Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIVE TV

LIVE TV

Sismo no Chile já fez 300 mortos

Fevereiro 28, 2010

sattotal

O sismo de 8,8 graus na escala de Richter que sacudiu ontem o Chile tirou a vida a 300 pessoas, segundo o último balanço oficial.

Os novos dados indicam também que estão desaparecidas 15 pessoas e que dois milhões de pessoas foram afectadas pelo terramoto.

Estima-se ainda que o violento sismo tenha provocado danos em milhão de casas.

A Presidente do Chile, Michelle Bachelet, declarou estado de catástrofe em seis regiões do país e, numa declaração ao país, pediu "força" aos chilenos para superar o pior terramoto sentido no Chile em meio século.

Concepción, a segunda maior cidade do Chile, foi a zona mais afectada pelo abalo, onde prédios foram completamente destruídos e algumas pontes ruíram.

Chile/Sismo: Levantado alerta de tsunami em todos os países

Lisboa, 28 fev (Lusa) - As autoridades americanas levantaram hoje o alerta de tsunami emitido para todos os países banhados pelo Oceano Pacífico na sequência do sismo de magnitude 8,8 ocorrido no sábado ao largo do Chile.

Após o abalo, que provocou pelo menos 300 mortos e afetou mais de dois milhões de pessoas, foram lançados alertas e avisos de tsunami em várias áreas - como a América Latina, Austrália, Antártida, Havai, Filipinas, Taiwan, Polinésia e Japão, pelo que foram dadas ordens de evacuação das zonas litorais a milhares de pessoas.

Alguns países, como foi o caso do Japão (separado do Chile por uma distância superior a 17 mil quilómetros), chegaram a ser atingidos por tsunamis de fraca intensidade.

Sismo no Chile já fez 300 mortos

Fevereiro 28, 2010

sattotal

O sismo de 8,8 graus na escala de Richter que sacudiu ontem o Chile tirou a vida a 300 pessoas, segundo o último balanço oficial.

Os novos dados indicam também que estão desaparecidas 15 pessoas e que dois milhões de pessoas foram afectadas pelo terramoto.

Estima-se ainda que o violento sismo tenha provocado danos em milhão de casas.

A Presidente do Chile, Michelle Bachelet, declarou estado de catástrofe em seis regiões do país e, numa declaração ao país, pediu "força" aos chilenos para superar o pior terramoto sentido no Chile em meio século.

Concepción, a segunda maior cidade do Chile, foi a zona mais afectada pelo abalo, onde prédios foram completamente destruídos e algumas pontes ruíram.

Chile/Sismo: Levantado alerta de tsunami em todos os países

Lisboa, 28 fev (Lusa) - As autoridades americanas levantaram hoje o alerta de tsunami emitido para todos os países banhados pelo Oceano Pacífico na sequência do sismo de magnitude 8,8 ocorrido no sábado ao largo do Chile.

Após o abalo, que provocou pelo menos 300 mortos e afetou mais de dois milhões de pessoas, foram lançados alertas e avisos de tsunami em várias áreas - como a América Latina, Austrália, Antártida, Havai, Filipinas, Taiwan, Polinésia e Japão, pelo que foram dadas ordens de evacuação das zonas litorais a milhares de pessoas.

Alguns países, como foi o caso do Japão (separado do Chile por uma distância superior a 17 mil quilómetros), chegaram a ser atingidos por tsunamis de fraca intensidade.

Google abriu página para troca de informações

Fevereiro 27, 2010

sattotal

A empresa Google abriu uma página na Internet para facilitar a troca de informações sobre as pessoas afectadas pelo sismo do Chile, que fez pelo menos 214 vítimas mortais.

A página pode ser consultada através do endereço: http://chilepersonfinder.appspot.com/ .

Através desta página, podem ser pedidas informações sobre alguém, colocar fotografias para facilitar a sua buscar e dar dados sobre o paradeiro de pessoas.

Às 20:00 (hora de Lisboa), a página já tinha 3.000 registos.

A Google abriu um serviço idêntico depois do recente terramoto do Haiti, acumulando 58.700 registos.

Google abriu página para troca de informações

Fevereiro 27, 2010

sattotal

A empresa Google abriu uma página na Internet para facilitar a troca de informações sobre as pessoas afectadas pelo sismo do Chile, que fez pelo menos 214 vítimas mortais.

A página pode ser consultada através do endereço: http://chilepersonfinder.appspot.com/ .

Através desta página, podem ser pedidas informações sobre alguém, colocar fotografias para facilitar a sua buscar e dar dados sobre o paradeiro de pessoas.

Às 20:00 (hora de Lisboa), a página já tinha 3.000 registos.

A Google abriu um serviço idêntico depois do recente terramoto do Haiti, acumulando 58.700 registos.

Metade dos maiores terramotos foram no Chile

Fevereiro 27, 2010

sattotal


Mais de metade dos 10 maiores terramotos do mundo (com mais de 8,5 graus de magnitude) aconteceram no Chile, incluindo o de hoje, tendo quase todos sido seguidos de tsunamis, segundo o observatório norte-americano de geologia.

Três sismos foram hoje registados ao largo do Chile, tendo o primeiro terramoto atingido os 8,8 graus na escala de Richter, o que já levou o governo local a decretar estado de catástrofe.

Na sequência do abalo, o Instituto Geológico dos Estados Unidos emitiu um alerta de tsunami ao Chile e ao Peru, enquanto o Japão optou também por reactivá-lo, depois de o ter levantado na sexta feira à noite.

As autoridades norte-americanas colocaram também a Colômbia, a Antárctida, toda a América Central e a Polinésia em vigilância.

De acordo com o Instituto Geológico dos EUA, o abalo teve uma dimensão para gerar um tsunami destrutivo que pode atingir a costa mais próxima do epicentro em minutos e as zonas de litoral mais afastadas em horas",

Embora não seja ainda possível verificar a amplitude dos estragos, as agências internacionais descrevem um cenário de ampla destruição com muitos danos materiais.

Lista dos maiores terramotos - acima dos 8,5 graus na escala de Richter - registados, sem incluir o de hoje no Chile, que chegou aos 8,8 graus:

- 22 maio 1960: um terramoto com magnitude de 9,5 graus no sul do Chile seguido de tsunami provocou mais de 1700 mortos

- 27 março 1964: um sismo de 9,2 graus em Prince William Sound, no Alasca, seguido de tsunami matou 128 pessoas.

- 26 dezembro de 2004: um maremoto de magnitude 9 ao largo da ilha indonésia Sumatra provocou um tsunami que matou 226 mil pessoas em 12 países, incluindo 165 mil na Indonésia e 35 mil no Sri Lanka.

- 13 agosto 1868: terramoto de 9 graus em Arica, no Peru (agora Chile) gerou tsunamis catastróficos tendo morrido mais de 25 mil pessoas na América do Sul.

- 31 janeiro 1906: Sismo de 8,8 graus ao largo do Equador e da Colômbia causou um tsunami que matou pelo menos 500 pessoas.

- 1 novembro 1755: sismo de magnitude 8,7 seguido de tsunami em Lisboa matou cerca de 60 mil pessoas e destruiu quase Lisboa inteira

- 8 julho 1730: terramoto de 8,7 graus em Valparaiso, Chile, provocou a morte a pelo menos 3 mil pessoas.

- 15 agosto 1950: terramoto de 8,6 graus em Assam, Tibete, matou pelo menos 780 pessoas.

- 15 junho, 1896: sismo com magnitude de 8,5 graus em Sanriku, Japão, causou tsunami que matou pelo menos 22 mil pessoas.

- 11 novembro 1922: Sismo de 8,5 graus na fronteira do Chile com a Argentina matou várias centenas de pessoas.

- 7 novembro 1837: terramoto de 8,5 graus em Valdivia, Chile, gerou um tsunami que matou pelo menos 58 pessoas no Havai.

- 29 outubro 1687: terramoto de 8,5 graus em Lima, peru, destruiu grande parte da cidade

Metade dos maiores terramotos foram no Chile

Fevereiro 27, 2010

sattotal


Mais de metade dos 10 maiores terramotos do mundo (com mais de 8,5 graus de magnitude) aconteceram no Chile, incluindo o de hoje, tendo quase todos sido seguidos de tsunamis, segundo o observatório norte-americano de geologia.

Três sismos foram hoje registados ao largo do Chile, tendo o primeiro terramoto atingido os 8,8 graus na escala de Richter, o que já levou o governo local a decretar estado de catástrofe.

Na sequência do abalo, o Instituto Geológico dos Estados Unidos emitiu um alerta de tsunami ao Chile e ao Peru, enquanto o Japão optou também por reactivá-lo, depois de o ter levantado na sexta feira à noite.

As autoridades norte-americanas colocaram também a Colômbia, a Antárctida, toda a América Central e a Polinésia em vigilância.

De acordo com o Instituto Geológico dos EUA, o abalo teve uma dimensão para gerar um tsunami destrutivo que pode atingir a costa mais próxima do epicentro em minutos e as zonas de litoral mais afastadas em horas",

Embora não seja ainda possível verificar a amplitude dos estragos, as agências internacionais descrevem um cenário de ampla destruição com muitos danos materiais.

Lista dos maiores terramotos - acima dos 8,5 graus na escala de Richter - registados, sem incluir o de hoje no Chile, que chegou aos 8,8 graus:

- 22 maio 1960: um terramoto com magnitude de 9,5 graus no sul do Chile seguido de tsunami provocou mais de 1700 mortos

- 27 março 1964: um sismo de 9,2 graus em Prince William Sound, no Alasca, seguido de tsunami matou 128 pessoas.

- 26 dezembro de 2004: um maremoto de magnitude 9 ao largo da ilha indonésia Sumatra provocou um tsunami que matou 226 mil pessoas em 12 países, incluindo 165 mil na Indonésia e 35 mil no Sri Lanka.

- 13 agosto 1868: terramoto de 9 graus em Arica, no Peru (agora Chile) gerou tsunamis catastróficos tendo morrido mais de 25 mil pessoas na América do Sul.

- 31 janeiro 1906: Sismo de 8,8 graus ao largo do Equador e da Colômbia causou um tsunami que matou pelo menos 500 pessoas.

- 1 novembro 1755: sismo de magnitude 8,7 seguido de tsunami em Lisboa matou cerca de 60 mil pessoas e destruiu quase Lisboa inteira

- 8 julho 1730: terramoto de 8,7 graus em Valparaiso, Chile, provocou a morte a pelo menos 3 mil pessoas.

- 15 agosto 1950: terramoto de 8,6 graus em Assam, Tibete, matou pelo menos 780 pessoas.

- 15 junho, 1896: sismo com magnitude de 8,5 graus em Sanriku, Japão, causou tsunami que matou pelo menos 22 mil pessoas.

- 11 novembro 1922: Sismo de 8,5 graus na fronteira do Chile com a Argentina matou várias centenas de pessoas.

- 7 novembro 1837: terramoto de 8,5 graus em Valdivia, Chile, gerou um tsunami que matou pelo menos 58 pessoas no Havai.

- 29 outubro 1687: terramoto de 8,5 graus em Lima, peru, destruiu grande parte da cidade

Sismo de 6,1 abala norte da Argentina e provoca dois mortos

Fevereiro 27, 2010

sattotal

O sismo, sentido na província de Salta nove horas depois de um forte abalo no vizinho Chile, provocou a morte de uma criança de 8 anos e de um homem de 70 anos.


O rapaz de 8 anos, que brincava na altura do sismo, foi vítima do desmoronamento de uma parede, que provocou ferimentos noutras duas crianças, segundo Carmen Castillo, médica do hospital de La Merced, em Salta (norte).


Um homem também morreu devido à derrocada parcial da sua casa, em Potrero de Uriburu, igualmente na província de Salta.


O Instituto Nacional de Prevenção Sísmica anunciou que o terramoto de 6,1 foi sentido às 12:45 locais (15:45 em Lisboa).


Marcelo Peña, do Instituto Nacional de Prevenção Sísmica, explicou que o epicentro deste sismo se situou 15 quilómetros a sul de Salta (a 1.500 quilómetros de Buenos Aires), numa zona próxima de uma região montanhosa e que nada teve a ver com o sismo de 8,8 registado na madrugada de hoje no Chile.

Sismo de 6,1 abala norte da Argentina e provoca dois mortos

Fevereiro 27, 2010

sattotal

O sismo, sentido na província de Salta nove horas depois de um forte abalo no vizinho Chile, provocou a morte de uma criança de 8 anos e de um homem de 70 anos.


O rapaz de 8 anos, que brincava na altura do sismo, foi vítima do desmoronamento de uma parede, que provocou ferimentos noutras duas crianças, segundo Carmen Castillo, médica do hospital de La Merced, em Salta (norte).


Um homem também morreu devido à derrocada parcial da sua casa, em Potrero de Uriburu, igualmente na província de Salta.


O Instituto Nacional de Prevenção Sísmica anunciou que o terramoto de 6,1 foi sentido às 12:45 locais (15:45 em Lisboa).


Marcelo Peña, do Instituto Nacional de Prevenção Sísmica, explicou que o epicentro deste sismo se situou 15 quilómetros a sul de Salta (a 1.500 quilómetros de Buenos Aires), numa zona próxima de uma região montanhosa e que nada teve a ver com o sismo de 8,8 registado na madrugada de hoje no Chile.

Dimensão da Tragédia no Chile desconhecida - 214 vítimas mortais confirmadas

Fevereiro 27, 2010

sattotal

O sismo de 8,8 que abalou o Chile pode ter feito milhares de mortes. O sismo foi 900 vezes mais forte que o do Haiti. Já há 214 vítimas mortais confirmadas. Muitas estarão soterradas sob os escombros das cidades destruídas.

Um sismo registado ao largo do Chile - e que o Instituto Geológico dos EUA estima ser de 8,8 na escala de Richter - causou pelo menos 214 mortos, segundo os primeiros balanços das autoridades do país. Entre as vítimas não há, para já, registo de portugueses. A presidente chilena, Michelle Bachelet, já declarou o estado de catástrofe.

O sismo registou-se de madrugada, com epicentro no pacífico, a 90 km da cidade de Concépcion, a segunda maior do país a seguir à capital, Santiago. Como tudo aconteceu de noite, pensa-se que milhares de pessoas estarão soterradas. A destruição entre Concépcion e Santiago é completa.

O sismo que, segundo o observatório norte-americano teve uma dimensão com "potencial para gerar um tsunami destrutivo que pode atingir a costa mais próxima do epicentro em minutos e as zonas de litoral mais afastadas em horas", foi seguido de mais de 25 réplicas, uma das quais de 6,2 graus na escala de Richter.

Em Talcahuano, uma localidade chilena, registou-se uma onda com 2,34 metros de altura. Embora não seja ainda possível verificar a amplitude dos estragos, as agências internacionais descrevem um cenário de ampla destruição com muitos danos materiais.

O fenómeno, com maior intensidade junto à costa do Chile, foi sentido também em países próximos, tendo sido dado o alerta de tsunami nesse país, no Peru e no Equador tendo o Japão reactivado o alerta também.

Segundo o observatório US Geological Survey, dos Estados Unidos, o terramoto ocorreu às 03:34 locais (06:34 em Lisboa), com epicentro a 317 quilómetros a sudoeste da capital do Chile, Santiago, a 59,4 quilómetros de profundidade.

Vídeo captado por câmara de vigilância mostra momento do abalo:

 
 

Dimensão da Tragédia no Chile desconhecida - 214 vítimas mortais confirmadas

Fevereiro 27, 2010

sattotal

O sismo de 8,8 que abalou o Chile pode ter feito milhares de mortes. O sismo foi 900 vezes mais forte que o do Haiti. Já há 214 vítimas mortais confirmadas. Muitas estarão soterradas sob os escombros das cidades destruídas.

Um sismo registado ao largo do Chile - e que o Instituto Geológico dos EUA estima ser de 8,8 na escala de Richter - causou pelo menos 214 mortos, segundo os primeiros balanços das autoridades do país. Entre as vítimas não há, para já, registo de portugueses. A presidente chilena, Michelle Bachelet, já declarou o estado de catástrofe.

O sismo registou-se de madrugada, com epicentro no pacífico, a 90 km da cidade de Concépcion, a segunda maior do país a seguir à capital, Santiago. Como tudo aconteceu de noite, pensa-se que milhares de pessoas estarão soterradas. A destruição entre Concépcion e Santiago é completa.

O sismo que, segundo o observatório norte-americano teve uma dimensão com "potencial para gerar um tsunami destrutivo que pode atingir a costa mais próxima do epicentro em minutos e as zonas de litoral mais afastadas em horas", foi seguido de mais de 25 réplicas, uma das quais de 6,2 graus na escala de Richter.

Em Talcahuano, uma localidade chilena, registou-se uma onda com 2,34 metros de altura. Embora não seja ainda possível verificar a amplitude dos estragos, as agências internacionais descrevem um cenário de ampla destruição com muitos danos materiais.

O fenómeno, com maior intensidade junto à costa do Chile, foi sentido também em países próximos, tendo sido dado o alerta de tsunami nesse país, no Peru e no Equador tendo o Japão reactivado o alerta também.

Segundo o observatório US Geological Survey, dos Estados Unidos, o terramoto ocorreu às 03:34 locais (06:34 em Lisboa), com epicentro a 317 quilómetros a sudoeste da capital do Chile, Santiago, a 59,4 quilómetros de profundidade.

Vídeo captado por câmara de vigilância mostra momento do abalo:

 
 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub