Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LIVE TV

LIVE TV

Como Navegar em Sigilo

Maio 10, 2010

sattotal


Já alguma vez teve a suspeita secreta de estar a ser seguido onde quer que vá na Web? Cada clique com o rato registado, cada pesquisa monitorizada e cada transacção de compra guardada em alguma base de dados? Mas pensou que estava apenas a ser paranóico?

Pois, não estava. É prática padrão que os seus movimentos sejam registados por Web sites que pretendem imiscuir-se nas suas actividades, seja por que motivo for. E o seu browser também deixa um rasto revelador. Isto não é novidade, mas a capacidade de bloquear olhares indiscretos e apagar pegadas é.

A maioria dos browsers actuais pode funcionar num modo de privacidade especial. Quando este modo está activado, o browser não armazena determinadas informações que são normalmente recolhidas à medida que navega.

Normalmente, o browser introduz cada página que visita no respectivo histórico, copia imagens e vídeos para o seu disco rígido e memoriza campos de formulário e palavras-passe, bem como eventuais endereços e consultas de pesquisa que tenha escrito.

Além disso, alguns Web sites guardam pequenos ficheiros denominados "cookies" no seu computador para armazenar dados que possam utilizar novamente (por exemplo, as suas preferências) ou para monitorizar os seus hábitos. Provavelmente, suplementos de terceiros e barras de ferramentas adicionais que tenha instalado também o observam.

No Internet Explorer 8, este modo de privacidade denomina-se Navegação InPrivate. Para activá-lo, clique no botão identificado como "Segurança" (ou abra o menu principal "Ferramentas") e seleccione "Navegação InPrivate". Quando tiver acabado de navegar em segredo, pode simplesmente fechar a janela. Nessa altura, os cookies, os ficheiros temporários e o seu histórico serão eliminados.

Quando poderá ser útil (ou preferível) utilizar a Navegação InPrivate? Nem todas as pessoas têm a sorte de ter um computador próprio. Talvez tenha de partilhar um com o resto da família. Ou apenas tem possibilidade de navegar na Web em cibercafés ou bibliotecas. Nesses casos, nem sempre quer que a próxima pessoa que utilize o computador seja capaz de seguir os seus passos.

Poderá ter acabado de lhe comprar um presente de aniversário, o que estragaria a surpresa. Mais grave, o nome de utilizador e a palavra-passe que introduziu para aceder à sua conta bancária poderão ainda estar disponíveis para terceiros. E considere o desagradável choque que alguém poderia ter ao descobrir que a pessoa anterior esteve a visitar sites só para adultos, para não falar do potencial constrangimento para si.

Mesmo que não tenha nada a esconder (ou nada de que se envergonhar), não é perturbador poder ser seguido desta forma? Não apenas por indivíduos, mas também por empresas; por exemplo, por uma loja online ou pelo seu motor de busca de confiança. Sim, mesmo pelo Google.

Porquê fazê-lo? Uma das razões por que querem mantê-lo debaixo de olho (as hiperligações que visita, a regularidade com que as visita, o que compra nelas) é para melhor poderem personalizar os anúncios destinados a si. Não é um crime, mas poderá encará-lo como uma violação da sua privacidade.

Por vezes, utilizam cookies para o monitorizar. Mas os cookies são limitados, pois o conteúdo deles não pode ser partilhado com outros Web sites. Em vez disso, utilizam um script ou uma imagem que pode ser partilhada, sendo que cada informação recolhida é transmitida. Tal permite-lhe algumas das experiências de navegação mais avançadas da Web, mas não pode controlar quem vê o quê.

Por isso, o Internet Explorer tem outro truque na manga: Filtragem InPrivate. Bloqueia conteúdo que poderia ser utilizado para monitorizar a sua actividade em múltiplos sites, possivelmente centenas ou milhares.

A Filtragem InPrivate funciona por sessão, o que significa que tem de activá-la manualmente sempre que começa a navegar. Para tal, seleccione "Filtragem InPrivate" no botão "Segurança" da barra de ferramentas. Também pode escolher o conteúdo a bloquear, seleccionando "Definições de Filtragem InPrivate".

Poderá perder a comodidade de o IE preencher automaticamente os seus dados de início de sessão ou de memorizar onde navegou no dia anterior. Mas passa a ter controlo sobre quem está a observar o que está a fazer hoje.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub