Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIVE TV

LIVE TV

O que gostámos de ver no Portugal Tecnológico

Dezembro 01, 2008

sattotal


O que gostámos de ver no Portugal Tecnológico


Um simulador de helicóptero; um perito em acidentes e o famoso Magalhães – eis três projectos inovadores que a Exame Informática descobriu no Portugal Tecnológico.
Mostramos-lhe três projectos que prometem dar que falar nos próximos tempos e que já estão a atrair as atenções dos visitantes da Feira Internacional de Lisboa (FIL).
No que toca ao aparato, destaque para R44FNPT – um simulador de voo desenvolvido pela Empordef, que em breve, poderá ser usado nos cursos de pilotos de helicópteros. No tráfego terrestre, é a aplicação PC Crash que se destaca. Trata-se de um software que está ser disponibilizado pela Carcrash e que facilita a reconstituição de acidentes nas estradas.
como não podia deixar de ser, não podíamos deixar passar a oportunidade de mostrar um stand ocupado por um protótipo de escola de futuro, onde o Magalhães assumo o protagonismo.










O que gostámos de ver no Portugal Tecnológico

Dezembro 01, 2008

sattotal


O que gostámos de ver no Portugal Tecnológico


Um simulador de helicóptero; um perito em acidentes e o famoso Magalhães – eis três projectos inovadores que a Exame Informática descobriu no Portugal Tecnológico.
Mostramos-lhe três projectos que prometem dar que falar nos próximos tempos e que já estão a atrair as atenções dos visitantes da Feira Internacional de Lisboa (FIL).
No que toca ao aparato, destaque para R44FNPT – um simulador de voo desenvolvido pela Empordef, que em breve, poderá ser usado nos cursos de pilotos de helicópteros. No tráfego terrestre, é a aplicação PC Crash que se destaca. Trata-se de um software que está ser disponibilizado pela Carcrash e que facilita a reconstituição de acidentes nas estradas.
como não podia deixar de ser, não podíamos deixar passar a oportunidade de mostrar um stand ocupado por um protótipo de escola de futuro, onde o Magalhães assumo o protagonismo.










Aumentar a beleza através de software

Dezembro 01, 2008

sattotal


Cientistas israelitas criaram um software que permite transformar uma imagem e adaptá-la aos ideais comuns de beleza.


O programa israelita utiliza modelos de matemática para categorizar a beleza: estudos provam que a forma dos nariz ou a distância entre os olhos aumentam a probabilidade de o rosto ser considerado belo.
O software não altera os traços essenciais do rosto, pelo que a pessoa pode ser reconhecida. Para avaliar o programa e as transformações ocorridas, a equipa responsável pediu a alguns utilizadores que dessem a sua opinião. No caso de pessoas famosas, a cara original foi sempre indicada como a preferida, noticia a Reuters. No caso de anónimos, os testes concluem que a versão melhorada é a preferencial.
O professor da Universidade Hebraica de Jerusalém, Dani Lischinski, diz que a empresa está a estudar modelos comerciais para explorar este programa.

Aumentar a beleza através de software

Dezembro 01, 2008

sattotal


Cientistas israelitas criaram um software que permite transformar uma imagem e adaptá-la aos ideais comuns de beleza.


O programa israelita utiliza modelos de matemática para categorizar a beleza: estudos provam que a forma dos nariz ou a distância entre os olhos aumentam a probabilidade de o rosto ser considerado belo.
O software não altera os traços essenciais do rosto, pelo que a pessoa pode ser reconhecida. Para avaliar o programa e as transformações ocorridas, a equipa responsável pediu a alguns utilizadores que dessem a sua opinião. No caso de pessoas famosas, a cara original foi sempre indicada como a preferida, noticia a Reuters. No caso de anónimos, os testes concluem que a versão melhorada é a preferencial.
O professor da Universidade Hebraica de Jerusalém, Dani Lischinski, diz que a empresa está a estudar modelos comerciais para explorar este programa.

O Natal chegou…com vírus

Dezembro 01, 2008

sattotal


De acordo com a Websense Labs, já foi detectado o primeiro código malicioso que tenta explorar a época natalícia deste ano.


O código malicioso espalha-se por e-mail, disfarçado de postal electrónico, proveniente do site postcards.org. Ao ser executado, abre uma porta para um cavalo de Tróia já reconhecido e o atacante pode tomar conta do computador da vítima através de uma sessão de IRC.
As vítimas são distraídas com uma imagem de uma árvore de Natal, durante a instalação, noticia a PC Pro.

O Natal chegou…com vírus

Dezembro 01, 2008

sattotal


De acordo com a Websense Labs, já foi detectado o primeiro código malicioso que tenta explorar a época natalícia deste ano.


O código malicioso espalha-se por e-mail, disfarçado de postal electrónico, proveniente do site postcards.org. Ao ser executado, abre uma porta para um cavalo de Tróia já reconhecido e o atacante pode tomar conta do computador da vítima através de uma sessão de IRC.
As vítimas são distraídas com uma imagem de uma árvore de Natal, durante a instalação, noticia a PC Pro.

Intel contra-ataca Comissão Europeia

Dezembro 01, 2008

sattotal

O maior fabricante mundial de processadores avançou com um processo contra a Comissão Europeia alegando que esta identidade está a utilizar procedimentos abusivos na investigação anti-monopólio que tem conduzido contra a Intel.


A melhor defesa é o ataque. Pelo menos a Intel parece acreditar neste conceito, já que iniciou um processo judicial contra a Comissão Europeia, que tem investigado alegados comportamentos monopolistas do fabricante com vista a diminuir quotas de mercado da rival AMD.
A Intel pediu à Comissão para anular decisões já proferidas, alegando que estas contêm erros legais.





Intel falha prazo de resposta à Comissão Europeia

A Intel deveria ter enviado uma resposta à Comissão Europeia até 17 de Outubro, no âmbito de um processo iniciado por uma queixa apresentada pela rival AMD, mas acabou por falhar o prazo.
A líder dos chips terá falhado o prazo estipulado pela Comissão Europeia por estar à espera do resultado de um recurso que apresentou anteriormente.
Em causa está a queixa da AMD, que acusa a Intel de pagar a revendedores para não venderem computadores com chips da AMD, noticia a PC Pro.
O porta-voz da Intel, Chuck Mulloy, revela que a empresa pediu à Comissão Europeia mais tempo para poder juntar provas para apresentar àquele organismo.
Em Julho, a Comissão Europeia aceitou a queixa da AMD e a Intel apresentou o recurso em Outubro.





Comissão Europeia prepara nova queixa contra a Intel

A queixa pode vir a ser apresentada já amanhã: em causa estão políticas de preços e de marketing, como o facto de aliciar os vendedores a não terem computadores equipados com AMD.
No ano passado, a Comissão Europeia processou a Intel por vender chips abaixo do preço e com grandes descontos, no que foi entendido como uma manobra ilegal para afastar a AMD. Esta empresa também se queixou do abuso de posição dominante por parte da Intel e processou-a em 2005.
Agora, noticia o The Wall Street Journal, a Comissão Europeia vai apresentar uma queixa sobre o aliciamento a vendedores que não tenham computadores com processadores da AMD.
No mês passado, as autoridades dos EUA iniciaram também uma investigação sobre as práticas da Intel. Também em Junho, o órgão regulador da Coreia determinou que a Intel abusou da posição dominante e multou o gigante em 15 milhões de euros.





Presidente da Intel diz que a venda de PC não abranda

Apesar da crise mundial, a líder do fabrico de processadores não desarma nas previsões de vendas: segundo o presidente da Intel, o mercado dos computadores não deverá abrandar.
Ontem, no evento, que deu a conhecer o pequeno computador Magalhães, Craig Barrett, presidente da Intel, desmistificou quaisquer efeitos nefastos da crise económica americana no sector das tecnologias.
«Apesar de os problemas económicos nos EUA, não prevemos qualquer abrandamento no mercado de PC, porque o nosso negócio é internacional», sublinhou Craig Barrett à Reuters aquando da sua passagem por Lisboa para assinar um acordo de parceria com o governo português e a fabricante JP Sá Couto, que visa a montagem de 500 mil computadores de pequenas dimensões para crianças do primeiro ciclo do ensino básico.
O optimismo de Barrett tem ainda por base as previsões auspiciosas de crescimento do mercado das tecnologias da saúde – uma tendência que tem vindo a intensificar-se nos últimos tempos.
Quanto ao processo antimonopólio que a Comissão Europeia iniciou recentemente contra a Intel, Craig Barrett optou por fazer um repto à Comissão Europeia: «Parece-me que o mercado está a funcionar como devia, porque, a cada ano que passa, os consumidores conseguem comprar mais por menos. Continuamos a pedir para que olhem para os factos e não se limitem a ouvir as queixas da (nossa) concorrência».

Intel contra-ataca Comissão Europeia

Dezembro 01, 2008

sattotal

O maior fabricante mundial de processadores avançou com um processo contra a Comissão Europeia alegando que esta identidade está a utilizar procedimentos abusivos na investigação anti-monopólio que tem conduzido contra a Intel.


A melhor defesa é o ataque. Pelo menos a Intel parece acreditar neste conceito, já que iniciou um processo judicial contra a Comissão Europeia, que tem investigado alegados comportamentos monopolistas do fabricante com vista a diminuir quotas de mercado da rival AMD.
A Intel pediu à Comissão para anular decisões já proferidas, alegando que estas contêm erros legais.





Intel falha prazo de resposta à Comissão Europeia

A Intel deveria ter enviado uma resposta à Comissão Europeia até 17 de Outubro, no âmbito de um processo iniciado por uma queixa apresentada pela rival AMD, mas acabou por falhar o prazo.
A líder dos chips terá falhado o prazo estipulado pela Comissão Europeia por estar à espera do resultado de um recurso que apresentou anteriormente.
Em causa está a queixa da AMD, que acusa a Intel de pagar a revendedores para não venderem computadores com chips da AMD, noticia a PC Pro.
O porta-voz da Intel, Chuck Mulloy, revela que a empresa pediu à Comissão Europeia mais tempo para poder juntar provas para apresentar àquele organismo.
Em Julho, a Comissão Europeia aceitou a queixa da AMD e a Intel apresentou o recurso em Outubro.





Comissão Europeia prepara nova queixa contra a Intel

A queixa pode vir a ser apresentada já amanhã: em causa estão políticas de preços e de marketing, como o facto de aliciar os vendedores a não terem computadores equipados com AMD.
No ano passado, a Comissão Europeia processou a Intel por vender chips abaixo do preço e com grandes descontos, no que foi entendido como uma manobra ilegal para afastar a AMD. Esta empresa também se queixou do abuso de posição dominante por parte da Intel e processou-a em 2005.
Agora, noticia o The Wall Street Journal, a Comissão Europeia vai apresentar uma queixa sobre o aliciamento a vendedores que não tenham computadores com processadores da AMD.
No mês passado, as autoridades dos EUA iniciaram também uma investigação sobre as práticas da Intel. Também em Junho, o órgão regulador da Coreia determinou que a Intel abusou da posição dominante e multou o gigante em 15 milhões de euros.





Presidente da Intel diz que a venda de PC não abranda

Apesar da crise mundial, a líder do fabrico de processadores não desarma nas previsões de vendas: segundo o presidente da Intel, o mercado dos computadores não deverá abrandar.
Ontem, no evento, que deu a conhecer o pequeno computador Magalhães, Craig Barrett, presidente da Intel, desmistificou quaisquer efeitos nefastos da crise económica americana no sector das tecnologias.
«Apesar de os problemas económicos nos EUA, não prevemos qualquer abrandamento no mercado de PC, porque o nosso negócio é internacional», sublinhou Craig Barrett à Reuters aquando da sua passagem por Lisboa para assinar um acordo de parceria com o governo português e a fabricante JP Sá Couto, que visa a montagem de 500 mil computadores de pequenas dimensões para crianças do primeiro ciclo do ensino básico.
O optimismo de Barrett tem ainda por base as previsões auspiciosas de crescimento do mercado das tecnologias da saúde – uma tendência que tem vindo a intensificar-se nos últimos tempos.
Quanto ao processo antimonopólio que a Comissão Europeia iniciou recentemente contra a Intel, Craig Barrett optou por fazer um repto à Comissão Europeia: «Parece-me que o mercado está a funcionar como devia, porque, a cada ano que passa, os consumidores conseguem comprar mais por menos. Continuamos a pedir para que olhem para os factos e não se limitem a ouvir as queixas da (nossa) concorrência».

TMN x VODAFONE

Dezembro 01, 2008

sattotal



Ontem foi a Vodafone, hoje é a vez da TMN anunciar dois ultraportáteis com placa 3G incorporada. Magalhães e Eee PC 901 Go são os equipamentos escolhidos.

O Asus Eee PC 901 Go tem um processador Atom 1,6 GHz, ecrã de 8,9 polegadas, disco de 16 GB SSD (Solid State Drive), memória de 1 GB e Windows XP e vai custar 299 euros.
O Magalhães é o outro portátil que a TMN disponibiliza, por 259,90 euros. O Magalhães também tem um processador Atom 1,6 GHz, ecrã de 8,9 polegadas, disco de 30 GB, 1 GB de memória, Windows XP, Open Offie e a Diciopédia, entre outros programas.
A operadora comunicou também o lançamento de um novo tarifário, com carregamentos mínimos de 25 euros e que dá acesso à Banda Larga móvel durante 30 dias, com um limite de tráfego de 1 GB em banda larga e 1 GB em Wi-Fi. Por cada dez euros adicionais, o utilizador recebe mais 12 dias de acesso e 800 MB (400 MB em banda larga e 400 MB em Wi-Fi).

Vodafone traz Mini 9 da Dell para Portugal


Tem placa 3G integrada e custa 359,90 euros. É um NetPC; chama-se Mini 9 e acaba de ser lançado em Portugal – em exclusivo nas lojas da Vodafone.


O recém-lançado Mini 9 em Portugal dispõe de uma placa de acesso à Net sem fios com largura de banda máxima de 7,2Mbps.
De acordo com comunicado da Vodafone, o pequeno portátil Mini 9 tem um processador Intel Atom de 1,6 GHz, um disco SSD de 8 GB e 1 GB de RAM. Vem equipado com o sistema operativo Microsoft Windows XP em português e ecrã de 9 polegadas.

TMN x VODAFONE

Dezembro 01, 2008

sattotal



Ontem foi a Vodafone, hoje é a vez da TMN anunciar dois ultraportáteis com placa 3G incorporada. Magalhães e Eee PC 901 Go são os equipamentos escolhidos.

O Asus Eee PC 901 Go tem um processador Atom 1,6 GHz, ecrã de 8,9 polegadas, disco de 16 GB SSD (Solid State Drive), memória de 1 GB e Windows XP e vai custar 299 euros.
O Magalhães é o outro portátil que a TMN disponibiliza, por 259,90 euros. O Magalhães também tem um processador Atom 1,6 GHz, ecrã de 8,9 polegadas, disco de 30 GB, 1 GB de memória, Windows XP, Open Offie e a Diciopédia, entre outros programas.
A operadora comunicou também o lançamento de um novo tarifário, com carregamentos mínimos de 25 euros e que dá acesso à Banda Larga móvel durante 30 dias, com um limite de tráfego de 1 GB em banda larga e 1 GB em Wi-Fi. Por cada dez euros adicionais, o utilizador recebe mais 12 dias de acesso e 800 MB (400 MB em banda larga e 400 MB em Wi-Fi).

Vodafone traz Mini 9 da Dell para Portugal


Tem placa 3G integrada e custa 359,90 euros. É um NetPC; chama-se Mini 9 e acaba de ser lançado em Portugal – em exclusivo nas lojas da Vodafone.


O recém-lançado Mini 9 em Portugal dispõe de uma placa de acesso à Net sem fios com largura de banda máxima de 7,2Mbps.
De acordo com comunicado da Vodafone, o pequeno portátil Mini 9 tem um processador Intel Atom de 1,6 GHz, um disco SSD de 8 GB e 1 GB de RAM. Vem equipado com o sistema operativo Microsoft Windows XP em português e ecrã de 9 polegadas.

Comissão Europeia aprova preços de roaming

Dezembro 01, 2008

sattotal


As mudanças vão começar a ser implementadas a partir de Julho de 2009. O preço de um SMS enviado em roaming vai passar a ser de 11 cêntimos.


O preço médio actual de um SMS enviado em roaming ronda os 29 cêntimos. Ontem, as autoridades europeias aprovaram um limite máximo de 11 cêntimos por SMS.
Na Internet, cada megabyte de tráfego vai passar a custar no máximo um euro.
A Eurotarifa, noticia o Vnunet.com, já é responsável pela redução de 60% do preço das telecomunicações europeias desde 2005.

Comissão Europeia aprova preços de roaming

Dezembro 01, 2008

sattotal


As mudanças vão começar a ser implementadas a partir de Julho de 2009. O preço de um SMS enviado em roaming vai passar a ser de 11 cêntimos.


O preço médio actual de um SMS enviado em roaming ronda os 29 cêntimos. Ontem, as autoridades europeias aprovaram um limite máximo de 11 cêntimos por SMS.
Na Internet, cada megabyte de tráfego vai passar a custar no máximo um euro.
A Eurotarifa, noticia o Vnunet.com, já é responsável pela redução de 60% do preço das telecomunicações europeias desde 2005.

E se o computador actuar como um cérebro?

Dezembro 01, 2008

sattotal




IBM e cinco universidades americanas iniciaram um projecto de computação cognitiva com vista ao desenvolvimento de circuitos electrónicos que imitam o funcionamento de um cérebro.



Segundo a BBC, o projecto de investigação, que é financiado pelo Governo dos EUA, vai juntar neurobiólogos, psicólogos e engenheiros dos materiais.
Os cientistas envolvidos têm uma noção da complexidade do projecto: «Ainda não existem computadores que consigam sequer aproximar-se dos feitos notáveis alcançados pela mente. A computação cognitiva tem por objectivo desenvolver máquinas inteligentes, através de engenharia reversiva das estruturas, dinâmicas, funções e comportamentos de um cérebro», explicou Dharmendra Modha, investigador da IBM, à BBC.
O projecto tem por ponto de partida simulações do comportamento de neurónios levadas a cabo por supercomputadores e dados sobre sistemas biológicos que já são conhecidos. Os desenvolvidos no passado já permitiram apurar relações e conexões estabelecidas pelos neurónios de alguns animais.
Para longo prazo, o objectivo dos investigadores da IBM e das universidades envolvidas já está fixado: desenvolver um cérebro com a capacidade de um vulgar gato doméstico.

E se o computador actuar como um cérebro?

Dezembro 01, 2008

sattotal




IBM e cinco universidades americanas iniciaram um projecto de computação cognitiva com vista ao desenvolvimento de circuitos electrónicos que imitam o funcionamento de um cérebro.



Segundo a BBC, o projecto de investigação, que é financiado pelo Governo dos EUA, vai juntar neurobiólogos, psicólogos e engenheiros dos materiais.
Os cientistas envolvidos têm uma noção da complexidade do projecto: «Ainda não existem computadores que consigam sequer aproximar-se dos feitos notáveis alcançados pela mente. A computação cognitiva tem por objectivo desenvolver máquinas inteligentes, através de engenharia reversiva das estruturas, dinâmicas, funções e comportamentos de um cérebro», explicou Dharmendra Modha, investigador da IBM, à BBC.
O projecto tem por ponto de partida simulações do comportamento de neurónios levadas a cabo por supercomputadores e dados sobre sistemas biológicos que já são conhecidos. Os desenvolvidos no passado já permitiram apurar relações e conexões estabelecidas pelos neurónios de alguns animais.
Para longo prazo, o objectivo dos investigadores da IBM e das universidades envolvidas já está fixado: desenvolver um cérebro com a capacidade de um vulgar gato doméstico.

Franceses mostram coração artificial com duas bombas

Dezembro 01, 2008

sattotal


Ainda é só um protótipo, mas os investigadores da Carmat deram a conhecer um coração artificial que opera através de tecnologia usada em satélites e aviões.


O órgão artificial desenvolvido pela companhia francesa pode salvar milhões de vidas bate quase como um coração real. Fá-lo utilizando sensores electrónicos que regulam o ritmo cardíaco e o fluxo sanguíneo.
O protótipo foi apresentado no início da semana por Patrick Coulombier, Chief Operation Officer da Carmat. “É o mesmo princípio utilizado nos aviões, mas no corpo humano”, informou o responsável da empresa fundada pelo EADS (Grupo Europeu do Espaço e da Defesa).
Este responsável explicou que o coração artificial usa os mesmos sensores instalados em aviões e satélites para medir a pressão do ar e da altitude.
Este sistema tem a capacidade de responder de imediato consoante as necessidades que o corpo tem no que toca ao fluxo sanguíneo. Para já, o protótipo ainda só foi testado em animais, sendo necessária a autorização das autoridades para que se possa passar à fase de testes em humanos.
O coração artificial é feito de elementos naturais que incluem tecidos de porco. O funcionamento é semelhante ao de um coração real com duas bombas que enviam sangue para os pulmões e para o resto do corpo. Os corações artificiais anteriores só utilizavam uma bomba.
Prevê-se que este coração artificial agora apresentado possa vir a ser utilizado em pacientes que tenham sofrido ataques de coração ou falhas cardíacas, mas não só.
No futuro, o coração artificial pode ser aplicado em pessoas que tenham problemas de coração não tão graves como os referidos.
Morrem, por ano, segundo dados oficiais, 17 milhões de pessoas com doenças relacionadas com o coração.

Franceses mostram coração artificial com duas bombas

Dezembro 01, 2008

sattotal


Ainda é só um protótipo, mas os investigadores da Carmat deram a conhecer um coração artificial que opera através de tecnologia usada em satélites e aviões.


O órgão artificial desenvolvido pela companhia francesa pode salvar milhões de vidas bate quase como um coração real. Fá-lo utilizando sensores electrónicos que regulam o ritmo cardíaco e o fluxo sanguíneo.
O protótipo foi apresentado no início da semana por Patrick Coulombier, Chief Operation Officer da Carmat. “É o mesmo princípio utilizado nos aviões, mas no corpo humano”, informou o responsável da empresa fundada pelo EADS (Grupo Europeu do Espaço e da Defesa).
Este responsável explicou que o coração artificial usa os mesmos sensores instalados em aviões e satélites para medir a pressão do ar e da altitude.
Este sistema tem a capacidade de responder de imediato consoante as necessidades que o corpo tem no que toca ao fluxo sanguíneo. Para já, o protótipo ainda só foi testado em animais, sendo necessária a autorização das autoridades para que se possa passar à fase de testes em humanos.
O coração artificial é feito de elementos naturais que incluem tecidos de porco. O funcionamento é semelhante ao de um coração real com duas bombas que enviam sangue para os pulmões e para o resto do corpo. Os corações artificiais anteriores só utilizavam uma bomba.
Prevê-se que este coração artificial agora apresentado possa vir a ser utilizado em pacientes que tenham sofrido ataques de coração ou falhas cardíacas, mas não só.
No futuro, o coração artificial pode ser aplicado em pessoas que tenham problemas de coração não tão graves como os referidos.
Morrem, por ano, segundo dados oficiais, 17 milhões de pessoas com doenças relacionadas com o coração.

As cinco melhores inovações dos próximos anos

Dezembro 01, 2008

sattotal


A IBM revelou cinco inovações que vão mudar as nossas vidas nos próximos cinco anos no relatório anual “IBM Next Five in Five”.


De acordo com um comunicado da IBM, as tecnologias de energia solar vão ser utilizadas no asfalto, nas tintas e até nas janelas, com a criação de células cem vezes mais finas que as actuais e que podem ser produzidas a preços mais baixos.
O estudo e análise de ADN vão se desenvolver ao ponto de serem criados medicamentos personalizados. A interacção com a Internet far-se-á por voz e, nas lojas, a assistência vai ser feita por sistemas digitais, como por exemplo quiosques onde é possível fotografar diferentes combinações que podem ser enviadas por SMS ou e-mail.
Por último, a memória vai receber um precioso auxílio, por parte de aplicações inteligentes portáteis e estáticas, como microfones e câmaras que gravam momentos do dia-a-dia e que disponibilizam o resultado em ecrãs que nos acompanham.

As cinco melhores inovações dos próximos anos

Dezembro 01, 2008

sattotal


A IBM revelou cinco inovações que vão mudar as nossas vidas nos próximos cinco anos no relatório anual “IBM Next Five in Five”.


De acordo com um comunicado da IBM, as tecnologias de energia solar vão ser utilizadas no asfalto, nas tintas e até nas janelas, com a criação de células cem vezes mais finas que as actuais e que podem ser produzidas a preços mais baixos.
O estudo e análise de ADN vão se desenvolver ao ponto de serem criados medicamentos personalizados. A interacção com a Internet far-se-á por voz e, nas lojas, a assistência vai ser feita por sistemas digitais, como por exemplo quiosques onde é possível fotografar diferentes combinações que podem ser enviadas por SMS ou e-mail.
Por último, a memória vai receber um precioso auxílio, por parte de aplicações inteligentes portáteis e estáticas, como microfones e câmaras que gravam momentos do dia-a-dia e que disponibilizam o resultado em ecrãs que nos acompanham.

Nasa estreia Internet interplanetária

Dezembro 01, 2008

sattotal


A sonda Epoxi encontra-se a mais de 32 milhões de quilómetros da Terra, mas já consegue receber e enviar imagens através conexões à Web.


A Nasa tem estado a testar o protocolo TCP/IP (com alguma modificações) em transmissões de dados interplanetárias.
De acordo com notícia da PC Pro, os investigadores da Agência Espacial Americana instalaram sobre o tradicional TCP/IP da Internet uma variante que dá pelo nome de Disruption Tolerant Networking.
A DTN tem duas características distintivas: elevada tolerância a perdas de pacotes de dados e conexões sempre operacionais para receber e enviar dados.
Durante os testes levados a cabo no último mês, a Nasa conseguiu enviar e receber várias dezenas de imagens entre a Epoxi e nove estações terrestres, que encarnaram o papel de sondas ou veículos espaciais que poderiam estar dispersos por outros pontos do Universo .
Os responsáveis pelo projecto lembram que a tecnologia DTN consuma uma alteração substancial nas comunicações entre Terra e sondas e estações espaciais.
Anteriormente, os astronautas tinham de controlar manualmente o envio de cada pacote de dados para a Terra; hoje, a DTN permite o envio de pacotes de dados automaticamente. Com um pormenor nada despiciendo: a nova tecnologia aguarda confirmações de recepção de pacotes de dados e é tolerante atrasos superiores as 20 minutos – o que pode revelar-se especialmente valioso quando é necessário percorrer grandes distâncias.
Depois do sucesso alcançado como pioneira da Internet interplanetária, a Epoxi pode prosseguir agora a missão para que foi desenhada: “encontrar-se” com o cometa Haley em 2010.

Nasa estreia Internet interplanetária

Dezembro 01, 2008

sattotal


A sonda Epoxi encontra-se a mais de 32 milhões de quilómetros da Terra, mas já consegue receber e enviar imagens através conexões à Web.


A Nasa tem estado a testar o protocolo TCP/IP (com alguma modificações) em transmissões de dados interplanetárias.
De acordo com notícia da PC Pro, os investigadores da Agência Espacial Americana instalaram sobre o tradicional TCP/IP da Internet uma variante que dá pelo nome de Disruption Tolerant Networking.
A DTN tem duas características distintivas: elevada tolerância a perdas de pacotes de dados e conexões sempre operacionais para receber e enviar dados.
Durante os testes levados a cabo no último mês, a Nasa conseguiu enviar e receber várias dezenas de imagens entre a Epoxi e nove estações terrestres, que encarnaram o papel de sondas ou veículos espaciais que poderiam estar dispersos por outros pontos do Universo .
Os responsáveis pelo projecto lembram que a tecnologia DTN consuma uma alteração substancial nas comunicações entre Terra e sondas e estações espaciais.
Anteriormente, os astronautas tinham de controlar manualmente o envio de cada pacote de dados para a Terra; hoje, a DTN permite o envio de pacotes de dados automaticamente. Com um pormenor nada despiciendo: a nova tecnologia aguarda confirmações de recepção de pacotes de dados e é tolerante atrasos superiores as 20 minutos – o que pode revelar-se especialmente valioso quando é necessário percorrer grandes distâncias.
Depois do sucesso alcançado como pioneira da Internet interplanetária, a Epoxi pode prosseguir agora a missão para que foi desenhada: “encontrar-se” com o cometa Haley em 2010.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub