites serão bem mais pequenos”, afirma, realçando ainda que os novos projectos “estão congelados porque os clientes (ou seja, os operadores de telecomunicações) precisam primeiro de garantir clientes”. “Se entrarmos mesmo numa recessão mundial, as pessoas vão deixar de pagar para poder usufruir de serviços como o DirecTV” (“bouquet” de televisão norte-americano via satélite), alerta Jean-Yves Le Gall, adiantando no entanto que a Arianespace não está à espera de cancelamentos no que se refere aos 35 lançamentos (25 para o foguetão Ariane 5 e 10 para o Soyuz) que estão na sua agenda actual.

Satélites: Arianespace prevê menos encomendas

Novembro 11, 2008

sattotal


O presidente da Arianespace Jean-Yves Le Gall prevê menos lançamentos de satélites e menos encomendas no sector espacial no próximo ano devido à crise económica mundial, adianta numa entrevista ao Financial Times. O dirigente prevê um total de 15 a 20 lançamentos de satélites em 2009, contra 25 este ano, e menos encomendas: “Em 2009 teremos menos satélites encomendados e é óbvio que os satélites serão bem mais pequenos”, afirma, realçando ainda que os novos projectos “estão congelados porque os clientes (ou seja, os operadores de telecomunicações) precisam primeiro de garantir clientes”. “Se entrarmos mesmo numa recessão mundial, as pessoas vão deixar de pagar para poder usufruir de serviços como o DirecTV” (“bouquet” de televisão norte-americano via satélite), alerta Jean-Yves Le Gall, adiantando no entanto que a Arianespace não está à espera de cancelamentos no que se refere aos 35 lançamentos (25 para o foguetão Ariane 5 e 10 para o Soyuz) que estão na sua agenda actual.

China: objectivo Lua

Novembro 11, 2008

sattotal


A China espera conseguir fazer pousar um engenho na superfície da Lua até 2012, alcançando assim mais uma etapa no seu objectivo de missão lunar tripulada, adianta o jornal “Beijing News”. Recorde-se que, baseado nesse desejo, Pequim já enviou uma primeira sonda lunar, Chang’e-1, que terminou a sua missão no mês passado. E que uma segunda sonda deverá ser enviada antes de ser encarada a referida missão tripulada.

China: objectivo Lua

Novembro 11, 2008

sattotal


A China espera conseguir fazer pousar um engenho na superfície da Lua até 2012, alcançando assim mais uma etapa no seu objectivo de missão lunar tripulada, adianta o jornal “Beijing News”. Recorde-se que, baseado nesse desejo, Pequim já enviou uma primeira sonda lunar, Chang’e-1, que terminou a sua missão no mês passado. E que uma segunda sonda deverá ser enviada antes de ser encarada a referida missão tripulada.

RTBF troca 19,2º Este pelos 13º Este

Novembro 11, 2008

sattotal


O canal por satélite RTBF Sat e a rádio RTBF Internacional, ambos do operador público belga RTBF, vão deixar de difundir nos Astra/19,2º Este (onde estavam desde Novembro 2001) para garantir uma presença no Hot Bird/13º Este (em aberto nos 11.240 GHz, Pol. Vertical), o que concretamente significa beneficiar de uma zona de cobertura alargada, de Moscovo até ao Dubai. O sinal difundido via Astra será cortado definitivamente no próximo dia 26 Novembro.

RTBF troca 19,2º Este pelos 13º Este

Novembro 11, 2008

sattotal


O canal por satélite RTBF Sat e a rádio RTBF Internacional, ambos do operador público belga RTBF, vão deixar de difundir nos Astra/19,2º Este (onde estavam desde Novembro 2001) para garantir uma presença no Hot Bird/13º Este (em aberto nos 11.240 GHz, Pol. Vertical), o que concretamente significa beneficiar de uma zona de cobertura alargada, de Moscovo até ao Dubai. O sinal difundido via Astra será cortado definitivamente no próximo dia 26 Novembro.

Espanha: satélite de observação em 2012

Novembro 11, 2008

sattotal


A partir de 2012 a Espanha vai dispor de um satélite de observação utilizado para fins militares e civis: construído pela EADS-CASA com tecnologia espanhola, este satélite denomimado “Paz” terá um peso de 1,3 kg e custará 160 milhões de euros. Ao longo das 15 rotações diárias à Terra, estará apto a tirar até 300 fotografias de observação, servindo igualmente para as comunicações entre as tropas espanholas em missões internacionais.

Espanha: satélite de observação em 2012

Novembro 11, 2008

sattotal


A partir de 2012 a Espanha vai dispor de um satélite de observação utilizado para fins militares e civis: construído pela EADS-CASA com tecnologia espanhola, este satélite denomimado “Paz” terá um peso de 1,3 kg e custará 160 milhões de euros. Ao longo das 15 rotações diárias à Terra, estará apto a tirar até 300 fotografias de observação, servindo igualmente para as comunicações entre as tropas espanholas em missões internacionais.

Elimine todos os vírus presentes em seu MSN

Novembro 11, 2008

sattotal



Já não é novidade os usuários do MSN Messenger e Windows Live Messenger receberem mensagens suspeitas, que apresentam links com vírus. O pior nisso tudo é que os contatos que “enviam” estas mensagens não têm idéias de que seu MSN esteja infectado. Infelizmente, é com grande freqüência que estas aplicações maliciosas são encontradas em uma das redes de relacionamento mais utilizadas no mumndo.

Se o seu MSN está fazendo isto, encaminhando várias mensagens de vírus para seus contatos, ou se você é o receptor destes arquivos, o MSNCleaner pode ser um resolução para este problema desagradável. Ele é uma ferramenta para eliminar os malwares presentes em seu MSN, livrando você e seus amigos de receberem mensagens e arquivos executáveis com vírus.

É muito simples de usar

O programa não requer nenhum tipo de instalação, sendo necessário apenas baixar e extrair o arquivo com o MSNCleaner. Assim, sempre que desejar, você pode fazer uma limpeza preventiva em seu comunicador instantâneo, garantindo que um vírus não se propague por meio das conversas virtuais.


Depois de abrir o programa, você pode selecionar o idioma para o português, para facilitar a compreensão das opções e clicar no botão “Analisar”. Rapidamente, o programa verifica seu comunicador instantâneo, apresentando os conteúdos infectados. Você pode selecionar cada um deles e remover com sucesso.

Elimine todos os vírus presentes em seu MSN

Novembro 11, 2008

sattotal



Já não é novidade os usuários do MSN Messenger e Windows Live Messenger receberem mensagens suspeitas, que apresentam links com vírus. O pior nisso tudo é que os contatos que “enviam” estas mensagens não têm idéias de que seu MSN esteja infectado. Infelizmente, é com grande freqüência que estas aplicações maliciosas são encontradas em uma das redes de relacionamento mais utilizadas no mumndo.

Se o seu MSN está fazendo isto, encaminhando várias mensagens de vírus para seus contatos, ou se você é o receptor destes arquivos, o MSNCleaner pode ser um resolução para este problema desagradável. Ele é uma ferramenta para eliminar os malwares presentes em seu MSN, livrando você e seus amigos de receberem mensagens e arquivos executáveis com vírus.

É muito simples de usar

O programa não requer nenhum tipo de instalação, sendo necessário apenas baixar e extrair o arquivo com o MSNCleaner. Assim, sempre que desejar, você pode fazer uma limpeza preventiva em seu comunicador instantâneo, garantindo que um vírus não se propague por meio das conversas virtuais.


Depois de abrir o programa, você pode selecionar o idioma para o português, para facilitar a compreensão das opções e clicar no botão “Analisar”. Rapidamente, o programa verifica seu comunicador instantâneo, apresentando os conteúdos infectados. Você pode selecionar cada um deles e remover com sucesso.

25 erros graves com e-mail

Novembro 11, 2008

sattotal




A - Gerenciamento adequado das contas

Erro 1: usar apenas uma conta de e-mail

Muitas pessoas pensam no e-mail como seu endereço de casa: um endereço, um e-mail. A verdade é que o e-mail deve ser como o molho de chaves: cada uma tem sua função. Uma boa dica para o usuário é ter no mínimo três contas: uma somente para o trabalho, uma pessoal e outra para uso genérico e comportamento “perigoso”. Isso quer dizer que todas as listas de discussão vão para esta última conta, assim como este endereço é o que você vai usar para posts em blogs e formulários online. Esta conta genérica deve ser substituída a cada seis meses, mais ou menos, já que a esta altura vai estar entupida de spam.

Erro 2: guardar contas carregadas de spam por muito tempo

É um fato certo que contas de e-mail vão começar a acumular spam depois de algum tempo. Quando acontecer, jogue fora e recomece do zero. Filtrar muito spam dá trabalho demais e desperdiça tempo precioso.

Erro 3: não fechar o navegador depois de deslogar

Quando você usa seu e-mail a partir de um local público, você precisa não só deslogar da sua conta, mas também fechar a janela do navegador. Alguns serviços de e-mail apresentam o seu usuário mesmo depois de deslogar.

Erro 4: esquecer de apagar cache, histórico e senhas do navegador

Depois de utilizar um terminal público, é importante que você se lembre de apagar o cache, o histórico e as senhas do navegador. A maioria dos navegadores mantém por padrão um histórico de todas as páginas visitadas, além de senhas e dados pessoais.

Erro 5: utilizar contas de e-mail inseguras para enviar dados importantes

Grandes empresas gastam grandes somas de dinheiro para certificar-se de que suas redes e contas de e-mail estejam seguras. Nunca utiliza e-mail pessoal ou seu computador de casa para enviar dados importantes, que devem ser passados por uma rede protegida.

Erro 6: esquecer que existe o telefone

O e-mail nunca vai ser a prova de falhas. Portanto se você não precisa de um registro por escrito ou está falando pro outro lado do mundo, talvez um telefonema seja a forma mais segura de passar informação.

B - Cuidados na hora de enviar mensagens

Erro 7: não utilizar a opção Cópia Carbono Oculta (CCO)

Quando você coloca o endereço de alguém no campo CCO nenhum dos outros destinatários verão que esta mensagem também foi para ela. Utilizando esta opção você estará protegendo os endereços das pessoas de spammers.

Erro 8: utilizar sempre o “responder para todos”

Ao utilizar o campo “responder para todos”, sua mensagem pode acabar parando na caixa postal de muita gente que nada tem a ver com o assunto. Por exemplo, uma amiga lhe manda um e-mail confidencial sobre suas brigas com o namorado. Em vez de responder este e-mail,
você por engano aperta no “responder a todos” do e-mail anterior que ela havia mandado para 23 pessoas e você está encrencado.

Erro 9: repassar e-mail

Repassar e-mail é uma forma rápida de repassar informações. Mas ao repassar uma mensagem, todos os e-mails para os quais a mensagem inicial foi enviada vão no corpo da mensagem atual. Se a mensagem cair na mão de um spammer, o estrago está feito. Faça backups e mantenha registros.

Erro 10: deixar de fazer backup de seus e-mails

E-mails não são apenas para conversar, mas também para fazer contratos e gerenciar transações financeiras, além de decisões profissionais. É importante sempre fazer cópias das suas caixas de e-mail, para o caso de acontecer qualquer problema inexplicável no seu programa e ele perder todos os seus dados. O Gmail, programa de email do Google, por exemplo, perdeu os dados de alguns usuários em dezembro de 2006 por causa de uma pane.

Erro 11: acesso móvel: apagar mensagens online

O acesso móvel ao e-mail, através do celular e Blackberry, revolucionou a forma de pensar. As mensagens não estão mais atreladas ao PC. Mas tem que se ter cuidado ao ler as mensagens, pois depois de baixar o e-mail para o Blackberry, ele foi excluído do servidor e não pode mais ser baixado em casa ou no trabalho. Caso queira baixar as mensagens posteriormente em um computador, certifique-se que o seu dispositivo móvel esteja configurado para não apagar as mensagens online.

Erro 12: pensar que um e-mail apagado sumiu para sempre

Não é só apagar o e-mail da caixa de entrada do destinatário e da caixa de saída do remetente para fazê-lo sumir. Algumas mensagens ficam armazenadas em arquivos de backup nos servidores por diversos anos e podem ser recuperados por profissionais. Então, ao escrever um e-mail, sempre pense que ele será um documento permanente.

C - Saiba evitar e-mails fraudulentos

Erro 13: acreditar que você ganhou na loteria e outras “novidades”

Spammers utilizam uma grande variedade de títulos para convencer as pessoas a abrirem o e-mail cheio de vírus e outros elementos maléficos. Então preste atenção: você não ganhou na loteria, não é
herdeiro de um rei nigeriano, não precisa confirmar dados do imposto de renda nem descobrir quanto está devendo no sistema financeiro - pelo menos não via e-mail não-solicitado. Preste atenção a esses e outros golpes online.

Erro 14: não reconhecer ataques phishing no conteúdo do e-mail

A melhor forma de manter-se livre de ataques de phishing é identificar o golpe na leitura do e-mail. Neste tipo de golpe, o usuário é enganado para entregar seus dados aos criminosos. Tenha cuidado e preste atenção nos detalhes. Um logo distorcido mensagens requisitando dados imediatos ou ameaçando processar o usuário, e-mails vindos de domínios diferentes do da empresa, são todos indícios
de um e-mail de phishing.

Erro 15: enviar dados pessoais e financeiros por e-mail

Bancos e lojas têm, praticamente sem exceção, uma conexão segura onde é possível colocar dados pessoais e financeiros. Isto é feito porque é sabido que o grau de segurança do e-mail é muito baixo. Portanto, nunca envie qualquer tipo de informação sigilosa por e-mail - e fique
seguro de que seu banco não vai lhe pedir para fazer isso. Na dúvida, consulte o banco via telefone ou o site da instituição.

Erro 16: parar de assinar boletins que você nunca assinou

Uma técnica comum usada por spammers é a de criar boletins de notícias falsos, que trazem um link para se cancelar o envio. Os usuários que desejam se descadastrar (sendo que, na verdade, nunca se cadastraram para receber a mensagem) clicam no link e passam, a partir daí, a receber toneladas de spam. Se você não se lembra de ter assinado um boletim, simplesmente classifique-o como spam. É uma solução melhor do que se arriscar a ter um cavalo-de-tróia (programa que cria uma porta aberta a hackers no PC) instalado na sua máquina.

D - Evite softwares perigosos

Erro 17: confiar em e-mails assinados por amigos

A maioria dos usuários tem muito cuidado ao ver e-mails de quem não conhece. Mas quando um amigo envia o e-mail, toda a preocupação é esquecida. Mas a verdade é que a possibilidade desta mensagem assinada pelo amigo conter vírus é a mesma do que de qualquer outra. Pessoas que têm programas maléficos (malware) instalados em sua máquina enviam e-mails com vírus sem nem saber disso. Portanto, é muito importante manter um programa de antivírus atualizado em seu computador - e não confiar nem em emails assinados por alguém que você conhece.

Erro 18: apagar spam ao invés de classificá-lo como tal

Classificar um e-mail como spam faz com que o programa de e-mail passe a reconhecer aquele tipo de mensagem como “lixo”. Simplesmente apagar a mensagem não faz com que o remetente seja barrado, e você continuaria vítima dos seus ataques.

Erro 19: desabilitar o filtro de spam

Usuários novos normalmente não têm muito spam e por isso não dão valor ao filtro de spam. Como o filtro não é perfeito, o inconveniente de ter que olhar na caixa de spam por mensagens
classificadas erroneamente faz com que muitos desativem a opção por completo. Entretanto, quando mais antiga a conta, mais spam ela receberá, e sem um filtro, a conta ficará muito difícil de ser administrada e mais complicado será treinar o filtro. Quanto mais cedo o filtro for treinado, maior será a vida útil da conta.

Erro 20: deixar de passar antivírus em todos os arquivos anexos

Nove em cada dez vírus que infectam computadores vêm por e-mail. Por isso, é importante sempre passar antivírus em todos os e-mails que chegam em sua caixa. Muitos provedores, como o Terra, mantêm serviços de antivírus pela web, onde todas as mensagens são verificadas automaticamente, aumentando a segurança.

E - Mantenha os hackers longe

Erro 21: compartilhar dados com outros

Todos já o fizeram. Precisamos de um dado urgente do e-mail e telefonamos e pedimos para alguém logar na conta dando usuário e senha. Claro que se confia nesta pessoa, mas mesmo assim, a conta não é mais tão segura quanto antes. O problema é que talvez seu amigo não
utilize as mesmas medidas de segurança que você. Ele pode utilizar uma rede insegura ou até ter vírus em seu computador.

Erro 22: usar senhas fáceis de adivinhar

Hackers utilizam programas que pegam nomes comuns e compilam possibilidades de usuário. Quando alguém recebe spam, o hacker recebe uma mensagem dizendo que aquele e-mail é válido. A partir daí ele roda um programa com um dicionário que vai tentando palavras comuns
da língua. Por isto uma boa senha é a que tem no mínimo oito caracteres e intercala maiúsculas, minúsculas e números, sem sentido algum.

Erro 23: deixar de encriptar (codificar) e-mails importantes

Não importa quantas medidas você tome para estar seguro online, você deve sempre assumir que alguém pode estar acessando seus dados. Desta forma é importante encriptar (codificar) suas mensagens mais importantes para evitar que leiam seus e-mails. Programas de encriptação, como o PGP, estão disponíveis na web.

Erro 24: utilizar uma rede sem fio sem encriptação

Um dos pontos mais vulneráveis no caminho do e-mail é a distância entre o laptop e o ponto de acesso sem fio. Por isso é importante manter uma encriptação com padrão WPA2. O processo é simples e rápido, mesmo para o usuário mais novato.

Erro 25: deixar de utilizar assinaturas digitais

A lei agora reconhece o e-mail como uma importante forma de comunicação. Uma forma de combater a falsificação de e-mail é através de uma assinatura digital ao redigir uma mensagem importante. Uma assinatura ajuda a provar de quem e de onde o e-mail vem e que a mensagem não foi alterada no meio do caminho.

Fonte: IT Security

25 erros graves com e-mail

Novembro 11, 2008

sattotal




A - Gerenciamento adequado das contas

Erro 1: usar apenas uma conta de e-mail

Muitas pessoas pensam no e-mail como seu endereço de casa: um endereço, um e-mail. A verdade é que o e-mail deve ser como o molho de chaves: cada uma tem sua função. Uma boa dica para o usuário é ter no mínimo três contas: uma somente para o trabalho, uma pessoal e outra para uso genérico e comportamento “perigoso”. Isso quer dizer que todas as listas de discussão vão para esta última conta, assim como este endereço é o que você vai usar para posts em blogs e formulários online. Esta conta genérica deve ser substituída a cada seis meses, mais ou menos, já que a esta altura vai estar entupida de spam.

Erro 2: guardar contas carregadas de spam por muito tempo

É um fato certo que contas de e-mail vão começar a acumular spam depois de algum tempo. Quando acontecer, jogue fora e recomece do zero. Filtrar muito spam dá trabalho demais e desperdiça tempo precioso.

Erro 3: não fechar o navegador depois de deslogar

Quando você usa seu e-mail a partir de um local público, você precisa não só deslogar da sua conta, mas também fechar a janela do navegador. Alguns serviços de e-mail apresentam o seu usuário mesmo depois de deslogar.

Erro 4: esquecer de apagar cache, histórico e senhas do navegador

Depois de utilizar um terminal público, é importante que você se lembre de apagar o cache, o histórico e as senhas do navegador. A maioria dos navegadores mantém por padrão um histórico de todas as páginas visitadas, além de senhas e dados pessoais.

Erro 5: utilizar contas de e-mail inseguras para enviar dados importantes

Grandes empresas gastam grandes somas de dinheiro para certificar-se de que suas redes e contas de e-mail estejam seguras. Nunca utiliza e-mail pessoal ou seu computador de casa para enviar dados importantes, que devem ser passados por uma rede protegida.

Erro 6: esquecer que existe o telefone

O e-mail nunca vai ser a prova de falhas. Portanto se você não precisa de um registro por escrito ou está falando pro outro lado do mundo, talvez um telefonema seja a forma mais segura de passar informação.

B - Cuidados na hora de enviar mensagens

Erro 7: não utilizar a opção Cópia Carbono Oculta (CCO)

Quando você coloca o endereço de alguém no campo CCO nenhum dos outros destinatários verão que esta mensagem também foi para ela. Utilizando esta opção você estará protegendo os endereços das pessoas de spammers.

Erro 8: utilizar sempre o “responder para todos”

Ao utilizar o campo “responder para todos”, sua mensagem pode acabar parando na caixa postal de muita gente que nada tem a ver com o assunto. Por exemplo, uma amiga lhe manda um e-mail confidencial sobre suas brigas com o namorado. Em vez de responder este e-mail,
você por engano aperta no “responder a todos” do e-mail anterior que ela havia mandado para 23 pessoas e você está encrencado.

Erro 9: repassar e-mail

Repassar e-mail é uma forma rápida de repassar informações. Mas ao repassar uma mensagem, todos os e-mails para os quais a mensagem inicial foi enviada vão no corpo da mensagem atual. Se a mensagem cair na mão de um spammer, o estrago está feito. Faça backups e mantenha registros.

Erro 10: deixar de fazer backup de seus e-mails

E-mails não são apenas para conversar, mas também para fazer contratos e gerenciar transações financeiras, além de decisões profissionais. É importante sempre fazer cópias das suas caixas de e-mail, para o caso de acontecer qualquer problema inexplicável no seu programa e ele perder todos os seus dados. O Gmail, programa de email do Google, por exemplo, perdeu os dados de alguns usuários em dezembro de 2006 por causa de uma pane.

Erro 11: acesso móvel: apagar mensagens online

O acesso móvel ao e-mail, através do celular e Blackberry, revolucionou a forma de pensar. As mensagens não estão mais atreladas ao PC. Mas tem que se ter cuidado ao ler as mensagens, pois depois de baixar o e-mail para o Blackberry, ele foi excluído do servidor e não pode mais ser baixado em casa ou no trabalho. Caso queira baixar as mensagens posteriormente em um computador, certifique-se que o seu dispositivo móvel esteja configurado para não apagar as mensagens online.

Erro 12: pensar que um e-mail apagado sumiu para sempre

Não é só apagar o e-mail da caixa de entrada do destinatário e da caixa de saída do remetente para fazê-lo sumir. Algumas mensagens ficam armazenadas em arquivos de backup nos servidores por diversos anos e podem ser recuperados por profissionais. Então, ao escrever um e-mail, sempre pense que ele será um documento permanente.

C - Saiba evitar e-mails fraudulentos

Erro 13: acreditar que você ganhou na loteria e outras “novidades”

Spammers utilizam uma grande variedade de títulos para convencer as pessoas a abrirem o e-mail cheio de vírus e outros elementos maléficos. Então preste atenção: você não ganhou na loteria, não é
herdeiro de um rei nigeriano, não precisa confirmar dados do imposto de renda nem descobrir quanto está devendo no sistema financeiro - pelo menos não via e-mail não-solicitado. Preste atenção a esses e outros golpes online.

Erro 14: não reconhecer ataques phishing no conteúdo do e-mail

A melhor forma de manter-se livre de ataques de phishing é identificar o golpe na leitura do e-mail. Neste tipo de golpe, o usuário é enganado para entregar seus dados aos criminosos. Tenha cuidado e preste atenção nos detalhes. Um logo distorcido mensagens requisitando dados imediatos ou ameaçando processar o usuário, e-mails vindos de domínios diferentes do da empresa, são todos indícios
de um e-mail de phishing.

Erro 15: enviar dados pessoais e financeiros por e-mail

Bancos e lojas têm, praticamente sem exceção, uma conexão segura onde é possível colocar dados pessoais e financeiros. Isto é feito porque é sabido que o grau de segurança do e-mail é muito baixo. Portanto, nunca envie qualquer tipo de informação sigilosa por e-mail - e fique
seguro de que seu banco não vai lhe pedir para fazer isso. Na dúvida, consulte o banco via telefone ou o site da instituição.

Erro 16: parar de assinar boletins que você nunca assinou

Uma técnica comum usada por spammers é a de criar boletins de notícias falsos, que trazem um link para se cancelar o envio. Os usuários que desejam se descadastrar (sendo que, na verdade, nunca se cadastraram para receber a mensagem) clicam no link e passam, a partir daí, a receber toneladas de spam. Se você não se lembra de ter assinado um boletim, simplesmente classifique-o como spam. É uma solução melhor do que se arriscar a ter um cavalo-de-tróia (programa que cria uma porta aberta a hackers no PC) instalado na sua máquina.

D - Evite softwares perigosos

Erro 17: confiar em e-mails assinados por amigos

A maioria dos usuários tem muito cuidado ao ver e-mails de quem não conhece. Mas quando um amigo envia o e-mail, toda a preocupação é esquecida. Mas a verdade é que a possibilidade desta mensagem assinada pelo amigo conter vírus é a mesma do que de qualquer outra. Pessoas que têm programas maléficos (malware) instalados em sua máquina enviam e-mails com vírus sem nem saber disso. Portanto, é muito importante manter um programa de antivírus atualizado em seu computador - e não confiar nem em emails assinados por alguém que você conhece.

Erro 18: apagar spam ao invés de classificá-lo como tal

Classificar um e-mail como spam faz com que o programa de e-mail passe a reconhecer aquele tipo de mensagem como “lixo”. Simplesmente apagar a mensagem não faz com que o remetente seja barrado, e você continuaria vítima dos seus ataques.

Erro 19: desabilitar o filtro de spam

Usuários novos normalmente não têm muito spam e por isso não dão valor ao filtro de spam. Como o filtro não é perfeito, o inconveniente de ter que olhar na caixa de spam por mensagens
classificadas erroneamente faz com que muitos desativem a opção por completo. Entretanto, quando mais antiga a conta, mais spam ela receberá, e sem um filtro, a conta ficará muito difícil de ser administrada e mais complicado será treinar o filtro. Quanto mais cedo o filtro for treinado, maior será a vida útil da conta.

Erro 20: deixar de passar antivírus em todos os arquivos anexos

Nove em cada dez vírus que infectam computadores vêm por e-mail. Por isso, é importante sempre passar antivírus em todos os e-mails que chegam em sua caixa. Muitos provedores, como o Terra, mantêm serviços de antivírus pela web, onde todas as mensagens são verificadas automaticamente, aumentando a segurança.

E - Mantenha os hackers longe

Erro 21: compartilhar dados com outros

Todos já o fizeram. Precisamos de um dado urgente do e-mail e telefonamos e pedimos para alguém logar na conta dando usuário e senha. Claro que se confia nesta pessoa, mas mesmo assim, a conta não é mais tão segura quanto antes. O problema é que talvez seu amigo não
utilize as mesmas medidas de segurança que você. Ele pode utilizar uma rede insegura ou até ter vírus em seu computador.

Erro 22: usar senhas fáceis de adivinhar

Hackers utilizam programas que pegam nomes comuns e compilam possibilidades de usuário. Quando alguém recebe spam, o hacker recebe uma mensagem dizendo que aquele e-mail é válido. A partir daí ele roda um programa com um dicionário que vai tentando palavras comuns
da língua. Por isto uma boa senha é a que tem no mínimo oito caracteres e intercala maiúsculas, minúsculas e números, sem sentido algum.

Erro 23: deixar de encriptar (codificar) e-mails importantes

Não importa quantas medidas você tome para estar seguro online, você deve sempre assumir que alguém pode estar acessando seus dados. Desta forma é importante encriptar (codificar) suas mensagens mais importantes para evitar que leiam seus e-mails. Programas de encriptação, como o PGP, estão disponíveis na web.

Erro 24: utilizar uma rede sem fio sem encriptação

Um dos pontos mais vulneráveis no caminho do e-mail é a distância entre o laptop e o ponto de acesso sem fio. Por isso é importante manter uma encriptação com padrão WPA2. O processo é simples e rápido, mesmo para o usuário mais novato.

Erro 25: deixar de utilizar assinaturas digitais

A lei agora reconhece o e-mail como uma importante forma de comunicação. Uma forma de combater a falsificação de e-mail é através de uma assinatura digital ao redigir uma mensagem importante. Uma assinatura ajuda a provar de quem e de onde o e-mail vem e que a mensagem não foi alterada no meio do caminho.

Fonte: IT Security

Como instalar um vírus no seu computador

Novembro 11, 2008

sattotal

Claro que o intuito desse artigo não é ensinar a instalar um vírus no computador, mas sim demonstrar como é fácil instalar um vírus no computador e ter uma grande dor de cabeça se não houver atenção e preocupação com algumas atitudes tomadas diante do micro.


Para que você tenha uma idéia do que o espera na internet, a Symantec (uma das maiores empresas de segurança e fabricante do antivírus Norton) registrou 711,9 mil vírus em 2007, cerca de 460% a mais que em 2006. Esse ano a F-Secure divulgou que já detectou, até Junho de 2008, 900 mil.


Relacionei 10 passos, que precisam ser evitados a qualquer custo, para que você possa ficar tranqüilo ao navegar pela internet, mas somente isso não garante que não será alvo de algum ataque proveniente de um código malicioso, mas você estará mais seguro do que antes.


1. Não atualize seu sistema operacional

Não importa se você utiliza o Windows, Mac, Linux, ou qualquer outro sistema operacional, se não fizer as atualizações disponibilizadas você terá grandes chances de ser contaminado através de um ataque que explore brechas de segurança conhecidas em seu sistema operacional.

2. Não atualize seu antivírus
Antivírus são necessários para combater os vírus e suas variantes, que como vimos acima surgem novos todos os dias, então não adianta instalar um antivírus e não atualizá-lo. Se você (pior ainda) não possui um antivírus, ou não sabe como configurar o seu, veja esse tutorial de instalação do Avast. Hoje em dia somente um antivírus não resolve o problema, é necessário também um antispyware, se você ainda não possui um, veja esse tutorial sobre o ótimo Spyware Doctor.


3. Acesse sites inseguros (como sites de pornografia)

Os sites de pornografia são o local ideal para uma armadilha para internautas menos atentos. Por quê? Quando uma pessoa entra num desses sites encontra diversos vídeos e fotos a disposição de um clique, mas será que do outro lado do link tem mesmo aquele vídeo ou aquela foto para download ou será algum vírus que será instalado em sua máquina e “com o seu consentimento”?


4. Clique em links suspeitos em e-mails e MSN

Todos os dias recebo vários e-mails com
spam e todos eles possuem links ativos que redirecionam para sites falsos de bancos (phishing) e/ou download de códigos maliciosos. Clicar nesses links, mesmo que seja de um remetente conhecido (é muito fácil burlar o remetente de um e-mail ou infectar um computador para envio de e-mails para a lista de contatos), é pedir para ter um prejuízo, seja financeiro ou em dados perdidos no computador. A questão do MSN é a mesma, não clique em links, se receber um link pelo MSN confirme antes com o amigo se realmente ele enviou o link ou algum vírus está fazendo isso.

5. Cadastre seu e-mail em todas as listas e fóruns que puder encontrar na internet

Uma maneira simples de conseguir uma enxurrada de spam em seu e-mail é cadastrá-lo em todas as listas e fóruns que encontrar pela internet. Se você realmente precisa participar de uma lista ou fórum, crie um e-mail somente para isso e fique atento a e-mails que receberá que não fazem parte dessas listas ou fóruns e as delete. Outra alternativa é criar um
e-mail temporário somente para o cadastro.

6. Instale qualquer executável que encontrar na internet, sem verificar antes sua procedência


Sempre que precisar de um programa gratuito (freeware) procure em sites confiáveis, como
Baixaki e SuperDownloads e evite sites desconhecidos e principalmente evite instalar programas que são oferecidos por e-mail ou em banners em sites e blogs. Mesmo baixando em sites confiáveis, passe um antivírus no arquivo baixado antes de instalar e se perceber alguma mudança no funcionamento do computador desinstale o programa e passa o antivírus.

7. Instale programas piratas, utilizando executáveis que geram códigos válidos

Apesar de ouvirmos muito isso por parte dos detentores dos direitos autorais dos programas que são pirateados, em grande parte é verdade. Muitos geradores de códigos válidos para programas pirateados contem códigos maliciosos que podem infectar sua máquina, por isso tome muito cuidado ao instalar algum software pirata em seu computador.


8. Utilize pen drives e disquetes sem antes fazer uma verificação com um antivírus atualizado

Sempre que for utilizar um pen drive e/ou disquete (incrível ainda há pessoas que os utilizam…rsrs) verifique-o antes com seu antivírus para ter certeza que não está carregando um código malicioso para seu computador. Uma ótima pedida, no caso do pen drive, é instalar um
antivírus portable.

9. Abra todos os vídeos que lhe enviarem, principalmente os com apelo sexual

Nem sempre por trás de um link está o que se promete. Armadilhas são construídas todos os dias para pegar os dados dos usuários mais desavisados, e geralmente são utilizados vídeos para chamar a atenção das vítimas, por exemplo vídeos com
apelo sexual, de pessoas famosas fazendo algo constrangedor, ou até mesmo utilizando casos policiais famosos (caso Isabella Nardoni).

10. Browser sem segurança

Utilizar um navegador de internet (browser) que não é mais atualizado pelo fabricante é outro ponto falho, certamente ele possui diversas brechas de segurança que já estão sendo utilizadas por criminosos para controlar seu computador. Por exemplo, utilizar o Internet Explorer 6 é pedir para ter problemas de segurança, atualize para o Internet Explorer 7 pelo menos, mas se quiser, realmente, ter segurança baixe o
Firefox 3 e depois leia esse artigo sobre instalação do NoScript (eu utilizo e tenho tido ótimos resultados).

Conclusão

O melhor antivírus é você mesmo, siga essas dicas, tenha cuidado com links em e-mails e MSN e não acesse sites que não conhece ou que parecem ser inseguros. Em caso de dúvida consulte o Google e veja se algum usuário já relatou algum problema com o site, proceda da mesma forma para programas que não conhece antes de instalá-lo.

Como instalar um vírus no seu computador

Novembro 11, 2008

sattotal

Claro que o intuito desse artigo não é ensinar a instalar um vírus no computador, mas sim demonstrar como é fácil instalar um vírus no computador e ter uma grande dor de cabeça se não houver atenção e preocupação com algumas atitudes tomadas diante do micro.


Para que você tenha uma idéia do que o espera na internet, a Symantec (uma das maiores empresas de segurança e fabricante do antivírus Norton) registrou 711,9 mil vírus em 2007, cerca de 460% a mais que em 2006. Esse ano a F-Secure divulgou que já detectou, até Junho de 2008, 900 mil.


Relacionei 10 passos, que precisam ser evitados a qualquer custo, para que você possa ficar tranqüilo ao navegar pela internet, mas somente isso não garante que não será alvo de algum ataque proveniente de um código malicioso, mas você estará mais seguro do que antes.


1. Não atualize seu sistema operacional

Não importa se você utiliza o Windows, Mac, Linux, ou qualquer outro sistema operacional, se não fizer as atualizações disponibilizadas você terá grandes chances de ser contaminado através de um ataque que explore brechas de segurança conhecidas em seu sistema operacional.

2. Não atualize seu antivírus
Antivírus são necessários para combater os vírus e suas variantes, que como vimos acima surgem novos todos os dias, então não adianta instalar um antivírus e não atualizá-lo. Se você (pior ainda) não possui um antivírus, ou não sabe como configurar o seu, veja esse tutorial de instalação do Avast. Hoje em dia somente um antivírus não resolve o problema, é necessário também um antispyware, se você ainda não possui um, veja esse tutorial sobre o ótimo Spyware Doctor.


3. Acesse sites inseguros (como sites de pornografia)

Os sites de pornografia são o local ideal para uma armadilha para internautas menos atentos. Por quê? Quando uma pessoa entra num desses sites encontra diversos vídeos e fotos a disposição de um clique, mas será que do outro lado do link tem mesmo aquele vídeo ou aquela foto para download ou será algum vírus que será instalado em sua máquina e “com o seu consentimento”?


4. Clique em links suspeitos em e-mails e MSN

Todos os dias recebo vários e-mails com
spam e todos eles possuem links ativos que redirecionam para sites falsos de bancos (phishing) e/ou download de códigos maliciosos. Clicar nesses links, mesmo que seja de um remetente conhecido (é muito fácil burlar o remetente de um e-mail ou infectar um computador para envio de e-mails para a lista de contatos), é pedir para ter um prejuízo, seja financeiro ou em dados perdidos no computador. A questão do MSN é a mesma, não clique em links, se receber um link pelo MSN confirme antes com o amigo se realmente ele enviou o link ou algum vírus está fazendo isso.

5. Cadastre seu e-mail em todas as listas e fóruns que puder encontrar na internet

Uma maneira simples de conseguir uma enxurrada de spam em seu e-mail é cadastrá-lo em todas as listas e fóruns que encontrar pela internet. Se você realmente precisa participar de uma lista ou fórum, crie um e-mail somente para isso e fique atento a e-mails que receberá que não fazem parte dessas listas ou fóruns e as delete. Outra alternativa é criar um
e-mail temporário somente para o cadastro.

6. Instale qualquer executável que encontrar na internet, sem verificar antes sua procedência


Sempre que precisar de um programa gratuito (freeware) procure em sites confiáveis, como
Baixaki e SuperDownloads e evite sites desconhecidos e principalmente evite instalar programas que são oferecidos por e-mail ou em banners em sites e blogs. Mesmo baixando em sites confiáveis, passe um antivírus no arquivo baixado antes de instalar e se perceber alguma mudança no funcionamento do computador desinstale o programa e passa o antivírus.

7. Instale programas piratas, utilizando executáveis que geram códigos válidos

Apesar de ouvirmos muito isso por parte dos detentores dos direitos autorais dos programas que são pirateados, em grande parte é verdade. Muitos geradores de códigos válidos para programas pirateados contem códigos maliciosos que podem infectar sua máquina, por isso tome muito cuidado ao instalar algum software pirata em seu computador.


8. Utilize pen drives e disquetes sem antes fazer uma verificação com um antivírus atualizado

Sempre que for utilizar um pen drive e/ou disquete (incrível ainda há pessoas que os utilizam…rsrs) verifique-o antes com seu antivírus para ter certeza que não está carregando um código malicioso para seu computador. Uma ótima pedida, no caso do pen drive, é instalar um
antivírus portable.

9. Abra todos os vídeos que lhe enviarem, principalmente os com apelo sexual

Nem sempre por trás de um link está o que se promete. Armadilhas são construídas todos os dias para pegar os dados dos usuários mais desavisados, e geralmente são utilizados vídeos para chamar a atenção das vítimas, por exemplo vídeos com
apelo sexual, de pessoas famosas fazendo algo constrangedor, ou até mesmo utilizando casos policiais famosos (caso Isabella Nardoni).

10. Browser sem segurança

Utilizar um navegador de internet (browser) que não é mais atualizado pelo fabricante é outro ponto falho, certamente ele possui diversas brechas de segurança que já estão sendo utilizadas por criminosos para controlar seu computador. Por exemplo, utilizar o Internet Explorer 6 é pedir para ter problemas de segurança, atualize para o Internet Explorer 7 pelo menos, mas se quiser, realmente, ter segurança baixe o
Firefox 3 e depois leia esse artigo sobre instalação do NoScript (eu utilizo e tenho tido ótimos resultados).

Conclusão

O melhor antivírus é você mesmo, siga essas dicas, tenha cuidado com links em e-mails e MSN e não acesse sites que não conhece ou que parecem ser inseguros. Em caso de dúvida consulte o Google e veja se algum usuário já relatou algum problema com o site, proceda da mesma forma para programas que não conhece antes de instalá-lo.

Como acabar com vírus no MSN

Novembro 11, 2008

sattotal

Uma das formas mais comuns das pessoas se comunicarem é através de mensagens instantâneas, e uns dos meios mais conhecido é o MSN. Porém é muito comum recebermos mensagem de amigos que estejam infectados com vírus, e quem manda essas mensagens normalmente não sabem que tal fato acontece, já que não sabe quando se está infectado.




Além de todas as precauções que você deve tomar para não ser infectado por vírus, tal como manter o seu anti vírus atualizado, não clicar em links desconhecidos, entre tantas outras coisas, existem ferramentas próprias para você combater vírus de MSN. Caso você esteja com esse problema e não consegue se livrar dele, segue relação de dois programas específicos para remover tais vírus.

Esse é um programa que não necessita de instalação, ou seja, depois que você fez o download do arquivo, basta você extrair o mesmo e executar o programa, que automaticamente ele já faz uma varredura no seu computador, para verificar se há algum vírus de MSN. Lembre-se que é possível trocar o idioma do programa, podendo escolhe “português” que facilita ainda mais a utilização do mesmo.



Fazendo a verificação no MSN

Esse é um Anti – Malware bem sim e fácil de usar, que pode ser utilizado em qualquer computador, já que não é necessário fazer nenhum tipo de instalação no computador. Note que no C: (ou a partição que você usar) foi criado um arquivo chamado MSNCleaner que contem o log de verificação.

Instalando o Clean Vírus MSN


O Clean Vírus MSN é um programa que necessita de instalação , para tal, depois de fazer o download do programa, é necessário extrair o arquivo e executar o instalado do programa. A instalação é bem simples, não existe nada para ser configurado durante esse processo.
Logo após o termino desse processo, basta apena você clicar em scan e o processo de verificação será iniciado. Note que alem de fazer a verificação no seu MSN, também é feita uma verificação geral no seu computador. Na parte inferior do programa, você pode reparar que aparece os arquivos que estão infectados, qual é o tipo e a ação que foi tomada.




Fazendo a verificação no MSN e no HD

Com esse post espero ter ajudado a você a conseguir se livrar de alguns males que atrapalham a sua comunicação através do MSN, com essas duas opções fáceis de instalar e usar.

Como acabar com vírus no MSN

Novembro 11, 2008

sattotal

Uma das formas mais comuns das pessoas se comunicarem é através de mensagens instantâneas, e uns dos meios mais conhecido é o MSN. Porém é muito comum recebermos mensagem de amigos que estejam infectados com vírus, e quem manda essas mensagens normalmente não sabem que tal fato acontece, já que não sabe quando se está infectado.




Além de todas as precauções que você deve tomar para não ser infectado por vírus, tal como manter o seu anti vírus atualizado, não clicar em links desconhecidos, entre tantas outras coisas, existem ferramentas próprias para você combater vírus de MSN. Caso você esteja com esse problema e não consegue se livrar dele, segue relação de dois programas específicos para remover tais vírus.

Esse é um programa que não necessita de instalação, ou seja, depois que você fez o download do arquivo, basta você extrair o mesmo e executar o programa, que automaticamente ele já faz uma varredura no seu computador, para verificar se há algum vírus de MSN. Lembre-se que é possível trocar o idioma do programa, podendo escolhe “português” que facilita ainda mais a utilização do mesmo.



Fazendo a verificação no MSN

Esse é um Anti – Malware bem sim e fácil de usar, que pode ser utilizado em qualquer computador, já que não é necessário fazer nenhum tipo de instalação no computador. Note que no C: (ou a partição que você usar) foi criado um arquivo chamado MSNCleaner que contem o log de verificação.

Instalando o Clean Vírus MSN


O Clean Vírus MSN é um programa que necessita de instalação , para tal, depois de fazer o download do programa, é necessário extrair o arquivo e executar o instalado do programa. A instalação é bem simples, não existe nada para ser configurado durante esse processo.
Logo após o termino desse processo, basta apena você clicar em scan e o processo de verificação será iniciado. Note que alem de fazer a verificação no seu MSN, também é feita uma verificação geral no seu computador. Na parte inferior do programa, você pode reparar que aparece os arquivos que estão infectados, qual é o tipo e a ação que foi tomada.




Fazendo a verificação no MSN e no HD

Com esse post espero ter ajudado a você a conseguir se livrar de alguns males que atrapalham a sua comunicação através do MSN, com essas duas opções fáceis de instalar e usar.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub