Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIVE TV

LIVE TV

Computadores portugueses são os sextos mais infectados

Abril 28, 2010

sattotal

Portugal tem a sexta maior taxa de infecção nos computadores pessoais em todo o mundo, de acordo com o Relatório de Segurança da Microsoft, publicado esta quarta-feira e adiantado pela Lusa, que revela que os criminosos informáticos estão cada vez «mais profissionais e organizados».

De acordo com este relatório, «13,6 computadores pessoais em cada mil estão infectados com software malicioso» em Portugal.

O Microsoft Security Intelligence Report concluiu ainda que «os criminosos estão cada vez mais profissionais e organizados e que as redes empresariais continuam a ser mais susceptíveis a ataques, enquanto os utilizadores domésticos estão mais expostos a software malicioso e ameaças nas redes sociais».

Na última metade de 2009, período a que se refere o estudo, «foram registadas 2500 vulnerabilidades pela indústria de software».

«Os vírus da classe worm são os mais preocupantes para as redes corporativas, pois são os mais utilizados pelos criminosos para tirar proveito das vulnerabilidades. O adware e os vírus da classe cavalo de tróia são as maiores ameaças para os consumidores», lê-se no documento.

Também «os falsos programas de segurança são um problema que afecta todos os segmentos, mas especialmente os utilizadores domésticos», acrescenta o relatório.

«Indústria de criminosos»

Os criminosos informáticos estão cada vez «mais associados à gravata» e «já não às tatuagens», afirmou o responsável pela Segurança da Microsoft Portugal, Sérgio Martinho, defendendo que existe «uma verdadeira indústria» organizada e profissional.

«Nós associamos os criminosos informáticos não mais às tatuagens mas à gravata. Há uma verdadeira indústria que está por trás do crime informático», sustentou.

Essa «indústria» serve-se de «múltiplos estratagemas para conseguir atingir os seus fins», como «as ameaças no e-mail, o spam, o phishing (captação de dados confidenciais através do e-mail)».

O responsável pela área da Segurança da Microsoft Portugal explicou que «o facto de cada vez a sociedade estar mais interligada significa que o software malicioso cada vez está a ser divulgado de uma forma mais assertiva», uma situação que pode ser minorada com comportamento «simples», tanto das empresas como dos consumidores domésticos.

Sérgio Martinho defendeu a necessidade de «olhar a questão da segurança a 360 graus» para se alcançar «uma defesa em profundidade», o que significa que, do lado das empresas, «a segurança deve ser analisada em múltiplos pontos», além de terem atenção à actualização do software, uma vez que o «software antigo é sempre mais permeável» a vírus.

Não navegar por sites que são suspeitos e não descarregar programas de forma ilegal, que «na esmagadora maioria» estão a ser «utilizados pelos criminosos para fazer a propagação dos seus próprios ataques», são outras formas de prevenção

Computadores portugueses são os sextos mais infectados

Abril 28, 2010

sattotal

Portugal tem a sexta maior taxa de infecção nos computadores pessoais em todo o mundo, de acordo com o Relatório de Segurança da Microsoft, publicado esta quarta-feira e adiantado pela Lusa, que revela que os criminosos informáticos estão cada vez «mais profissionais e organizados».

De acordo com este relatório, «13,6 computadores pessoais em cada mil estão infectados com software malicioso» em Portugal.

O Microsoft Security Intelligence Report concluiu ainda que «os criminosos estão cada vez mais profissionais e organizados e que as redes empresariais continuam a ser mais susceptíveis a ataques, enquanto os utilizadores domésticos estão mais expostos a software malicioso e ameaças nas redes sociais».

Na última metade de 2009, período a que se refere o estudo, «foram registadas 2500 vulnerabilidades pela indústria de software».

«Os vírus da classe worm são os mais preocupantes para as redes corporativas, pois são os mais utilizados pelos criminosos para tirar proveito das vulnerabilidades. O adware e os vírus da classe cavalo de tróia são as maiores ameaças para os consumidores», lê-se no documento.

Também «os falsos programas de segurança são um problema que afecta todos os segmentos, mas especialmente os utilizadores domésticos», acrescenta o relatório.

«Indústria de criminosos»

Os criminosos informáticos estão cada vez «mais associados à gravata» e «já não às tatuagens», afirmou o responsável pela Segurança da Microsoft Portugal, Sérgio Martinho, defendendo que existe «uma verdadeira indústria» organizada e profissional.

«Nós associamos os criminosos informáticos não mais às tatuagens mas à gravata. Há uma verdadeira indústria que está por trás do crime informático», sustentou.

Essa «indústria» serve-se de «múltiplos estratagemas para conseguir atingir os seus fins», como «as ameaças no e-mail, o spam, o phishing (captação de dados confidenciais através do e-mail)».

O responsável pela área da Segurança da Microsoft Portugal explicou que «o facto de cada vez a sociedade estar mais interligada significa que o software malicioso cada vez está a ser divulgado de uma forma mais assertiva», uma situação que pode ser minorada com comportamento «simples», tanto das empresas como dos consumidores domésticos.

Sérgio Martinho defendeu a necessidade de «olhar a questão da segurança a 360 graus» para se alcançar «uma defesa em profundidade», o que significa que, do lado das empresas, «a segurança deve ser analisada em múltiplos pontos», além de terem atenção à actualização do software, uma vez que o «software antigo é sempre mais permeável» a vírus.

Não navegar por sites que são suspeitos e não descarregar programas de forma ilegal, que «na esmagadora maioria» estão a ser «utilizados pelos criminosos para fazer a propagação dos seus próprios ataques», são outras formas de prevenção

Chávez rende-se ao Twitter

Abril 28, 2010

sattotal

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, aderiu definitivamente às novas tecnologias e confirmou, na terça-feira, que abriu uma conta na rede social Twitter. A medida é de um contra-ataque mediático impulsionado pelas supostas campanhas contra o seu Governo «revolucionário». A informação é avançada pelas agências internacionais.

«Isso (a conta no Twitter) já começou a andar. Tenho uma equipa a trabalhar» no projecto, confirmou. A equipa a que se refere é liderada pelo ministro das Obras Públicas, Diosdado Cabello.

«O comandante Chávez está abrindo sua conta de Twitter em breve, para travar a batalha on-line», disse Diosdado Caballero na televisão venezuelana, de acordo com o «The Telegraph».

«Tenho certeza de que ele quebrará recordes de número de seguidores», acrescentou.

A conta, identificada como «@chavezcandanga» foi criada na tarde de terça-feira e já tem 8 420 mensagens, disse a ministra da Informação, Tânia Diaz.

Chávez é conhecido pelos longos discursos e enfrenta agora o desafio de escrever as suas ideias em 140 caracteres, que é o limite máximo das mensagens do Twitter

Chávez rende-se ao Twitter

Abril 28, 2010

sattotal

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, aderiu definitivamente às novas tecnologias e confirmou, na terça-feira, que abriu uma conta na rede social Twitter. A medida é de um contra-ataque mediático impulsionado pelas supostas campanhas contra o seu Governo «revolucionário». A informação é avançada pelas agências internacionais.

«Isso (a conta no Twitter) já começou a andar. Tenho uma equipa a trabalhar» no projecto, confirmou. A equipa a que se refere é liderada pelo ministro das Obras Públicas, Diosdado Cabello.

«O comandante Chávez está abrindo sua conta de Twitter em breve, para travar a batalha on-line», disse Diosdado Caballero na televisão venezuelana, de acordo com o «The Telegraph».

«Tenho certeza de que ele quebrará recordes de número de seguidores», acrescentou.

A conta, identificada como «@chavezcandanga» foi criada na tarde de terça-feira e já tem 8 420 mensagens, disse a ministra da Informação, Tânia Diaz.

Chávez é conhecido pelos longos discursos e enfrenta agora o desafio de escrever as suas ideias em 140 caracteres, que é o limite máximo das mensagens do Twitter

Hacker vende 1 milhão e meio de contas do Facebook

Abril 28, 2010

sattotal

Um hacker russo põe à venda o acesso a um milhão e meio de contas da rede social Facebook, a que ele próprio acedeu.


A empresa de segurança informática VeriSign diz que a variação do preços dos pacotes de mil contas - entre 18 a 33 euros - explica-se pelo número de amigos que cada conta possui.


O hacker, que se designa por Kirllos, pode já ter vendido cerca de 700 mil endereços .

O portal de tecnologia de informação eWeek adianta que o pirata informático é proveniente de um país da Europa Oriental e fala russo.


Segundo o blogue Mashable, Kirllos tem nacionalidade russa, mas reside na Nova Zelândia.


A notícia não clarifica se a informação que Kirllos vende é autêntica, mas seria estranho se não fosse, até porque não é a primeira vez que o hacker faz negócios com contas do Facebook. No início deste ano, terá acedido a cerca de 100 mil contas que também colocou à venda.


O que mais surpreende, desta vez, são os preços, considerados baratos.


No mercado, e-mail e senha de acesso pode custar entre um e 15 euros. Kirllos vende por 0,01 euros cada. As chaves para cartões de crédito são vendidos a 0,6 e 22 euros e acesso a contas bancárias custam entre 11,2 e 635 euros, dependendo da qualidade, que é como quem diz, do dinheiro em depósito.


Mas as actividade dos cibercriminosos, pode ser mais vasta. A mais vulgar é a utilização para spam (lixo electrónico). Mas há outras utilizações, como pedir dinheiro emprestado aos amigos, simulando um problema temporário, ou colocar vírus que infectam computadores de todos aqueles que visitam o site recomendado pelo falso amigo.


Por tudo isto, recomenda-se que regularmente as senhas das redes sociais sejam alteradas.

Hacker vende 1 milhão e meio de contas do Facebook

Abril 28, 2010

sattotal

Um hacker russo põe à venda o acesso a um milhão e meio de contas da rede social Facebook, a que ele próprio acedeu.


A empresa de segurança informática VeriSign diz que a variação do preços dos pacotes de mil contas - entre 18 a 33 euros - explica-se pelo número de amigos que cada conta possui.


O hacker, que se designa por Kirllos, pode já ter vendido cerca de 700 mil endereços .

O portal de tecnologia de informação eWeek adianta que o pirata informático é proveniente de um país da Europa Oriental e fala russo.


Segundo o blogue Mashable, Kirllos tem nacionalidade russa, mas reside na Nova Zelândia.


A notícia não clarifica se a informação que Kirllos vende é autêntica, mas seria estranho se não fosse, até porque não é a primeira vez que o hacker faz negócios com contas do Facebook. No início deste ano, terá acedido a cerca de 100 mil contas que também colocou à venda.


O que mais surpreende, desta vez, são os preços, considerados baratos.


No mercado, e-mail e senha de acesso pode custar entre um e 15 euros. Kirllos vende por 0,01 euros cada. As chaves para cartões de crédito são vendidos a 0,6 e 22 euros e acesso a contas bancárias custam entre 11,2 e 635 euros, dependendo da qualidade, que é como quem diz, do dinheiro em depósito.


Mas as actividade dos cibercriminosos, pode ser mais vasta. A mais vulgar é a utilização para spam (lixo electrónico). Mas há outras utilizações, como pedir dinheiro emprestado aos amigos, simulando um problema temporário, ou colocar vírus que infectam computadores de todos aqueles que visitam o site recomendado pelo falso amigo.


Por tudo isto, recomenda-se que regularmente as senhas das redes sociais sejam alteradas.

Carro a hidrogénio de alunos portugueses em prova na Alemanha

Abril 28, 2010

sattotal


Um grupo de alunos de engenharia do Instituto Superior Técnico (IST) construiu um protótipo que vai participar na prova Shell Eco Maratona, na Alemanha, a 6 e 7 de Maio, noticia a Lusa.

Trata-se de um veículo movido a hidrogénio que, depois do 23º lugar na prova do ano passado, vai agora tentar um lugar nos dez primeiros, entre centenas de concorrentes.

O veículo, o HidrogenIST, é constituído por um chassis tubular em alumínio, com a configuração de um triciclo, duas rodas dianteiras e uma roda traseira direccional e motriz, e um motor controlado por um circuito electrónico desenhado por elementos do grupo.

O coordenador do projecto, António Miguel, que também é aluno do IST, salienta que a iniciativa é extremamente útil para os alunos, que assim conseguem aliar as componentes teóricas e prática.

Além disso, trata-se de um projecto que permite a participação dos alunos numa prova como a Shell Eco Marathon, em que o grande objectivo é construir e testar um veículo ecológico capaz de percorrer a máxima distância com o mínimo de combustível.

«A Shell Eco Marathon é uma prova em que o grande objectivo é construir um protótipo que faça o máximo de quilómetros com o mínimo de combustível. Podemos utilizar vários tipos de combustível, gasolina, gasóleo, energia solar ou hidrogénio», referiu, citado pela agência noticiosa.

«Nós optámos pela célula de hidrogénio por se tratar de um combustível 100 por cento amigo do ambiente. A única coisa que sai do escape é água», acrescentou António Miguel.

Para Sérgio Fernandes, responsável da Área de Hidrogénio da Air Liquide, líder mundial em gases para a indústria e para a saúde, a parceria com o IST também é vantajosa para a empresa francesa.

«Esta parceria, no fundo, projecta no futuro a possibilidade de utilização do hidrogénio como um novo combustível. Como tal, todos estes projectos, todas estas parcerias, permitem-nos tirar ilações quanto a uma aplicação mais massificada desta tecnologia», declarou.
* foto meramente ilustrativa

Carro a hidrogénio de alunos portugueses em prova na Alemanha

Abril 28, 2010

sattotal


Um grupo de alunos de engenharia do Instituto Superior Técnico (IST) construiu um protótipo que vai participar na prova Shell Eco Maratona, na Alemanha, a 6 e 7 de Maio, noticia a Lusa.

Trata-se de um veículo movido a hidrogénio que, depois do 23º lugar na prova do ano passado, vai agora tentar um lugar nos dez primeiros, entre centenas de concorrentes.

O veículo, o HidrogenIST, é constituído por um chassis tubular em alumínio, com a configuração de um triciclo, duas rodas dianteiras e uma roda traseira direccional e motriz, e um motor controlado por um circuito electrónico desenhado por elementos do grupo.

O coordenador do projecto, António Miguel, que também é aluno do IST, salienta que a iniciativa é extremamente útil para os alunos, que assim conseguem aliar as componentes teóricas e prática.

Além disso, trata-se de um projecto que permite a participação dos alunos numa prova como a Shell Eco Marathon, em que o grande objectivo é construir e testar um veículo ecológico capaz de percorrer a máxima distância com o mínimo de combustível.

«A Shell Eco Marathon é uma prova em que o grande objectivo é construir um protótipo que faça o máximo de quilómetros com o mínimo de combustível. Podemos utilizar vários tipos de combustível, gasolina, gasóleo, energia solar ou hidrogénio», referiu, citado pela agência noticiosa.

«Nós optámos pela célula de hidrogénio por se tratar de um combustível 100 por cento amigo do ambiente. A única coisa que sai do escape é água», acrescentou António Miguel.

Para Sérgio Fernandes, responsável da Área de Hidrogénio da Air Liquide, líder mundial em gases para a indústria e para a saúde, a parceria com o IST também é vantajosa para a empresa francesa.

«Esta parceria, no fundo, projecta no futuro a possibilidade de utilização do hidrogénio como um novo combustível. Como tal, todos estes projectos, todas estas parcerias, permitem-nos tirar ilações quanto a uma aplicação mais massificada desta tecnologia», declarou.
* foto meramente ilustrativa

Osama Bin Laden também tem facebook

Abril 26, 2010

sattotal


É um fenómeno em todo o mundo. O facebook é capaz de atrair toda a gente, até Osama Bin Laden.O líder da al Qaeda, ou alguém no seu lugar, aderiu à rede social que usa para publicar vídeos e discursos para os militantes islâmicos.

Os vídeos mostram cenas de grupos de terroristas espalhados em todo o mundo, um deles mostra até um grupo de al-Qaeda no Afeganistão em formação.

De acordo com o «The Sun», no site aparecem mensagens escritas em árabe, contudo já começam a circular mensagens também em inglês. Segundo a mesma fonte, o perfil tornou-se activo a 25 de Março e já atraiu cerca de 1.000 extremistas.

Na quinta-feira passada, um perito de segurança pediu aos proprietários do Facebook para fechar a página de perfil, denominada «O líder dos Mujahidin, Osama bin Laden». No entanto, o facebook não tem explícita uma política anti-terrorista que lhe permite não aceitar Osama Bin Laden. Declaração de Direitos e Responsabilidades observa apenas que não é permito postar conteúdos ou realizar acções que infrinjam ou violem direitos alheios ou a lei.

Osama Bin Laden também tem facebook

Abril 26, 2010

sattotal


É um fenómeno em todo o mundo. O facebook é capaz de atrair toda a gente, até Osama Bin Laden.O líder da al Qaeda, ou alguém no seu lugar, aderiu à rede social que usa para publicar vídeos e discursos para os militantes islâmicos.

Os vídeos mostram cenas de grupos de terroristas espalhados em todo o mundo, um deles mostra até um grupo de al-Qaeda no Afeganistão em formação.

De acordo com o «The Sun», no site aparecem mensagens escritas em árabe, contudo já começam a circular mensagens também em inglês. Segundo a mesma fonte, o perfil tornou-se activo a 25 de Março e já atraiu cerca de 1.000 extremistas.

Na quinta-feira passada, um perito de segurança pediu aos proprietários do Facebook para fechar a página de perfil, denominada «O líder dos Mujahidin, Osama bin Laden». No entanto, o facebook não tem explícita uma política anti-terrorista que lhe permite não aceitar Osama Bin Laden. Declaração de Direitos e Responsabilidades observa apenas que não é permito postar conteúdos ou realizar acções que infrinjam ou violem direitos alheios ou a lei.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub