Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIVE TV

LIVE TV

Um dos inimigos do desempenho de qualquer browser são os plugins. Elementos como barras que ocupam espaço à toa no navegador, também deixam o software mais lento. Para fazer uma varredura nesses parasitas digitais, é só ir à aba Ferramentas, Gerenc

Março 30, 2010

sattotal




Um dos inimigos do desempenho de qualquer browser são os plugins. Elementos como barras que ocupam espaço à toa no navegador, também deixam o software mais lento. Para fazer uma varredura nesses parasitas digitais, é só ir à aba Ferramentas, Gerenciar Complementos e desabilitar os aplicativos indesejados. Simples, não? Na mesma janela, vá a “Aceleradores” e também remova o que você não costuma utilizar.

Quando você entra em algum site várias vezes, o navegador memoriza algumas informações daquela página. Para que ele não fique revendo as mesmas informações sempre que você acessar o endereço, é indicado deixar esse processo automático. Para isso, basta acessar Ferramentas novamente, clicar nas configurações do Histórico de Navegação e selecionar o item “Automático”. Aproveite que já está por aí e confira se o espaço em disco a ser usado pelo navegador está em 50 mega.

Outra dica básica é sempre limpar o Cache, pois ele pode estar corrompido e atrasar a sua vida. Para limpar é fácil: clique em “Excluir” no “Histórico de Navegação” e deixe selecionadas apenas as caixas de “Cookies” e “Arquivos de Internet Temporários”. Ah, sabe aquelas janelinhas chatas chamadas pop-ups? Elas também podem atrapalhar a velocidade de conexão. Dentro de Privacidade você pode optar por bloquear essa opção e dizer adeus às janelinhas.

Depois dessas dicas, pode apostar: o seu Internet Explorer 8 vai ficar mais rápido!

Um dos inimigos do desempenho de qualquer browser são os plugins. Elementos como barras que ocupam espaço à toa no navegador, também deixam o software mais lento. Para fazer uma varredura nesses parasitas digitais, é só ir à aba Ferramentas, Gerenc

Março 30, 2010

sattotal




Um dos inimigos do desempenho de qualquer browser são os plugins. Elementos como barras que ocupam espaço à toa no navegador, também deixam o software mais lento. Para fazer uma varredura nesses parasitas digitais, é só ir à aba Ferramentas, Gerenciar Complementos e desabilitar os aplicativos indesejados. Simples, não? Na mesma janela, vá a “Aceleradores” e também remova o que você não costuma utilizar.

Quando você entra em algum site várias vezes, o navegador memoriza algumas informações daquela página. Para que ele não fique revendo as mesmas informações sempre que você acessar o endereço, é indicado deixar esse processo automático. Para isso, basta acessar Ferramentas novamente, clicar nas configurações do Histórico de Navegação e selecionar o item “Automático”. Aproveite que já está por aí e confira se o espaço em disco a ser usado pelo navegador está em 50 mega.

Outra dica básica é sempre limpar o Cache, pois ele pode estar corrompido e atrasar a sua vida. Para limpar é fácil: clique em “Excluir” no “Histórico de Navegação” e deixe selecionadas apenas as caixas de “Cookies” e “Arquivos de Internet Temporários”. Ah, sabe aquelas janelinhas chatas chamadas pop-ups? Elas também podem atrapalhar a velocidade de conexão. Dentro de Privacidade você pode optar por bloquear essa opção e dizer adeus às janelinhas.

Depois dessas dicas, pode apostar: o seu Internet Explorer 8 vai ficar mais rápido!

Veja como evitar que sua senha vá parar na web

Março 29, 2010

sattotal

Especialistas descrevem o que fazer para evitar que e-mails e senhas vão parar na internet


O vazamento de mais de 30 mil senhas dos usuários dos serviços Hotmail, Gmail e Yahoo! mostra a necessidade de manter dados pessoais da maneira mais segura possível.


Isso precisa acontecer desde a criação da senha até a proteção do computador e a adoção de hábitos que não facilitem o roubo de informações pela web.


Eduardo Godinho, especialista em segurança da empresa Trend Micro, disse que é possível se proteger mesmo que na internet não exista ambiente totalmente imune a algum tipo de ataque.


- Não dá para garantir 100% de segurança na internet, mas o usuário pode diminuir os riscos com o uso


Durante a criação das senhas não são recomendados números em sequência, de documentos, telefones, da residência, placa do automóvel, datas comemorativas ou repetir a senha usada em outros serviços.


Para quem tem senha no acesso ao banco pela internet, vários e-mails, senhas em sites e serviços, os especialistas dizem que nunca devem ser criados arquivos no computador com a lista dessas senhas caso o internauta esqueça e precise urgente do dado.


Alex Souza, gerente de canais e negócios da Panda Security, conta que as pessoas acabam expondo seus dados em sites de relacionamento.


- Um bom programa que proteja o computador é essencial, mas os criminosos também usam informações contidas nos perfis das redes sociais para tentar invadir o e-mail de suas vítimas.


Ele pede para que os usuários de internet fiquem atentos aos links recebidos via programa de mensagens instantâneas, por recados no Orkut ou mesmo e-mail. Mesmo que a mensagem tenha sido enviada por alguém que faz parte da lista de contatos, pode se tratar de uma ação que já atingiu o e-mail dessa pessoa e automaticamente redistribui a mensagem enganosa à lista de contatos.


Ao receber links por programas de mensagem instantânea, vale a pena perguntar a quem enviou se realmente a pessoa mandou algo e qual o conteúdo do link; cartões virtuais enviados por e-mail também são potenciais fraudes.


Cadastrar e-mails e senhas em qualquer site aumenta o risco de uma fraude chamada phishing e que deve ter sido usada pelos criminosos para conseguir os e-mails e senhas de mais 20 mil usuários de e-mail.


Cuidado com o phishing


Phishing é uma palavra em inglês para representar um tipo de fraude muito comum em que o internauta recebe mensagens não solicitadas por e-mail, via recados no Orkut, por exemplo, e pelos programas de mensagens instantânea, como o Live Messenger (popularmente conhecido como "MSN").


O objetivo de praticar essa fraude é confundir o usuário – para isso, usa-se mensagens como se fossem de um banco, site de compras, Receita Federal, entre outros. O internauta que "cai" no golpe fornece seus dados ou clica em links repletos de vírus.


Cuidado com o phishing!


Os meios mais usados por criminosos para enganar os usuários com o phishing são o envio de cartões virtuais, álbum de fotos, notícias e boatos, inscrições para programas de televisão, convites para sites de relacionamento, promoções e prêmios. Eles também usam sites falsos de empresas como bancos e também órgãos ligados ao governo: IBGE (censo), Receita Federal, Polícia Federal, SERASA e SPC (órgãos responsáveis por análise de crédito ao consumidor) . Fique ligado porque essas instituições nunca usam e-mails ou links para se comunicar com as pessoas.


Godinho, da Trend Micro, diz que, para não ser vítima desse tipo de fraude, os internautas precisam controlar a curiosidade.


- Quem usa a internet não pode clicar em qualquer link e nem abrir e-mails enviados por desconhecidos. Muitas mensagens mentirosas com links sobre a gripe suína chegaram por e-mail, foram abertas e tinham links que instalaram programas espiões nos PCs das pessoas descuidadas.

Veja como evitar que sua senha vá parar na web

Março 29, 2010

sattotal

Especialistas descrevem o que fazer para evitar que e-mails e senhas vão parar na internet


O vazamento de mais de 30 mil senhas dos usuários dos serviços Hotmail, Gmail e Yahoo! mostra a necessidade de manter dados pessoais da maneira mais segura possível.


Isso precisa acontecer desde a criação da senha até a proteção do computador e a adoção de hábitos que não facilitem o roubo de informações pela web.


Eduardo Godinho, especialista em segurança da empresa Trend Micro, disse que é possível se proteger mesmo que na internet não exista ambiente totalmente imune a algum tipo de ataque.


- Não dá para garantir 100% de segurança na internet, mas o usuário pode diminuir os riscos com o uso


Durante a criação das senhas não são recomendados números em sequência, de documentos, telefones, da residência, placa do automóvel, datas comemorativas ou repetir a senha usada em outros serviços.


Para quem tem senha no acesso ao banco pela internet, vários e-mails, senhas em sites e serviços, os especialistas dizem que nunca devem ser criados arquivos no computador com a lista dessas senhas caso o internauta esqueça e precise urgente do dado.


Alex Souza, gerente de canais e negócios da Panda Security, conta que as pessoas acabam expondo seus dados em sites de relacionamento.


- Um bom programa que proteja o computador é essencial, mas os criminosos também usam informações contidas nos perfis das redes sociais para tentar invadir o e-mail de suas vítimas.


Ele pede para que os usuários de internet fiquem atentos aos links recebidos via programa de mensagens instantâneas, por recados no Orkut ou mesmo e-mail. Mesmo que a mensagem tenha sido enviada por alguém que faz parte da lista de contatos, pode se tratar de uma ação que já atingiu o e-mail dessa pessoa e automaticamente redistribui a mensagem enganosa à lista de contatos.


Ao receber links por programas de mensagem instantânea, vale a pena perguntar a quem enviou se realmente a pessoa mandou algo e qual o conteúdo do link; cartões virtuais enviados por e-mail também são potenciais fraudes.


Cadastrar e-mails e senhas em qualquer site aumenta o risco de uma fraude chamada phishing e que deve ter sido usada pelos criminosos para conseguir os e-mails e senhas de mais 20 mil usuários de e-mail.


Cuidado com o phishing


Phishing é uma palavra em inglês para representar um tipo de fraude muito comum em que o internauta recebe mensagens não solicitadas por e-mail, via recados no Orkut, por exemplo, e pelos programas de mensagens instantânea, como o Live Messenger (popularmente conhecido como "MSN").


O objetivo de praticar essa fraude é confundir o usuário – para isso, usa-se mensagens como se fossem de um banco, site de compras, Receita Federal, entre outros. O internauta que "cai" no golpe fornece seus dados ou clica em links repletos de vírus.


Cuidado com o phishing!


Os meios mais usados por criminosos para enganar os usuários com o phishing são o envio de cartões virtuais, álbum de fotos, notícias e boatos, inscrições para programas de televisão, convites para sites de relacionamento, promoções e prêmios. Eles também usam sites falsos de empresas como bancos e também órgãos ligados ao governo: IBGE (censo), Receita Federal, Polícia Federal, SERASA e SPC (órgãos responsáveis por análise de crédito ao consumidor) . Fique ligado porque essas instituições nunca usam e-mails ou links para se comunicar com as pessoas.


Godinho, da Trend Micro, diz que, para não ser vítima desse tipo de fraude, os internautas precisam controlar a curiosidade.


- Quem usa a internet não pode clicar em qualquer link e nem abrir e-mails enviados por desconhecidos. Muitas mensagens mentirosas com links sobre a gripe suína chegaram por e-mail, foram abertas e tinham links que instalaram programas espiões nos PCs das pessoas descuidadas.

Entenda os principais códigos maliciosos da rede

Março 29, 2010

sattotal

Criminosos dominam a maior parte de uma grande famíla de pragas virtuais

Mais importante do que saber o nome de cada tipo de praga virtual, também conhecidas como malware, vale a pena entender o tamanho do estrago que cada uma delas pode causar ao seu PC.

Vírus

Os vírus são programas destinados a alterar o funcionamento de computadores ou telefones celulares. Eles se automultiplicam e têm o poder de destruir programas, apagar arquivos ou causar falhas no sistema.

Cavalo de tróia (trojan, em inglês)

O cavalo de tróia é semelhante ao vírus, mas não tem capacidade de se automultiplicar. Ele não infecta vários arquivos, mas abre brechas para que criminosos "tomem conta" das informações do computador. Para funcionar, um trojan precisa de uma ação direta do usuário, como abrir anexo ou executar um programa.

Adware

É projetado para apresentar propagandas automáticas no navegador ou em qualquer outro programa. Geralmente o internauta só desconfia desse código malicioso quando percebe que muitas janelas de propaganda abrem-se automaticamente durante o uso da internet.

Spyware

Trata-se de um programa espião que faz uma varredura dos arquivos, monitora as ações do usuário e envia as informações coletadas como senhas e números de cartão de crédito aos criminosos.

Keylogger

Significa registrador do teclado. Esse tipo de fraude na verdade é uma espécie de spyware que infecta o computador da vítima e passa a gravar tudo o que é digitado no teclado, com a finalidade de descobrir senhas. Foi por causa dos keyloggers que os sites de bancos começaram a oferecer aos clientes teclados virtuais.

Entenda os principais códigos maliciosos da rede

Março 29, 2010

sattotal

Criminosos dominam a maior parte de uma grande famíla de pragas virtuais

Mais importante do que saber o nome de cada tipo de praga virtual, também conhecidas como malware, vale a pena entender o tamanho do estrago que cada uma delas pode causar ao seu PC.

Vírus

Os vírus são programas destinados a alterar o funcionamento de computadores ou telefones celulares. Eles se automultiplicam e têm o poder de destruir programas, apagar arquivos ou causar falhas no sistema.

Cavalo de tróia (trojan, em inglês)

O cavalo de tróia é semelhante ao vírus, mas não tem capacidade de se automultiplicar. Ele não infecta vários arquivos, mas abre brechas para que criminosos "tomem conta" das informações do computador. Para funcionar, um trojan precisa de uma ação direta do usuário, como abrir anexo ou executar um programa.

Adware

É projetado para apresentar propagandas automáticas no navegador ou em qualquer outro programa. Geralmente o internauta só desconfia desse código malicioso quando percebe que muitas janelas de propaganda abrem-se automaticamente durante o uso da internet.

Spyware

Trata-se de um programa espião que faz uma varredura dos arquivos, monitora as ações do usuário e envia as informações coletadas como senhas e números de cartão de crédito aos criminosos.

Keylogger

Significa registrador do teclado. Esse tipo de fraude na verdade é uma espécie de spyware que infecta o computador da vítima e passa a gravar tudo o que é digitado no teclado, com a finalidade de descobrir senhas. Foi por causa dos keyloggers que os sites de bancos começaram a oferecer aos clientes teclados virtuais.

Brasil lidera ranking de ataques

Março 29, 2010

sattotal

Um levantamento feito pela empresa de segurança virtual Kaspersky Lab mostra que, em 2009, o Brasil foi o alvo predileto das ameaças virtuais cujo principal objetivo é roubar dados e senhas bancárias.

De acordo com a empresa, que detectou e analisou cerca de 35 mil ameaças diárias ocorridas em dez países, os computadores brasileiros foram o endereço de 36% dos ataques.
Em seguida vêm China, com 21%, e Espanha, com 8%.

Dmitry Bestuzhev, analista de pesquisas globais da Kaspersky Lab para a América Latina, diz que, tecnicamente, as ameaças são conhecidas como trojansbank. No Brasil, o termo trojan foi traduzido para cavalo de Troia, em referência ao fato de que o usuário permite, sem saber, a instalação da ameaça ao abrir um link ou baixar um aplicativo no computador.

Bestuzhev explica que um dos motivos que fazem do Brasil o destino predileto desse tipo de crime é o país ser também o maior produtor mundial de trojansbank.

- Isso faz com que os ataques domésticos sejam maioria.

Edison Fontes, professor de segurança da informação da Faculdade de Informática e Administração Paulista (Fiap), afirma que as ameaças podem chegar na forma de mensagens falsas atribuídas a órgãos públicos ou bancos.

- O usuário deve ser frio diante do computador e não executar nenhuma ação pedida na mensagem.

Bruno Rossini, gerente de relações públicas da Symantec, empresa especializada em segurança virtual, conta que a internet é o ambiente mais agressivo em que uma pessoa pode estar.

- Há uma tentativa de crime a cada quarto de segundo.

Segundo ele, há decisões judiciais que isentam o banco de ressarcir o cliente em caso de comprovação de roubo de dados de clientes que acessaram links falsos ou tiveram o acesso a um endereço correto redirecionado para página falsa como consequência de uso de máquina contaminada.

Brasil lidera ranking de ataques

Março 29, 2010

sattotal

Um levantamento feito pela empresa de segurança virtual Kaspersky Lab mostra que, em 2009, o Brasil foi o alvo predileto das ameaças virtuais cujo principal objetivo é roubar dados e senhas bancárias.

De acordo com a empresa, que detectou e analisou cerca de 35 mil ameaças diárias ocorridas em dez países, os computadores brasileiros foram o endereço de 36% dos ataques.
Em seguida vêm China, com 21%, e Espanha, com 8%.

Dmitry Bestuzhev, analista de pesquisas globais da Kaspersky Lab para a América Latina, diz que, tecnicamente, as ameaças são conhecidas como trojansbank. No Brasil, o termo trojan foi traduzido para cavalo de Troia, em referência ao fato de que o usuário permite, sem saber, a instalação da ameaça ao abrir um link ou baixar um aplicativo no computador.

Bestuzhev explica que um dos motivos que fazem do Brasil o destino predileto desse tipo de crime é o país ser também o maior produtor mundial de trojansbank.

- Isso faz com que os ataques domésticos sejam maioria.

Edison Fontes, professor de segurança da informação da Faculdade de Informática e Administração Paulista (Fiap), afirma que as ameaças podem chegar na forma de mensagens falsas atribuídas a órgãos públicos ou bancos.

- O usuário deve ser frio diante do computador e não executar nenhuma ação pedida na mensagem.

Bruno Rossini, gerente de relações públicas da Symantec, empresa especializada em segurança virtual, conta que a internet é o ambiente mais agressivo em que uma pessoa pode estar.

- Há uma tentativa de crime a cada quarto de segundo.

Segundo ele, há decisões judiciais que isentam o banco de ressarcir o cliente em caso de comprovação de roubo de dados de clientes que acessaram links falsos ou tiveram o acesso a um endereço correto redirecionado para página falsa como consequência de uso de máquina contaminada.

Político perde cargo por causa do Farmville

Março 28, 2010

sattotal

Um político búlgaro perdeu o cargo para o qual foi eleito por ter sido apanhado a tirar leite de uma vaca virtual no «Farmville», jogo do Facebook, durante uma reunião da autarquia.

Dimitar Kerin, membro da assembleia municipal de Plovdiv, na Bulgária, e outros colegas já tinham sido advertidos há duas semanas por estarem a jogar durante os debates políticos, revela a agência de notícias Novinite. Mas Kernin desobedeceu às ordens e continuou a cuidar da horta e da criação de animais.

Na semana passada, e depois de ter sido apanhado novamente, a Assembleia Municipal votou a favor da sua saída.

Em sua defesa, o político afirmou que não é o único que joga «Farmville» e revelou que só chegou ao nível 40 do jogo com ajuda da colega Daniela Zhelyazkova, que já está no nível 46.

Político perde cargo por causa do Farmville

Março 28, 2010

sattotal

Um político búlgaro perdeu o cargo para o qual foi eleito por ter sido apanhado a tirar leite de uma vaca virtual no «Farmville», jogo do Facebook, durante uma reunião da autarquia.

Dimitar Kerin, membro da assembleia municipal de Plovdiv, na Bulgária, e outros colegas já tinham sido advertidos há duas semanas por estarem a jogar durante os debates políticos, revela a agência de notícias Novinite. Mas Kernin desobedeceu às ordens e continuou a cuidar da horta e da criação de animais.

Na semana passada, e depois de ter sido apanhado novamente, a Assembleia Municipal votou a favor da sua saída.

Em sua defesa, o político afirmou que não é o único que joga «Farmville» e revelou que só chegou ao nível 40 do jogo com ajuda da colega Daniela Zhelyazkova, que já está no nível 46.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D