Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIVE TV

LIVE TV

O PC também é Meo

Fevereiro 11, 2010

sattotal

Depois da IPTV, do satélite e do mobile, os canais e restantes conteúdos Meo vão estar disponíveis a partir do computador. A nova forma de aceder à oferta de televisão por subscrição da Portugal Telecom está em fase beta e aceita inscrições para testar gratuitamente o serviço.

O registo para o piloto do Meo@PC faz-se a partir de um endereço próprio e está aberto à participação de qualquer interessado, clientes Meo ou não. Além de estar circunscrita ao território português, a experiência exige apenas computador e acesso à Internet em banda larga.

Mas nem todos os que se registarem terão acesso à versão beta do Meo@PC. Do número total, serão seleccionadas apenas 100 inscrições, que poderão usufruir, gratuitamente, durante seis semanas e a partir de 1 de Março, de quatro canais - Sic Notícias, SIC K, RTPN e Eurosport - e 100 filmes no Videoclube.

À parte do piloto, a oferta comercial ainda não está definida, nem tem data de lançamento prevista, mas acontecerá "ainda este ano", garantiu Vera Pinto Pereira, da área de negócio de televisão do Grupo PT, em declarações aos jornalistas. "Ainda está tudo em aberto. Só vamos definir a oferta depois de recebermos a opinião dos utilizadores que irão testar o serviço. O nosso objectivo é incorporar esse feedback e moldá-lo à nossa oferta".

A responsável considera igualmente que a elevada qualidade de imagem irá surpreender, sendo um dos factores de diferenciação do novo serviço. "O Meo@PC não é mais um serviço de vídeo no computador, é uma verdadeira experiência de televisão", garante.

As emissões Meo através da Internet funcionam com recurso a "streaming adaptativo", uma tecnologia que detecta os perfis de qualidade necessários para a forma de visualização adoptada (caixa pequena, modo full screen). "Será uma experiência em tudo semelhante àquela a que estamos habituados a ver em casa", assegura Vera Pinto Pereira.

O PC também é Meo

Fevereiro 11, 2010

sattotal

Depois da IPTV, do satélite e do mobile, os canais e restantes conteúdos Meo vão estar disponíveis a partir do computador. A nova forma de aceder à oferta de televisão por subscrição da Portugal Telecom está em fase beta e aceita inscrições para testar gratuitamente o serviço.

O registo para o piloto do Meo@PC faz-se a partir de um endereço próprio e está aberto à participação de qualquer interessado, clientes Meo ou não. Além de estar circunscrita ao território português, a experiência exige apenas computador e acesso à Internet em banda larga.

Mas nem todos os que se registarem terão acesso à versão beta do Meo@PC. Do número total, serão seleccionadas apenas 100 inscrições, que poderão usufruir, gratuitamente, durante seis semanas e a partir de 1 de Março, de quatro canais - Sic Notícias, SIC K, RTPN e Eurosport - e 100 filmes no Videoclube.

À parte do piloto, a oferta comercial ainda não está definida, nem tem data de lançamento prevista, mas acontecerá "ainda este ano", garantiu Vera Pinto Pereira, da área de negócio de televisão do Grupo PT, em declarações aos jornalistas. "Ainda está tudo em aberto. Só vamos definir a oferta depois de recebermos a opinião dos utilizadores que irão testar o serviço. O nosso objectivo é incorporar esse feedback e moldá-lo à nossa oferta".

A responsável considera igualmente que a elevada qualidade de imagem irá surpreender, sendo um dos factores de diferenciação do novo serviço. "O Meo@PC não é mais um serviço de vídeo no computador, é uma verdadeira experiência de televisão", garante.

As emissões Meo através da Internet funcionam com recurso a "streaming adaptativo", uma tecnologia que detecta os perfis de qualidade necessários para a forma de visualização adoptada (caixa pequena, modo full screen). "Será uma experiência em tudo semelhante àquela a que estamos habituados a ver em casa", assegura Vera Pinto Pereira.

iPad e PSP Go finalistas nos Fiasco Awards

Fevereiro 11, 2010

sattotal


Já são conhecidos os finalistas de mais uma edição dos Fiasco Awards. Para quem não conhece a distinção o nome não deixa muita margem para dúvidas. Os prémios distinguem os projectos TI que mais se destacaram na capacidade de criar muito expectativa e fracos resultados.

À recta final desta competição, que ninguém tem grande interesse em vencer, estão alguns "monstros" da tecnologia como a Google, Toshiba, Sony ou Apple. A dona do motor de busca mais popular do mundo garante lugar na lista através do Google Wave. Como qualquer projecto da Google provocou vários rumores, uma enorme expectativa mas em termos de resultados, hoje não figura entre os maiores sucessos da empresa.

A Toshiba não tem o nome directamente na lista de nomeados, mas é como se tivesse, já que o falecido HD DVD era uma tecnologia promovida por si. Como se sabe não descolou e acabou por ser descontinuada, deixando o caminho livre para o Blu-ray, que se afirma como norma da indústria para a nova geração de vídeo, sucessora do DVD.

Ainda directamente do Japão chega mais um dos conceitos eleitos para a short list dos Fiasco Awards 2010, a PSP GO. A consola portátil foi lançada pela Sony no Verão e pretendia afirmar-se como mais uma opção, para além da PSP original. A principal diferença, para além do preço, é que está focada nos jogos online que podem ser descarregados do serviço da Sony, quando na versão original os jogos físicos são a principal fonte de "alimentação" da consola.

Acabadinho de ser lançado nem por isso escapou à nomeação, o novo tablet da Apple. Já ninguém tem dúvidas relativamente ao poder da máquina montada pela empresa para atrair a atenção para os seus lançamentos, o que muitos ainda não têm como claro é que o mais que esperado iPad seja tão inovador como conseguiram ser outros produtos da marca lançados sob o mesmo clima de expectativa.

O DRM, o DVB-T interactivo, a rede social empresarial Xing ou as videochamadas que a terceira geração móvel prometia potenciar, como anteviram muitos estudos de mercado, também constam da lista que está publicada e detalhada online, à espera de votos que decidam o grande vencedor do ano.

Nem sempre as líderes se saem bem nas suas investidas e para que os seus projectos menos bem sucedidos não caiam no esquecimento, há quem eleja e galardoe os "piores".

A Espanha decidiu apostar numa destas iniciativas e criar os Fiasco Awards, cujo objectivo é premiar os fracassos tecnológicos do ano.

Os nove finalistas resultaram de um conjunto de 23 candidaturas, sugeridas nos últimos meses pelos internautas, e entre eles marcam presença o Lively, do Google, e o Windows Vista, da Microsoft.

Quem quiser contribuir com o seu voto pode fazê-lo até 25 de Fevereiro.

iPad e PSP Go finalistas nos Fiasco Awards

Fevereiro 11, 2010

sattotal


Já são conhecidos os finalistas de mais uma edição dos Fiasco Awards. Para quem não conhece a distinção o nome não deixa muita margem para dúvidas. Os prémios distinguem os projectos TI que mais se destacaram na capacidade de criar muito expectativa e fracos resultados.

À recta final desta competição, que ninguém tem grande interesse em vencer, estão alguns "monstros" da tecnologia como a Google, Toshiba, Sony ou Apple. A dona do motor de busca mais popular do mundo garante lugar na lista através do Google Wave. Como qualquer projecto da Google provocou vários rumores, uma enorme expectativa mas em termos de resultados, hoje não figura entre os maiores sucessos da empresa.

A Toshiba não tem o nome directamente na lista de nomeados, mas é como se tivesse, já que o falecido HD DVD era uma tecnologia promovida por si. Como se sabe não descolou e acabou por ser descontinuada, deixando o caminho livre para o Blu-ray, que se afirma como norma da indústria para a nova geração de vídeo, sucessora do DVD.

Ainda directamente do Japão chega mais um dos conceitos eleitos para a short list dos Fiasco Awards 2010, a PSP GO. A consola portátil foi lançada pela Sony no Verão e pretendia afirmar-se como mais uma opção, para além da PSP original. A principal diferença, para além do preço, é que está focada nos jogos online que podem ser descarregados do serviço da Sony, quando na versão original os jogos físicos são a principal fonte de "alimentação" da consola.

Acabadinho de ser lançado nem por isso escapou à nomeação, o novo tablet da Apple. Já ninguém tem dúvidas relativamente ao poder da máquina montada pela empresa para atrair a atenção para os seus lançamentos, o que muitos ainda não têm como claro é que o mais que esperado iPad seja tão inovador como conseguiram ser outros produtos da marca lançados sob o mesmo clima de expectativa.

O DRM, o DVB-T interactivo, a rede social empresarial Xing ou as videochamadas que a terceira geração móvel prometia potenciar, como anteviram muitos estudos de mercado, também constam da lista que está publicada e detalhada online, à espera de votos que decidam o grande vencedor do ano.

Nem sempre as líderes se saem bem nas suas investidas e para que os seus projectos menos bem sucedidos não caiam no esquecimento, há quem eleja e galardoe os "piores".

A Espanha decidiu apostar numa destas iniciativas e criar os Fiasco Awards, cujo objectivo é premiar os fracassos tecnológicos do ano.

Os nove finalistas resultaram de um conjunto de 23 candidaturas, sugeridas nos últimos meses pelos internautas, e entre eles marcam presença o Lively, do Google, e o Windows Vista, da Microsoft.

Quem quiser contribuir com o seu voto pode fazê-lo até 25 de Fevereiro.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub