Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

LIVE TV

LIVE TV

Veja o Legendários deste sábado (13) na íntegra

Novembro 14, 2010

sattotal

No programa deste sábado (13) Marcos Mion e Mionzinho mostram as melhores cenas de alguns programas da Record. Teena foi ao Rio, atrás de Robert Pattinson, o ator da Saga Crepúsculo. Veja também o capítulo de Mutontos.


Veja a versão completa do Vale a Pena Ver Direito deste sábado (13)

Veja o Vale a Pena Ver Direito na íntegra, com Marcos Mion e Mionzinho mostrando os detalhes mais engraçados de programas da Record.

Veja o Legendários deste sábado (13) na íntegra

Novembro 14, 2010

sattotal

No programa deste sábado (13) Marcos Mion e Mionzinho mostram as melhores cenas de alguns programas da Record. Teena foi ao Rio, atrás de Robert Pattinson, o ator da Saga Crepúsculo. Veja também o capítulo de Mutontos.


Veja a versão completa do Vale a Pena Ver Direito deste sábado (13)

Veja o Vale a Pena Ver Direito na íntegra, com Marcos Mion e Mionzinho mostrando os detalhes mais engraçados de programas da Record.

PRIVATE

Novembro 14, 2010

sattotal

Ep.03 PRIVATE - Dívidas e segredos

Reed é acordada de madrugada para uma tarefa especial. As Billings girls não perdoam!

O que faz de Reed uma pessoa tão especial para que Noelle tenha de ter uma especial atenção com ela?
 
 
Ep.04 PRIVATE - Encontro nocturno

Reed sai durante a noite para estar com Thomas após uma conversa tensa com Noelle.
 
 
Ep.05 PRIVATE - O outro lado de Easton

Noelle chama Reed para uma nova tarefa. Será ela capaz de ultrapassar os obstáculos? E qual será o prémio desta vez?


ASSISTA TODOS OS EPISÓDIOS  ABAIXO:

PRIVATE

Novembro 14, 2010

sattotal

Ep.03 PRIVATE - Dívidas e segredos

Reed é acordada de madrugada para uma tarefa especial. As Billings girls não perdoam!

O que faz de Reed uma pessoa tão especial para que Noelle tenha de ter uma especial atenção com ela?
 
 
Ep.04 PRIVATE - Encontro nocturno

Reed sai durante a noite para estar com Thomas após uma conversa tensa com Noelle.
 
 
Ep.05 PRIVATE - O outro lado de Easton

Noelle chama Reed para uma nova tarefa. Será ela capaz de ultrapassar os obstáculos? E qual será o prémio desta vez?


ASSISTA TODOS OS EPISÓDIOS  ABAIXO:

Em tempo de cortes, Governo fez 270 nomeações num mês e meio

Novembro 14, 2010

sattotal


Desde que anunciou o pacote de medidas de austeridade do PEC III, o Executivo liderado por José Sócrates tem contratado uma média de 45 novos funcionários por semana, para assumirem cargos no Governo e na administração directa e indirecta do Estado.

Desde que foram anunciadas as medidas de austeridade, o Governo já fez 270 nomeações para cargos no Governo e na administração directa e indirecta do Estado. O anúncio do PEC III - que apela à contenção da despesa pública - foi há cerca de mês e meio, o que dá uma média de 180 nomeações/mês, um valor muito superior aos primeiros anos de José Sócrates à frente do País, período em que foram nomeados mensalmente cerca de 100 funcionários.

Apesar de, entre 2005 e 2007, a situação económica não ter sido tão complicada como neste último mês e meio, o Executivo tem feito, em termos proporcionais, mais nomeações desde 29 de Setembro do que no início do seu primeiro mandato. Na altura, 2373 pessoas foram contratadas em 24 meses. Além de ultrapassar a média do seu primeiro Governo, Sócrates fica também à frente dos seus antecessores (ver texto secundário).

A causa deste elevado "bolo" de nomeações, publicadas em Diário da República desde que foram anunciadas as medidas de austeridade, são contratações para os mais variados organismos públicos tutelados pelos 15 ministérios. Desde inspecções e direcções-gerais, passando por institutos públicos, não há um único ministério que nestes últimos tempos não tenha feito pelo menos uma nomeação.

O Ministério do Trabalho e da Segurança Social lidera as nomeações, havendo 59 pessoas que ocuparam cargos em organismos tutelados por Helena André.
Segue-se a Presidência do Conselho de Ministros, que, impulsionada pela realização dos Censos de 2011, atinge a segunda posição no ranking das nomeações (48).
O último lugar do pódio pertence ao Ministério da Administração Interna, (21 nomeações), seguido de perto pelo da Justiça, com 23.

Por sua vez, para os organismos que dependem do Ministério da Economia foi nomeada apenas uma pessoa e duas para a Ciência. Nesta contabilização, o DN teve em conta todas as nomeações publicadas em Diário da República, com excepção das nomeações internas das escolas, uma vez que estas são uma formalidade administrativa pouco relevante para a análise global das contratações ministeriais.

Das 270 nomeações, 19 delas foram mesmo para gabinetes do Governo. No entanto, contactados pelo DN, os ministérios em causa justificaram a maioria destas contratações (que incluem assessores, adjuntos e até um motorista) com a saída dos quadros que antes ocupavam os cargos.

Há, porém, casos que significam mesmo um aumento do encargo com pessoal dos gabinetes. Exemplo disso é uma das explicações dadas por fonte oficial do Ministério das Obras Públicas, que justificou a contratação de mais um trabalhador para o gabinete do secretário de Estado dos Transportes com a "necessidade de reforçar a equipa de assessores face ao volume e complexidade do trabalho específico a desenvolver". Os resultados desta contagem feita pelo DN parecem contrariar o emagrecimento do Estado: nos últimos 30 dias úteis, foram nomeadas nove pessoas por dia. Ou seja: 45 por semana.

Fonte - DN-pt

Em tempo de cortes, Governo fez 270 nomeações num mês e meio

Novembro 14, 2010

sattotal


Desde que anunciou o pacote de medidas de austeridade do PEC III, o Executivo liderado por José Sócrates tem contratado uma média de 45 novos funcionários por semana, para assumirem cargos no Governo e na administração directa e indirecta do Estado.

Desde que foram anunciadas as medidas de austeridade, o Governo já fez 270 nomeações para cargos no Governo e na administração directa e indirecta do Estado. O anúncio do PEC III - que apela à contenção da despesa pública - foi há cerca de mês e meio, o que dá uma média de 180 nomeações/mês, um valor muito superior aos primeiros anos de José Sócrates à frente do País, período em que foram nomeados mensalmente cerca de 100 funcionários.

Apesar de, entre 2005 e 2007, a situação económica não ter sido tão complicada como neste último mês e meio, o Executivo tem feito, em termos proporcionais, mais nomeações desde 29 de Setembro do que no início do seu primeiro mandato. Na altura, 2373 pessoas foram contratadas em 24 meses. Além de ultrapassar a média do seu primeiro Governo, Sócrates fica também à frente dos seus antecessores (ver texto secundário).

A causa deste elevado "bolo" de nomeações, publicadas em Diário da República desde que foram anunciadas as medidas de austeridade, são contratações para os mais variados organismos públicos tutelados pelos 15 ministérios. Desde inspecções e direcções-gerais, passando por institutos públicos, não há um único ministério que nestes últimos tempos não tenha feito pelo menos uma nomeação.

O Ministério do Trabalho e da Segurança Social lidera as nomeações, havendo 59 pessoas que ocuparam cargos em organismos tutelados por Helena André.
Segue-se a Presidência do Conselho de Ministros, que, impulsionada pela realização dos Censos de 2011, atinge a segunda posição no ranking das nomeações (48).
O último lugar do pódio pertence ao Ministério da Administração Interna, (21 nomeações), seguido de perto pelo da Justiça, com 23.

Por sua vez, para os organismos que dependem do Ministério da Economia foi nomeada apenas uma pessoa e duas para a Ciência. Nesta contabilização, o DN teve em conta todas as nomeações publicadas em Diário da República, com excepção das nomeações internas das escolas, uma vez que estas são uma formalidade administrativa pouco relevante para a análise global das contratações ministeriais.

Das 270 nomeações, 19 delas foram mesmo para gabinetes do Governo. No entanto, contactados pelo DN, os ministérios em causa justificaram a maioria destas contratações (que incluem assessores, adjuntos e até um motorista) com a saída dos quadros que antes ocupavam os cargos.

Há, porém, casos que significam mesmo um aumento do encargo com pessoal dos gabinetes. Exemplo disso é uma das explicações dadas por fonte oficial do Ministério das Obras Públicas, que justificou a contratação de mais um trabalhador para o gabinete do secretário de Estado dos Transportes com a "necessidade de reforçar a equipa de assessores face ao volume e complexidade do trabalho específico a desenvolver". Os resultados desta contagem feita pelo DN parecem contrariar o emagrecimento do Estado: nos últimos 30 dias úteis, foram nomeadas nove pessoas por dia. Ou seja: 45 por semana.

Fonte - DN-pt

Aung San Suu Kyi Is Free...

Novembro 14, 2010

sattotal


Após sete anos de cativeiro, foi finalmente libertada  a Prémio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi e lider da oposição na Birmânia. O primeiro sinal da libertação foi a retirada das apertadas barreiras policiais junto à sua casa, onde estava detida em prisão domiciliária. Já ontem cerca de 1500 pessoas manifestavam-se nesse local, apelando à sua libertação e gritando palavras de ordem contra a junta militar birmanesa que governa o país. No entanto e na minha modesta opinião, esta libertação funciona apenas como uma espécie de engodo...

Há uma semana houve eleições gerais no país, que foram classificadas por alguns observadores internacionais como uma fraude e fantochada. Por isso, acho que a libertação de Aung San poderá ser uma manobra por parte da junta militar para obter algum reconhecimento internacional que legitime esse escurtínio.

O Secretário Geral da ONU já veio congratular-se publicamente com a libertação da Prémio Nobel e líder da Liga Nacional para a Democracia (LND) e apelou à junta militar birmanesa que não alargue o prazo de condenação e que termine com todas as restrições às deslocações e actividades da Nobel da Paz. Ban Ki-moon acrescentou ainda que a democracia e a reconciliação nacional exigem que todos os cidadãos birmaneses sejam livres de participar como querem na vida política do seu país e considerou que a dirigente birmanesa é um exemplo para o mundo. Salil Shetty, secretário geral da Aministia Internacional, também já se pronunciou afirmando que a libertação de Aung San Suu Kyi é certamente bem-vinda, mas constitui apenas o fim de uma condenação injusta que foi pronunciada ilegalmente e não representa de forma nenhuma uma concessão das autoridades. Também Barak Obama, congratulou-se hoje com a libertação da líder da oposição birmanesa, apelidando-a de minha heroína e aproveitou para reclamar a libertação de todos os presos políticos ainda detidos nesse país asiático.

Nos últimos vinte e um anos, Aung San Suu Kyi esteve presa dezassete, sem acesso ao exterior, sem telefone, televisão e Internet e sem poder receber visitas.

Sós contamos pouco mas, se dermos as mãos, mesmo individualmente e no seio de cada um de nós, mas com um objectivo comum de paz, justiça e liberdade, faremos certamente deste mundo um local bem melhor para se viver! Podemos começar na nossa casa, na nossa rua, na nossa família, no nosso grupo de amigos e por aí fora... É que estas coisas contagiam-se e não há melhor forma de propagação de ideais justos do que através do... exemplo! Eu acredito que podemos fazer deste mundo, um local bem melhor e ainda mais feliz para se ser... feliz!

E a lua, sempre atenta e vigilante, irá certamente sorrir muito mais vezes quando puser os olhos em nós e neste planeta tão belo.

music: U2 - Walk On







Aung San Suu Kyi Is Free...

Novembro 14, 2010

sattotal


Após sete anos de cativeiro, foi finalmente libertada  a Prémio Nobel da Paz Aung San Suu Kyi e lider da oposição na Birmânia. O primeiro sinal da libertação foi a retirada das apertadas barreiras policiais junto à sua casa, onde estava detida em prisão domiciliária. Já ontem cerca de 1500 pessoas manifestavam-se nesse local, apelando à sua libertação e gritando palavras de ordem contra a junta militar birmanesa que governa o país. No entanto e na minha modesta opinião, esta libertação funciona apenas como uma espécie de engodo...

Há uma semana houve eleições gerais no país, que foram classificadas por alguns observadores internacionais como uma fraude e fantochada. Por isso, acho que a libertação de Aung San poderá ser uma manobra por parte da junta militar para obter algum reconhecimento internacional que legitime esse escurtínio.

O Secretário Geral da ONU já veio congratular-se publicamente com a libertação da Prémio Nobel e líder da Liga Nacional para a Democracia (LND) e apelou à junta militar birmanesa que não alargue o prazo de condenação e que termine com todas as restrições às deslocações e actividades da Nobel da Paz. Ban Ki-moon acrescentou ainda que a democracia e a reconciliação nacional exigem que todos os cidadãos birmaneses sejam livres de participar como querem na vida política do seu país e considerou que a dirigente birmanesa é um exemplo para o mundo. Salil Shetty, secretário geral da Aministia Internacional, também já se pronunciou afirmando que a libertação de Aung San Suu Kyi é certamente bem-vinda, mas constitui apenas o fim de uma condenação injusta que foi pronunciada ilegalmente e não representa de forma nenhuma uma concessão das autoridades. Também Barak Obama, congratulou-se hoje com a libertação da líder da oposição birmanesa, apelidando-a de minha heroína e aproveitou para reclamar a libertação de todos os presos políticos ainda detidos nesse país asiático.

Nos últimos vinte e um anos, Aung San Suu Kyi esteve presa dezassete, sem acesso ao exterior, sem telefone, televisão e Internet e sem poder receber visitas.

Sós contamos pouco mas, se dermos as mãos, mesmo individualmente e no seio de cada um de nós, mas com um objectivo comum de paz, justiça e liberdade, faremos certamente deste mundo um local bem melhor para se viver! Podemos começar na nossa casa, na nossa rua, na nossa família, no nosso grupo de amigos e por aí fora... É que estas coisas contagiam-se e não há melhor forma de propagação de ideais justos do que através do... exemplo! Eu acredito que podemos fazer deste mundo, um local bem melhor e ainda mais feliz para se ser... feliz!

E a lua, sempre atenta e vigilante, irá certamente sorrir muito mais vezes quando puser os olhos em nós e neste planeta tão belo.

music: U2 - Walk On







Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D