Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIVE TV

LIVE TV

TV NO MEDIA PLAYER - ARABES E MEDIO ORIENTE

Março 29, 2009

sattotal


TV ARABES E MEDIO ORIENTE

COPIE O LINK E COLE NO NAVEGADOR DO

WINDOWS MEDIA PLAYER


http://www.mytvonline.org/files/showtv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/sat7-egypt.asx
http://www.mytvonline.org/files/KPN-kurd.asx
http://www.mytvonline.org/files/haberturk-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/jordanttv.asx
http://www.mytvonline.org/files/omantv.asx
http://www.mytvonline.org/files/brtv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files//TRT1.asx
http://www.mytvonline.org/files/TRT2.asx
http://www.mytvonline.org/files/TRT4.asx
http://www.mytvonline.org/files/irib1-iran.asx
http://www.mytvonline.org/files/irib2-iran.asx
http://www.mytvonline.org/files/irib3-ira.asx
http://www.mytvonline.org/files/irib4-iran.asx
http://www.mytvonline.org/files/KANALB-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/entv.asx
http://www.mytvonline.org/files/SESTV-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanal1-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/samanyolu-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/powerturk.asx
http://www.mytvonline.org/files/yumurcak-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/egetv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/KTV2-kuwait.asx
http://www.mytvonline.org/files/eliftv.asx
http://www.mytvonline.org/files/gunestv.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanalvip-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/ziletv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/belgeseltv-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/malatya_tv-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/skyturk.asx
http://www.mytvonline.org/files/BBC-arabic.asx
http://www.mytvonline.org/files/aljazeera.asx
http://www.mytvonline.org/files/alalamnews.asx
http://www.mytvonline.org/files/alsharqiya.asx
http://www.mytvonline.org/files/TRTINT.asx
http://www.mytvonline.org/files/iraqimedianet.asx
http://www.mytvonline.org/files/france24arabic.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanal26-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files//wtcankara-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/rusiya-alyaum.asx
http://www.mytvonline.org/files/alhurra.asx
http://www.mytvonline.org/files/iranntv.asx
http://www.mytvonline.org/files/ntvturq.asx
http://www.mytvonline.org/files/ayatv-syria.asx
http://www.mytvonline.org/files/tv-guntv-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/mehtaptv-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/cine5-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/alkaas-ar.asx
http://www.mytvonline.org/files/tjksport-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/imn-irq.asx
http://www.mytvonline.org/files/guneytv.asx
http://www.mytvonline.org/files/24livetur.asx
http://www.mytvonline.org/files/e22.asx
http://www.mytvonline.org/files/channel1-isr.asx
http://www.mytvonline.org/files/atv_avrupa-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/stv-avrupa-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanal7int-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanalA-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/iqraa-relavista-ar.asx
http://www.mytvonline.org/files/sat7kids-egy.asx
http://www.mytvonline.org/files/lbc-ar.asx
http://www.mytvonline.org/files/kurdsat.asx
http://www.mytvonline.org/files/ata-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/entv-alger.asx
http://www.mytvonline.org/files/entv-constantine-alg.asx
http://www.mytvonline.org/files/entv-oran-alg.asx
http://www.mytvonline.org/files/trt3-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/turkmeneli-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/baghdad-irq.asx
http://www.mytvonline.org/files/cizgifilm-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/atv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/syria-tv.asx
http://www.mytvonline.org/files/aljazeera-children.asx
http://www.mytvonline.org/files/rotana-cine.asx
http://www.mytvonline.org/files/rotana-zaman.asx
http://www.mytvonline.org/files/rotanamusic.asx
http://www.mytvonline.org/files/al-watan-alg.asx
http://www.mytvonline.org/files/ktv3-kuw.asx
http://www.mytvonline.org/files/rotana-tarab.asx
http://www.mytvonline.org/files/KTV1-kuwait.asx
http://www.mytvonline.org/files/AFN-tv-iran.asx
http://www.mytvonline.org/files/tv8-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/waqtnews.asx

TV NO MEDIA PLAYER - ARABES E MEDIO ORIENTE

Março 29, 2009

sattotal


TV ARABES E MEDIO ORIENTE

COPIE O LINK E COLE NO NAVEGADOR DO

WINDOWS MEDIA PLAYER


http://www.mytvonline.org/files/showtv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/sat7-egypt.asx
http://www.mytvonline.org/files/KPN-kurd.asx
http://www.mytvonline.org/files/haberturk-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/jordanttv.asx
http://www.mytvonline.org/files/omantv.asx
http://www.mytvonline.org/files/brtv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files//TRT1.asx
http://www.mytvonline.org/files/TRT2.asx
http://www.mytvonline.org/files/TRT4.asx
http://www.mytvonline.org/files/irib1-iran.asx
http://www.mytvonline.org/files/irib2-iran.asx
http://www.mytvonline.org/files/irib3-ira.asx
http://www.mytvonline.org/files/irib4-iran.asx
http://www.mytvonline.org/files/KANALB-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/entv.asx
http://www.mytvonline.org/files/SESTV-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanal1-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/samanyolu-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/powerturk.asx
http://www.mytvonline.org/files/yumurcak-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/egetv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/KTV2-kuwait.asx
http://www.mytvonline.org/files/eliftv.asx
http://www.mytvonline.org/files/gunestv.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanalvip-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/ziletv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/belgeseltv-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/malatya_tv-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/skyturk.asx
http://www.mytvonline.org/files/BBC-arabic.asx
http://www.mytvonline.org/files/aljazeera.asx
http://www.mytvonline.org/files/alalamnews.asx
http://www.mytvonline.org/files/alsharqiya.asx
http://www.mytvonline.org/files/TRTINT.asx
http://www.mytvonline.org/files/iraqimedianet.asx
http://www.mytvonline.org/files/france24arabic.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanal26-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files//wtcankara-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/rusiya-alyaum.asx
http://www.mytvonline.org/files/alhurra.asx
http://www.mytvonline.org/files/iranntv.asx
http://www.mytvonline.org/files/ntvturq.asx
http://www.mytvonline.org/files/ayatv-syria.asx
http://www.mytvonline.org/files/tv-guntv-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/mehtaptv-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/cine5-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/alkaas-ar.asx
http://www.mytvonline.org/files/tjksport-turk.asx
http://www.mytvonline.org/files/imn-irq.asx
http://www.mytvonline.org/files/guneytv.asx
http://www.mytvonline.org/files/24livetur.asx
http://www.mytvonline.org/files/e22.asx
http://www.mytvonline.org/files/channel1-isr.asx
http://www.mytvonline.org/files/atv_avrupa-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/stv-avrupa-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanal7int-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/kanalA-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/iqraa-relavista-ar.asx
http://www.mytvonline.org/files/sat7kids-egy.asx
http://www.mytvonline.org/files/lbc-ar.asx
http://www.mytvonline.org/files/kurdsat.asx
http://www.mytvonline.org/files/ata-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/entv-alger.asx
http://www.mytvonline.org/files/entv-constantine-alg.asx
http://www.mytvonline.org/files/entv-oran-alg.asx
http://www.mytvonline.org/files/trt3-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/turkmeneli-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/baghdad-irq.asx
http://www.mytvonline.org/files/cizgifilm-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/atv-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/syria-tv.asx
http://www.mytvonline.org/files/aljazeera-children.asx
http://www.mytvonline.org/files/rotana-cine.asx
http://www.mytvonline.org/files/rotana-zaman.asx
http://www.mytvonline.org/files/rotanamusic.asx
http://www.mytvonline.org/files/al-watan-alg.asx
http://www.mytvonline.org/files/ktv3-kuw.asx
http://www.mytvonline.org/files/rotana-tarab.asx
http://www.mytvonline.org/files/KTV1-kuwait.asx
http://www.mytvonline.org/files/AFN-tv-iran.asx
http://www.mytvonline.org/files/tv8-tur.asx
http://www.mytvonline.org/files/waqtnews.asx

Centro de Lançamento de Alcântara

Março 29, 2009

sattotal

A segunda base de lançamentos de foguetes do Brasil foi denominada de Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), foi criada em 1989 no estado do Maranhão. Destina-se a realizar missões de lançamentos de satélites e sedia os testes do Veículo Lançador de Satélites (VLS). A base está situada na latitude 2°18’ sul, tem uma área de 620 km² e o primeiro lançamento de um foguete foi em 1989.

O CLA foi criado como substituto do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), localizado no estado do Rio Grande do Norte, pois o crescimento urbano nos arredores do CLBI, não permitia ampliações da base.

Devido a sua proximidade com a linha do equador, o consumo de combustível para o lançamento de satélites é menor em comparação a outras bases de lançamento existentes.


Características desta base


A proximidade da base com a linha do equador (2 graus e 18 minutos de latitude sul): a velocidade de rotação da Terra na altura do Equador, auxilia o impulso dos lançadores e assim favorece a economia do propelente utilizado nos foguetes.
A disposição da península de Alcântara: permite lançamentos em todos os tipos de órbita, desde as equatoriais (em faixas horizontais) às polares (em faixas verticais), e a segurança das áreas de impacto do mar que foguetes de vários estágios necessitam ter.
A área do Centro: a baixa densidade demográfica possibilita a existência de diversos sítios para foguetes diferentes.
As condições climáticas: o clima estável, o regime de chuvas bem definido e os ventos em limites aceitáveis tornam possível o lançamento de foguetes em praticamente todos os meses do ano.
A base é considerada uma das maiores do mundo pela sua localizaçao geográfica, por estar a dois graus da linha do Equador


Instalações desta base

Prédio de preparação de propulsores (motores)
Prédio de preparação da carga útil (experimentos científicos/tecnológicos ou satélites)
Prédio de carregamento de propelente líquido
Prédios de apoio (onde o foguete pode ser guardado)
Lançador universal (torre para lançamentos de foguetes)
Torre Móvel de Integração (usado para os lançadores de satélites)
Centro de Controle Avançado (casamata).
Base aérea com pista de pouso pavimentada e sinalizada, e pátio de aeronaves.

Lançamentos previstos

Lançamento de foguetes no Centro de Lançamento de AlcântaraCiclone (Tsyklon)
Trata-se de um projeto binacional, entre Brasil e Ucrânia, voltado inicialmente para o desenvolvimento da quarta versão do foguete ucraniano lançador de satélites, da série CICLONE, e a implantação de infra-estrutura de solo necessária para o lançamento desse foguete a partir de Alcântara, no Estado do Maranhão.

VLS-2

Está previsto o desenvolvimento de um veículo denominado VLS-2, destinado à colocação em órbita baixa de satélites de médio porte, que poderá atender às necessidades de projetos nacionais ou estrangeiros.


Acidente

No dia 22 de agosto de 2003, o VLS-1 V03 (Veículo Lançador de Satélites) brasileiro explodiu por volta das 13h30 na base de Alcântara, três dias antes do seu lançamento, matando 21 cientistas.

Centro de Lançamento de Alcântara

Março 29, 2009

sattotal

A segunda base de lançamentos de foguetes do Brasil foi denominada de Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), foi criada em 1989 no estado do Maranhão. Destina-se a realizar missões de lançamentos de satélites e sedia os testes do Veículo Lançador de Satélites (VLS). A base está situada na latitude 2°18’ sul, tem uma área de 620 km² e o primeiro lançamento de um foguete foi em 1989.

O CLA foi criado como substituto do Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), localizado no estado do Rio Grande do Norte, pois o crescimento urbano nos arredores do CLBI, não permitia ampliações da base.

Devido a sua proximidade com a linha do equador, o consumo de combustível para o lançamento de satélites é menor em comparação a outras bases de lançamento existentes.


Características desta base


A proximidade da base com a linha do equador (2 graus e 18 minutos de latitude sul): a velocidade de rotação da Terra na altura do Equador, auxilia o impulso dos lançadores e assim favorece a economia do propelente utilizado nos foguetes.
A disposição da península de Alcântara: permite lançamentos em todos os tipos de órbita, desde as equatoriais (em faixas horizontais) às polares (em faixas verticais), e a segurança das áreas de impacto do mar que foguetes de vários estágios necessitam ter.
A área do Centro: a baixa densidade demográfica possibilita a existência de diversos sítios para foguetes diferentes.
As condições climáticas: o clima estável, o regime de chuvas bem definido e os ventos em limites aceitáveis tornam possível o lançamento de foguetes em praticamente todos os meses do ano.
A base é considerada uma das maiores do mundo pela sua localizaçao geográfica, por estar a dois graus da linha do Equador


Instalações desta base

Prédio de preparação de propulsores (motores)
Prédio de preparação da carga útil (experimentos científicos/tecnológicos ou satélites)
Prédio de carregamento de propelente líquido
Prédios de apoio (onde o foguete pode ser guardado)
Lançador universal (torre para lançamentos de foguetes)
Torre Móvel de Integração (usado para os lançadores de satélites)
Centro de Controle Avançado (casamata).
Base aérea com pista de pouso pavimentada e sinalizada, e pátio de aeronaves.

Lançamentos previstos

Lançamento de foguetes no Centro de Lançamento de AlcântaraCiclone (Tsyklon)
Trata-se de um projeto binacional, entre Brasil e Ucrânia, voltado inicialmente para o desenvolvimento da quarta versão do foguete ucraniano lançador de satélites, da série CICLONE, e a implantação de infra-estrutura de solo necessária para o lançamento desse foguete a partir de Alcântara, no Estado do Maranhão.

VLS-2

Está previsto o desenvolvimento de um veículo denominado VLS-2, destinado à colocação em órbita baixa de satélites de médio porte, que poderá atender às necessidades de projetos nacionais ou estrangeiros.


Acidente

No dia 22 de agosto de 2003, o VLS-1 V03 (Veículo Lançador de Satélites) brasileiro explodiu por volta das 13h30 na base de Alcântara, três dias antes do seu lançamento, matando 21 cientistas.

Centro de Lançamento de Satélite de Jiuquan

Março 29, 2009

sattotal

O Centro de Lançamento de Satélite de Jiuquan é uma base de lançamento de veículos espaciais (espaçoporto) da República Popular da China, no deserto de Gobi, na província de Gansu, situada aproximadamente a 1.600 quilômetros de Beijing. Foi fundada em 1958, tornando-a o primeiro de três espaçoportos da China. Mais lançamentos chineses ocorreram em Jiuquan do que em qualquer outro lugar.

Como todas as bases de lançamento chinesas, Jiuquan é remota e geralmente fechada aos estrangeiros. JSLC é usado geralmente lançar veículos em órbitas mais baixas e médias com ângulos orbitais grandes de inclinação, assim como meio de testes de mísseis de longo alcance. Suas facilidades são avançadas e fornecem o suporte a cada fase de uma campanha de lançamento de satélite. O local inclui o centro técnico, o complexo de lançamento, o centro de controle de lançamento, o centro de controle de comando da missão e vários outros sistemas de suporte logístico.

O centro cobre uns 2800 quilômetros quadrados maciços e pode servir de casa para mais de 20.000 pessoas. As facilidades e o equipamento de suporte de lançamento provavelmente foram modelados com base em similares soviéticos e a União Soviética, pelo menos no início dos anos 1960, pode ter fornecido o suporte técnico a Jiuquan.

O centro do lançamento foi o foco de muitos riscos bem sucedidos da China no espaço, incluindo seu primeiro satélite, Dong Fang Hong 1, em 1970, e sua primeira missão tripulada ao espaço, Shenzhou 5, em 15 de outubro de 2003.

Centro de Lançamento de Satélite de Jiuquan

Março 29, 2009

sattotal

O Centro de Lançamento de Satélite de Jiuquan é uma base de lançamento de veículos espaciais (espaçoporto) da República Popular da China, no deserto de Gobi, na província de Gansu, situada aproximadamente a 1.600 quilômetros de Beijing. Foi fundada em 1958, tornando-a o primeiro de três espaçoportos da China. Mais lançamentos chineses ocorreram em Jiuquan do que em qualquer outro lugar.

Como todas as bases de lançamento chinesas, Jiuquan é remota e geralmente fechada aos estrangeiros. JSLC é usado geralmente lançar veículos em órbitas mais baixas e médias com ângulos orbitais grandes de inclinação, assim como meio de testes de mísseis de longo alcance. Suas facilidades são avançadas e fornecem o suporte a cada fase de uma campanha de lançamento de satélite. O local inclui o centro técnico, o complexo de lançamento, o centro de controle de lançamento, o centro de controle de comando da missão e vários outros sistemas de suporte logístico.

O centro cobre uns 2800 quilômetros quadrados maciços e pode servir de casa para mais de 20.000 pessoas. As facilidades e o equipamento de suporte de lançamento provavelmente foram modelados com base em similares soviéticos e a União Soviética, pelo menos no início dos anos 1960, pode ter fornecido o suporte técnico a Jiuquan.

O centro do lançamento foi o foco de muitos riscos bem sucedidos da China no espaço, incluindo seu primeiro satélite, Dong Fang Hong 1, em 1970, e sua primeira missão tripulada ao espaço, Shenzhou 5, em 15 de outubro de 2003.

YouTube é liberado na China após 4 dias de bloqueio

Março 29, 2009

sattotal

Governo chinês havia criticado vídeo que mostrava suspostas agressões policiais a tibetanos

PEQUIM - O portal de vídeos YouTube voltou a estar acessível na China, após quatro dias de bloqueio, segundo comprovaram hoje internautas em Pequim e em Xangai.


O governo chinês nunca reconheceu ter censurado o portal, mas, durante esta semana, a imprensa oficial e o porta-voz de Assuntos Exteriores lançaram duras críticas contra um vídeo colocado no YouTube mostrando supostas agressões da Polícia chinesa contra tibetanos, nas revoltas em Lhasa do ano passado.

O porta-voz do Ministério de Exteriores, Qin Gang, reagiu duramente a este vídeo, afirmando que o círculo próximo ao dalai-lama "aprendeu técnicas de propaganda de alguns meios de comunicação ocidentais", e afirmou esta mesma semana que o regime comunista "não tem medo da internet".

A China é o país com mais internautas no mundo (300 milhões de usuários), apesar do controle de conteúdos exercido pelo governo e das sanções que alguns cidadãos chineses receberam por escrever ideias contrárias ao regime na rede.

O YouTube, um dos sites mais populares do mundo, já teve problemas de acesso na China no passado: em outubro de 2007, durante o Congresso do Partido Comunista, esteve inacessível durante cerca de duas semanas, algo que, como desta vez, foi duramente criticado por alguns internautas chineses

YouTube é liberado na China após 4 dias de bloqueio

Março 29, 2009

sattotal

Governo chinês havia criticado vídeo que mostrava suspostas agressões policiais a tibetanos

PEQUIM - O portal de vídeos YouTube voltou a estar acessível na China, após quatro dias de bloqueio, segundo comprovaram hoje internautas em Pequim e em Xangai.


O governo chinês nunca reconheceu ter censurado o portal, mas, durante esta semana, a imprensa oficial e o porta-voz de Assuntos Exteriores lançaram duras críticas contra um vídeo colocado no YouTube mostrando supostas agressões da Polícia chinesa contra tibetanos, nas revoltas em Lhasa do ano passado.

O porta-voz do Ministério de Exteriores, Qin Gang, reagiu duramente a este vídeo, afirmando que o círculo próximo ao dalai-lama "aprendeu técnicas de propaganda de alguns meios de comunicação ocidentais", e afirmou esta mesma semana que o regime comunista "não tem medo da internet".

A China é o país com mais internautas no mundo (300 milhões de usuários), apesar do controle de conteúdos exercido pelo governo e das sanções que alguns cidadãos chineses receberam por escrever ideias contrárias ao regime na rede.

O YouTube, um dos sites mais populares do mundo, já teve problemas de acesso na China no passado: em outubro de 2007, durante o Congresso do Partido Comunista, esteve inacessível durante cerca de duas semanas, algo que, como desta vez, foi duramente criticado por alguns internautas chineses

Especialistas iranianos na Coreia do Norte para supervisionar disparo de míssil

Março 29, 2009

sattotal





TÓQUIO, Japão, 29 Mar 2009 (AFP) - Especialistas iranianos se encontram na Coreia do Norte para ajudar no lançamento previsto para início de abril de um artefato que Pyongyang afirma ser um satélite e que os Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul temem que se trate de um míssil, informou neste domingo um jornal japonês.

Segundo o Sankei Shimbun, quinze iranianos especialistas em tecnologia de mísseis chegaram à Coréia do Norte no início de março com uma carta do presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad dirigida ao líder norte-coreano Kim Jong-Il.

Em 2 de fevereiro, o Irã colocou em órbita seu primeiro satélite com ajuda de seu foguete Safir 2, o que no Ocidente suscitou temores de que Teerã empregue essa tecnologia para desenvolver seu programa balístico.




Japão mobiliza mísseis para interceptar foguete norte-coreano

Tóquio, 29 mar - O Exército japonês começou hoje a mobilizar as baterias antimísseis Patriot do centro do país em direção a diversas localizações do nordeste, um preparativo para o iminente lançamento do foguete norte-coreano.

Os mísseis guiados começaram a ser transferidos às províncias de Iwate e Akita, norte do Japão, por onde o foguete deve passar.

Segundo a agência japonesa "Kyodo", os Patriot carregados com mísseis PAC-3 estarão prontos a partir de segunda-feira para apoiar os dois navios antimísseis Aegis que partiram no sábado em direção ao Mar do Japão.

Os Patriot seriam os encarregados de interceptar o foguete norte-coreano ou partes do mesmo se estas forem consideradas uma ameaça e sempre e quando os navios Aegis não tiverem conseguido detê-las primeiro.

Na sexta-feira, o Governo japonês ordenou às Forças de Autodefesa que destruam o foguete caso as partes do artefato possam cair em território do país devido a uma falha.

A Coreia do Norte alega que lançará um satélite que colocará em órbita entre 4 e 8 de abril.

Já o Governo da Coreia do Sul acredita que o lançamento ocorrerá entre 6 e 8 de abril, devido às condições climáticas.

Segundo a agência meteorológica sul-coreana, para o dia 4 estão previstas chuvas na zona do lançamento, conhecida como Musudan-ri, enquanto no dia seguinte estará nublado, o que impossibilitaria as operações.



Coreia do Norte ameaça revidar se satélite for atacado

SEUL - A Coreia do Norte colocou hoje suas forças armadas em prontidão e ameaçou retaliar contra quem quer que tente impedi-la de realizar o lançamento de um satélite visto por potências regionais como "um teste de míssil disfarçado". "Abater nosso satélite lançado com fins pacíficos significará precisamente uma guerra", advertiu o comando militar norte-coreano, em declaração divulgada pela agência estatal de notícias do país. O governo norte-coreano também cortou uma linha militar direta com a Coreia do Sul, o que provocou o fechamento total da fronteira e reteve em seu território centenas de cidadãos sul-coreanos que trabalham em um polo industrial em Kaesong.

A advertência de hoje coincidiu com o início das manobras militares anuais realizadas em conjunto pela Coreia do Sul e pelos Estados Unidos. A Coreia do Norte denuncia as manobras como preparativos de uma invasão. Na semana passada, Pyongyang advertiu que não poderia garantir a segurança de voos comerciais sul-coreanos que passam perto de seu espaço aéreo durante as manobras militares. Analistas acreditam que o país esteja tentando chamar a atenção do presidente dos EUA, Barack Obama, em um momento no qual seu governo formula uma política para a Coreia do Norte.

O governo norte-coreano informou que está levando adiante um plano para enviar um satélite de comunicação ao espaço. Governos vizinhos consideram o lançamento provocativo e acreditam que Pyongyang estaria tentando acobertar o teste de um míssil de longo alcance capaz de chegar ao Alasca. Funcionários norte-americanos e japoneses disseram que abateriam o projétil, se necessário, irritando ainda mais Pyongyang.

Segundo o governo da Coreia do Norte, qualquer interceptação acarretará "uma ação retaliatória justa não apenas contra todos os meios de interceptação envolvidos, mas também contra as fortalezas" de EUA, Japão e Coreia do Sul, informou a nota. Num comunicado separado, a Coreia do Norte informou que suas forças armadas estão "em prontidão total de combate".

Enviado especial de Obama à região, Stephen Bosworth pediu à Coreia do Norte que não dispare nenhum míssil. Já Won Tae-jae, porta-voz do Ministério da Defesa da Coreia do Sul, qualificou as ameaças como "retórica", mas afirmou que seu país está preparado para lidar com qualquer contingência. Analistas acreditam que o envio de satélite, ou o disparo de míssil, ocorreria em algum momento entre o fim de março e o início de abril, quando a nova legislatura da Coreia do Norte, eleita ontem, terá sua primeira sessão que deverá reconfirmar o autocrata Kim Jong Il como líder do país.

Eleições

Kim Jong Il foi reeleito ontem por unanimidade pelo Parlamento do país, informou hoje a mídia estatal da Coreia do Norte. A eleição foi observada de perto em busca de sinais de mudanças políticas ou de que o líder autocrático tenha escolhido um sucessor. Porém, nenhum dos três filhos de Kim estava entre os 686 outros legisladores anunciados pela mídia estatal. Relatos indicavam que o filho mais novo do mandatário, Kim Jong Un, concorria por uma cadeira no Parlamento. Isso levou a especulações dos analistas de que ele estava sendo preparado para herdar o poder.

A eleição de ontem, de partido único, teve o comparecimento de 99,98% dos eleitores, com o eleitorado escolhendo apenas um candidato para cada distrito do país, informou a Agência Central de Notícias da Coreia. Kim, com 67 anos, sofreu um derrame e uma cirurgia cerebral em agosto do ano passado, o que aumentou os temores de que a possível morte súbita do autocrata levasse a Coreia do Norte, um país com armas nucleares, à instabilidade. O governo negou que Kim estivesse doente e adiou a eleição do Parlamento até março deste ano. A nova assembleia deverá se reunir no começo de abril e reconfirmar Kim como líder e também dirigente da poderosa Comissão de Defesa Nacional.

Especialistas iranianos na Coreia do Norte para supervisionar disparo de míssil

Março 29, 2009

sattotal





TÓQUIO, Japão, 29 Mar 2009 (AFP) - Especialistas iranianos se encontram na Coreia do Norte para ajudar no lançamento previsto para início de abril de um artefato que Pyongyang afirma ser um satélite e que os Estados Unidos, Japão e Coreia do Sul temem que se trate de um míssil, informou neste domingo um jornal japonês.

Segundo o Sankei Shimbun, quinze iranianos especialistas em tecnologia de mísseis chegaram à Coréia do Norte no início de março com uma carta do presidente iraniano Mahmud Ahmadinejad dirigida ao líder norte-coreano Kim Jong-Il.

Em 2 de fevereiro, o Irã colocou em órbita seu primeiro satélite com ajuda de seu foguete Safir 2, o que no Ocidente suscitou temores de que Teerã empregue essa tecnologia para desenvolver seu programa balístico.




Japão mobiliza mísseis para interceptar foguete norte-coreano

Tóquio, 29 mar - O Exército japonês começou hoje a mobilizar as baterias antimísseis Patriot do centro do país em direção a diversas localizações do nordeste, um preparativo para o iminente lançamento do foguete norte-coreano.

Os mísseis guiados começaram a ser transferidos às províncias de Iwate e Akita, norte do Japão, por onde o foguete deve passar.

Segundo a agência japonesa "Kyodo", os Patriot carregados com mísseis PAC-3 estarão prontos a partir de segunda-feira para apoiar os dois navios antimísseis Aegis que partiram no sábado em direção ao Mar do Japão.

Os Patriot seriam os encarregados de interceptar o foguete norte-coreano ou partes do mesmo se estas forem consideradas uma ameaça e sempre e quando os navios Aegis não tiverem conseguido detê-las primeiro.

Na sexta-feira, o Governo japonês ordenou às Forças de Autodefesa que destruam o foguete caso as partes do artefato possam cair em território do país devido a uma falha.

A Coreia do Norte alega que lançará um satélite que colocará em órbita entre 4 e 8 de abril.

Já o Governo da Coreia do Sul acredita que o lançamento ocorrerá entre 6 e 8 de abril, devido às condições climáticas.

Segundo a agência meteorológica sul-coreana, para o dia 4 estão previstas chuvas na zona do lançamento, conhecida como Musudan-ri, enquanto no dia seguinte estará nublado, o que impossibilitaria as operações.



Coreia do Norte ameaça revidar se satélite for atacado

SEUL - A Coreia do Norte colocou hoje suas forças armadas em prontidão e ameaçou retaliar contra quem quer que tente impedi-la de realizar o lançamento de um satélite visto por potências regionais como "um teste de míssil disfarçado". "Abater nosso satélite lançado com fins pacíficos significará precisamente uma guerra", advertiu o comando militar norte-coreano, em declaração divulgada pela agência estatal de notícias do país. O governo norte-coreano também cortou uma linha militar direta com a Coreia do Sul, o que provocou o fechamento total da fronteira e reteve em seu território centenas de cidadãos sul-coreanos que trabalham em um polo industrial em Kaesong.

A advertência de hoje coincidiu com o início das manobras militares anuais realizadas em conjunto pela Coreia do Sul e pelos Estados Unidos. A Coreia do Norte denuncia as manobras como preparativos de uma invasão. Na semana passada, Pyongyang advertiu que não poderia garantir a segurança de voos comerciais sul-coreanos que passam perto de seu espaço aéreo durante as manobras militares. Analistas acreditam que o país esteja tentando chamar a atenção do presidente dos EUA, Barack Obama, em um momento no qual seu governo formula uma política para a Coreia do Norte.

O governo norte-coreano informou que está levando adiante um plano para enviar um satélite de comunicação ao espaço. Governos vizinhos consideram o lançamento provocativo e acreditam que Pyongyang estaria tentando acobertar o teste de um míssil de longo alcance capaz de chegar ao Alasca. Funcionários norte-americanos e japoneses disseram que abateriam o projétil, se necessário, irritando ainda mais Pyongyang.

Segundo o governo da Coreia do Norte, qualquer interceptação acarretará "uma ação retaliatória justa não apenas contra todos os meios de interceptação envolvidos, mas também contra as fortalezas" de EUA, Japão e Coreia do Sul, informou a nota. Num comunicado separado, a Coreia do Norte informou que suas forças armadas estão "em prontidão total de combate".

Enviado especial de Obama à região, Stephen Bosworth pediu à Coreia do Norte que não dispare nenhum míssil. Já Won Tae-jae, porta-voz do Ministério da Defesa da Coreia do Sul, qualificou as ameaças como "retórica", mas afirmou que seu país está preparado para lidar com qualquer contingência. Analistas acreditam que o envio de satélite, ou o disparo de míssil, ocorreria em algum momento entre o fim de março e o início de abril, quando a nova legislatura da Coreia do Norte, eleita ontem, terá sua primeira sessão que deverá reconfirmar o autocrata Kim Jong Il como líder do país.

Eleições

Kim Jong Il foi reeleito ontem por unanimidade pelo Parlamento do país, informou hoje a mídia estatal da Coreia do Norte. A eleição foi observada de perto em busca de sinais de mudanças políticas ou de que o líder autocrático tenha escolhido um sucessor. Porém, nenhum dos três filhos de Kim estava entre os 686 outros legisladores anunciados pela mídia estatal. Relatos indicavam que o filho mais novo do mandatário, Kim Jong Un, concorria por uma cadeira no Parlamento. Isso levou a especulações dos analistas de que ele estava sendo preparado para herdar o poder.

A eleição de ontem, de partido único, teve o comparecimento de 99,98% dos eleitores, com o eleitorado escolhendo apenas um candidato para cada distrito do país, informou a Agência Central de Notícias da Coreia. Kim, com 67 anos, sofreu um derrame e uma cirurgia cerebral em agosto do ano passado, o que aumentou os temores de que a possível morte súbita do autocrata levasse a Coreia do Norte, um país com armas nucleares, à instabilidade. O governo negou que Kim estivesse doente e adiou a eleição do Parlamento até março deste ano. A nova assembleia deverá se reunir no começo de abril e reconfirmar Kim como líder e também dirigente da poderosa Comissão de Defesa Nacional.

Pág. 1/35

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D