Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

LIVE TV

LIVE TV

Google ataca "fazendas de conteúdo"

Março 06, 2011

sattotal

Descobrir o que as pessoas procuram na web, produzir - ou copiar - conteúdo relacionado a esses temas, conseguir uma boa colocação nos resultados dos buscadores e esperar o dinheiro da publicidade: assim funcionam as “fazendas de conteúdo”, iniciativas muito comuns de alguns empreendedores online que nem sempre usam técnicas éticas. Mas os dias de festa dos fazendeiros da internet podem estar acabando. O Google apresentou na noite de quinta-feira (24) uma grande mudança no algoritmo que lista os melhores resultados no mecanismo de busca da empresa (principal fonte de tráfego e renda dessas fazendas).

“Essa atualização é destinada a reduzir o ranking de sites de baixa qualidade - sites que têm baixo valor agregado para os usuários, copiam conteúdo de outros sites ou simplesmente não são apenas muito úteis”, afirma post no blog oficial do Google. “Ao mesmo tempo, [a mudança] melhorará a classificação de sites de alta qualidade - sites com conteúdo original e informações como pesquisas, relatórios em profundidade, análises ponderada e outros.” De acordo com a empresa, cerca de 12% dos resultados serão afetados pelo novo algoritmo, mas o impacto real que isso terá na vida dos usuários ainda não é claro.

Algum impacto na Demand Media, principal criadora de fazendas de conteúdo nos Estados Unidos, já pode ser sentido. As ações da empresa estão em queda na Nasdaq, a bolsa americana em que são negociadas ações de companhias de tecnologia. A Demand Media realizou sua oferta pública inicial de ações no valor de US$ 1,5 bilhão no fim de janeiro, puxando a farra de IPOs da web que deve ocorrer em 2011 e 2012 (Próximo: LinkedIn). Larry Fitzgibbon, vice-presidente executivo da empresa, afirmou em um post que as alterações do Google não afetam a Demand Media.

Google e Demand Media parecem concordar em uma coisa: que a curto prazo as mudanças não serão radicais. "É impossível especular como essas ou quaisquer alterações feitas pelo Google vão afetar negócios online a longo prazo - mas, neste momento, não vimos um impacto material em nossa rede de conteúdo”, disse Fitzgibbon. O próprio Google afirmou que as mudanças podem não ser visíveis imediatamente e as alterações estão afetando apenas usuários nos EUA. Para o Google, essa mudança é essencial: cada vez mais fazendas de conteúdo estão fazendo resultados de busca menos relevantes.

RDF

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2011
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2010
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2009
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2008
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D