A coisa parecia que não ia pra frente, mas foi agora oficializada: a Força Aérea dos Estados Unidos (U.S. Air Force) confirmou hoje que investirá US$9,36 milhões na compra de cerca de 18.000 iPads 2 — sim, este modelo é especificado e, se não for atualizado para o novo com o anúncio da semana que vem, será uma ótima forma de a Apple acabar com todo o seu estoque remanescente.

Conta a Bloomberg que a versão desejada pela Força Aérea é a Wi-Fi de 32GB, capacidade esta mais que suficiente para armazenar todos os mapas de voo e gráficos de navegação normalmente utilizados por pilotos e afins.


Esse contrato marcará provavelmente a maior compra militar de tablets até hoje.

Imagens:- Internet
publicado por sattotal às 18:30 | link do post
A coisa parecia que não ia pra frente, mas foi agora oficializada: a Força Aérea dos Estados Unidos (U.S. Air Force) confirmou hoje que investirá US$9,36 milhões na compra de cerca de 18.000 iPads 2 — sim, este modelo é especificado e, se não for atualizado para o novo com o anúncio da semana que vem, será uma ótima forma de a Apple acabar com todo o seu estoque remanescente.

Conta a Bloomberg que a versão desejada pela Força Aérea é a Wi-Fi de 32GB, capacidade esta mais que suficiente para armazenar todos os mapas de voo e gráficos de navegação normalmente utilizados por pilotos e afins.


Esse contrato marcará provavelmente a maior compra militar de tablets até hoje.

Imagens:- Internet
publicado por sattotal às 18:30 | link do post
As aplicações Angry Birds e Facebook foram as mais descarregadas no iPhone em 2011, de acordo com dados da Apple. Os mesmos dados revelam que alguns programas menos previsíveis também tiveram destaque na lista das aplicações mais procuradas.

Craig Palli, vice-presidente da Fiksu, empresa de marketing para criadores de aplicações, explica à Reuters que os programas com mais «downloads» incorporaram três tendências principais. A saber: a capacidade de ligação com amigos, a descoberta e jogos que permitem aos utilizadores parar de jogar e voltar ao ponto em que interromperam o jogo.

O programa com mais «downloads» foi o do Facebook, mas Craig Palli afirma que a tendência de se ligar com amigos vai ainda mais longe.

«Ela também engloba o Skype, as aplicações de texto e mesmo o Bump. Todas são aplicações que enriquecem as nossas vidas através de mais comunicação e conexões com amigos», explica Palli.

Na categoria de músicas, o Pandora ficou em primeiro lugar . O Pandora é uma aplicação que gera estações de rádio personalizadas para os utilizadores, baseado nas preferências musicais desses mesmos utilizadores.

Na categoria de jogos, o Words with Friends, um jogo de vários jogadores, e o Angry Birds foram os mais descarregados. Os jogos ocuparam nove das dez primeiras posições na lista de aplicações pagas.

«Eles preenchem aqueles cinco minutos de tempo em que esperaríamos por um comboio ou um compromisso», explica Palli
publicado por sattotal às 11:25 | link do post
As aplicações Angry Birds e Facebook foram as mais descarregadas no iPhone em 2011, de acordo com dados da Apple. Os mesmos dados revelam que alguns programas menos previsíveis também tiveram destaque na lista das aplicações mais procuradas.

Craig Palli, vice-presidente da Fiksu, empresa de marketing para criadores de aplicações, explica à Reuters que os programas com mais «downloads» incorporaram três tendências principais. A saber: a capacidade de ligação com amigos, a descoberta e jogos que permitem aos utilizadores parar de jogar e voltar ao ponto em que interromperam o jogo.

O programa com mais «downloads» foi o do Facebook, mas Craig Palli afirma que a tendência de se ligar com amigos vai ainda mais longe.

«Ela também engloba o Skype, as aplicações de texto e mesmo o Bump. Todas são aplicações que enriquecem as nossas vidas através de mais comunicação e conexões com amigos», explica Palli.

Na categoria de músicas, o Pandora ficou em primeiro lugar . O Pandora é uma aplicação que gera estações de rádio personalizadas para os utilizadores, baseado nas preferências musicais desses mesmos utilizadores.

Na categoria de jogos, o Words with Friends, um jogo de vários jogadores, e o Angry Birds foram os mais descarregados. Os jogos ocuparam nove das dez primeiras posições na lista de aplicações pagas.

«Eles preenchem aqueles cinco minutos de tempo em que esperaríamos por um comboio ou um compromisso», explica Palli
publicado por sattotal às 11:25 | link do post
Uma aplicação produzida por uma empresa portuguesa foi escolhida pelo jornal norte-americano «New York Times» com uma das melhores de 2011 para iPad.

Chama-se «Back in Time» e foi desenvolvida pela LANDKA, com sede no Porto. Trata-se de uma experiência interactiva através dos momentos mais importantes da história.

Num breve texto, o «New York Times» descreve-a como «o manual de história mais fixe que vai encontrar no iPad».

Custa oito euros na loja virtual da Apple.


What were the defining moments in the history of Civilization, of Life, of the Universe itself? Back in Time is a multimedia interactive journey through those moments. We invite you to take a step back and see the whole picture.

Back in Time iPad app is now available on the App Store!
http://itunes.apple.com/us/app/back-in-time/id450345693?mt=8&uo=4
publicado por sattotal às 11:21 | link do post
Uma aplicação produzida por uma empresa portuguesa foi escolhida pelo jornal norte-americano «New York Times» com uma das melhores de 2011 para iPad.

Chama-se «Back in Time» e foi desenvolvida pela LANDKA, com sede no Porto. Trata-se de uma experiência interactiva através dos momentos mais importantes da história.

Num breve texto, o «New York Times» descreve-a como «o manual de história mais fixe que vai encontrar no iPad».

Custa oito euros na loja virtual da Apple.


What were the defining moments in the history of Civilization, of Life, of the Universe itself? Back in Time is a multimedia interactive journey through those moments. We invite you to take a step back and see the whole picture.

Back in Time iPad app is now available on the App Store!
http://itunes.apple.com/us/app/back-in-time/id450345693?mt=8&uo=4
publicado por sattotal às 11:21 | link do post
O Twitter lançou esta quinta-feira uma nova versão que começa a funcionar primeiro para o site e para iPhone e Android, e depois para o iPad, pelo que a própria própria página do site também vai ter um novo design.

A equipa do post do blog oficial disse que a nova versão serve «para se ter uma experiência familiar a qualquer momento e em qualquer lugar».

O TweetDeck também já foi actualizado para integrar o novo design.

O novo layout do Twitter é constituído por quatro menus principais como início, conectar-se, descobrir e conta. «Simplificamos a forma como cada pessoa segue os assuntos que lhe interessam, se liga a outras pessoas e descobre algo novo», disse a equipa.

No site fly.twitter.com é possível ver um vídeo sobre as novidades da nova versão, ao aceder através de um computador.

No menu «descobrir», existe um streaming multimídia dos tranding topics e uma caixa de busca. Na tab «conectar» aparecem, inicialmente, as interacções com outros utilizadores.

Os comentários sobre esta nova versão têm a hastag #letsfly, de «Let's Fly» (vamos voar), nome da nova versão do Twitter.
publicado por sattotal às 12:43 | link do post
O Twitter lançou esta quinta-feira uma nova versão que começa a funcionar primeiro para o site e para iPhone e Android, e depois para o iPad, pelo que a própria própria página do site também vai ter um novo design.

A equipa do post do blog oficial disse que a nova versão serve «para se ter uma experiência familiar a qualquer momento e em qualquer lugar».

O TweetDeck também já foi actualizado para integrar o novo design.

O novo layout do Twitter é constituído por quatro menus principais como início, conectar-se, descobrir e conta. «Simplificamos a forma como cada pessoa segue os assuntos que lhe interessam, se liga a outras pessoas e descobre algo novo», disse a equipa.

No site fly.twitter.com é possível ver um vídeo sobre as novidades da nova versão, ao aceder através de um computador.

No menu «descobrir», existe um streaming multimídia dos tranding topics e uma caixa de busca. Na tab «conectar» aparecem, inicialmente, as interacções com outros utilizadores.

Os comentários sobre esta nova versão têm a hastag #letsfly, de «Let's Fly» (vamos voar), nome da nova versão do Twitter.
publicado por sattotal às 12:43 | link do post
Os cristãos católicos já dispõem de uma forma «infalível», dizem os entendidos em novas tecnologias, de saber se necessitam ou não de reavivar o próprio fervor religioso. Tudo graças a uma nova aplicação para iPhone que está a fazer sucesso nos Estados Unidos. A app monitoriza a actividade religiosa do utilizador, desde a leitura da Bíblia até à oração e a ida à missa, que se reflecte na chama de uma vela virtual. A chama aumenta de tamanho e de intensidade sempre que se completa uma tarefa religiosa. Se o utilizador se afastar do «caminho» traçado, a chama virtual apaga-se e só pode ser reacendida se um outro utilizador encostar um dispositivo móvel ao dispositivo que tiver a chama extinta.

De acordo com a edição online do jornal mexicano «El Universal», a aplicação gratuita intitulada «Ignio» foi dada a conhecer em Outubro como uma forma inovadora de os católicos cativarem os mais jovens a viverem a fé de forma activa.

As aplicações religiosas para dispositivos móveis já existam há algum tempo e englobam desde bússolas digitais para muçulmanos, que apontam para Meca, até mensagens de texto inspiradoras transmitidas diariamente para fiéis de várias crenças. Mas a grande novidade da aplicação para católicos, dizem os criadores da «Ignio», é que é a única que ajuda os católicos a viver, partilhar e manter um registo das actividades religiosas individuais.

«Estamos a acender uma vela de esperança», diz Andrés Ruzo, um empresário católico de Dallas que ajudou a criar a aplicação.

Ruzo, de 50 anos, é o director-geral da empresa Link America Inc. Entusiasmado com uma viagem que fez ao Vaticano, em 2010, com um grupo de empresários, Andrés Ruzo contactou em Dallas um grupo de jovens informáticos para criar a aplicação.
publicado por sattotal às 21:44 | link do post
Os cristãos católicos já dispõem de uma forma «infalível», dizem os entendidos em novas tecnologias, de saber se necessitam ou não de reavivar o próprio fervor religioso. Tudo graças a uma nova aplicação para iPhone que está a fazer sucesso nos Estados Unidos. A app monitoriza a actividade religiosa do utilizador, desde a leitura da Bíblia até à oração e a ida à missa, que se reflecte na chama de uma vela virtual. A chama aumenta de tamanho e de intensidade sempre que se completa uma tarefa religiosa. Se o utilizador se afastar do «caminho» traçado, a chama virtual apaga-se e só pode ser reacendida se um outro utilizador encostar um dispositivo móvel ao dispositivo que tiver a chama extinta.

De acordo com a edição online do jornal mexicano «El Universal», a aplicação gratuita intitulada «Ignio» foi dada a conhecer em Outubro como uma forma inovadora de os católicos cativarem os mais jovens a viverem a fé de forma activa.

As aplicações religiosas para dispositivos móveis já existam há algum tempo e englobam desde bússolas digitais para muçulmanos, que apontam para Meca, até mensagens de texto inspiradoras transmitidas diariamente para fiéis de várias crenças. Mas a grande novidade da aplicação para católicos, dizem os criadores da «Ignio», é que é a única que ajuda os católicos a viver, partilhar e manter um registo das actividades religiosas individuais.

«Estamos a acender uma vela de esperança», diz Andrés Ruzo, um empresário católico de Dallas que ajudou a criar a aplicação.

Ruzo, de 50 anos, é o director-geral da empresa Link America Inc. Entusiasmado com uma viagem que fez ao Vaticano, em 2010, com um grupo de empresários, Andrés Ruzo contactou em Dallas um grupo de jovens informáticos para criar a aplicação.
publicado por sattotal às 21:44 | link do post

Dois alunos da Universidade do Minho, em Braga, lançaram um videojogo para as plataformas iPad, iPhone e iPod da Apple. «Magic Defenders» está a ser usado como imagem de marca da empresa e foi premiado mal chegou ao mercado.

Em comunicado, a Universidade do Minho indicou que o programador Manuel Costa, mestrando em Engenharia Informática, e o criativo Ricardo Graça, licenciado em Arquitectura, pretendem em breve formar uma produtora de jogos.

Depois de ter consultado vários estudos de mercado, a dupla concluiu que a área está com forte expansão, representando milhares de milhões de dólares.

«Esperamos ter alguma rentabilidade com este primeiro jogo para lançar a produtora de jogos Clueless Ideas, incluindo depois mais pessoas e tendo um âmbito cada vez mais internacional».

Os autores de «Magic Defenders» começaram a planear o projecto da produtora de aplicações de entretenimento para dispositivos móveis, quando frequentavam o «IdeaLab», o laboratório de ideias de negócio da «TecMinho-UMinho».

«Temos uma paixão por videojogos e a criação destes para plataformas móveis está agora aberta a todos. Por isso, quisemos arriscar com um projecto próprio. O nosso primeiro jogo foi feito em três meses intensos», explicou Manuel Costa.

No jogo, o herói defende a sua aldeia de várias invasões de «orcs», com os seus poderes mágicos. «Magic Defenders» tornou-se um sucesso pela sua narrativa fantasista do género «castle defense», pelo aspecto «cartoonesco» das personagens e pela jogabilidade simples.

O jogo pode ser adquirido online por 1,6 euros e foi concebido usando o software de desenvolvimento «Corona SDK».
A empresa deste software, «AnscaMobile», distinguiu «Magic Defenders» logo na estreia como «aplicação da Semana» e está a utilizar o jogo para a sua própria promoção, entre milhares de títulos.

«Este é um exemplo de como ter uma boa ideia e fazer um jogo de qualidade», realçou a empresa
publicado por sattotal às 10:48 | link do post

Dois alunos da Universidade do Minho, em Braga, lançaram um videojogo para as plataformas iPad, iPhone e iPod da Apple. «Magic Defenders» está a ser usado como imagem de marca da empresa e foi premiado mal chegou ao mercado.

Em comunicado, a Universidade do Minho indicou que o programador Manuel Costa, mestrando em Engenharia Informática, e o criativo Ricardo Graça, licenciado em Arquitectura, pretendem em breve formar uma produtora de jogos.

Depois de ter consultado vários estudos de mercado, a dupla concluiu que a área está com forte expansão, representando milhares de milhões de dólares.

«Esperamos ter alguma rentabilidade com este primeiro jogo para lançar a produtora de jogos Clueless Ideas, incluindo depois mais pessoas e tendo um âmbito cada vez mais internacional».

Os autores de «Magic Defenders» começaram a planear o projecto da produtora de aplicações de entretenimento para dispositivos móveis, quando frequentavam o «IdeaLab», o laboratório de ideias de negócio da «TecMinho-UMinho».

«Temos uma paixão por videojogos e a criação destes para plataformas móveis está agora aberta a todos. Por isso, quisemos arriscar com um projecto próprio. O nosso primeiro jogo foi feito em três meses intensos», explicou Manuel Costa.

No jogo, o herói defende a sua aldeia de várias invasões de «orcs», com os seus poderes mágicos. «Magic Defenders» tornou-se um sucesso pela sua narrativa fantasista do género «castle defense», pelo aspecto «cartoonesco» das personagens e pela jogabilidade simples.

O jogo pode ser adquirido online por 1,6 euros e foi concebido usando o software de desenvolvimento «Corona SDK».
A empresa deste software, «AnscaMobile», distinguiu «Magic Defenders» logo na estreia como «aplicação da Semana» e está a utilizar o jogo para a sua própria promoção, entre milhares de títulos.

«Este é um exemplo de como ter uma boa ideia e fazer um jogo de qualidade», realçou a empresa
publicado por sattotal às 10:48 | link do post
Jobs apresenta iPad 2 (EPA/MONICA M. DAVEY)Diz o ditado que «quando a esmola é muita, o pobre desconfia». Ora, esta norte-americana não desconfiou e foi para casa convencida de que levava na mala um iPad 2 novinho em folha, por apenas 125 euros. Na realidade, levava apenas um bloco de madeira com o logo da Apple.

Ashley McDowell estava calmamente a chegar ao parque de estacionamento de um McDonald`s na Carolina do Sul, EUA, quando foi abordada por dois homens que lhe pareciam oferecer um «negócio da China».

Os «negociantes» apresentaram-lhe um iPad 2 e pediram-lhe 300 dólares. Alegando que tinham acabado de comprar vários em grandes quantidades conseguiram convencer a jovem de 22 anos a comprar o tablet, adiantou a polícia de Spartanburg County, segundo noticia o LA Times.

A jovem facilmente arregalou os olhos perante a possibilidade de adquirir um dos «gadget`s» da moda mais desejados ao preço da chuva, mas ainda regateou. McDowell adiantou aos homens que tinha apenas com ela 180 dólares, cerca de 125 euros.

Os «vendedores» aceitaram o dinheiro e nem isso fez McDowell desconfiar. A norte-americana pegou na encomenda da FedEx e seguiu para casa. Ao chegar abriu a caixa, mas em vez de tirar de lá o «brinquedo» da Apple a brilhar, tirou «um pedaço de madeira pintado de preto com o logo da Apple», adiantou a polícia.

Mas a imitação não se limitava a ter logo. Não. Os burlões foram mais longe e no alegado ecrã do iPad pintaram os icons do tablet, como o mail, as fotografias ou mesmo o Safari. Na caixa nem um recibo de vendas faltava.

A jovem burlada disse ainda à polícia que os homens guiavam um Impala branco e que um dos suspeitos tinha um dente de ouro.

Nada que tivesse feito McDowell desconfiar do «desconto especial».
publicado por sattotal às 19:38 | link do post
Jobs apresenta iPad 2 (EPA/MONICA M. DAVEY)Diz o ditado que «quando a esmola é muita, o pobre desconfia». Ora, esta norte-americana não desconfiou e foi para casa convencida de que levava na mala um iPad 2 novinho em folha, por apenas 125 euros. Na realidade, levava apenas um bloco de madeira com o logo da Apple.

Ashley McDowell estava calmamente a chegar ao parque de estacionamento de um McDonald`s na Carolina do Sul, EUA, quando foi abordada por dois homens que lhe pareciam oferecer um «negócio da China».

Os «negociantes» apresentaram-lhe um iPad 2 e pediram-lhe 300 dólares. Alegando que tinham acabado de comprar vários em grandes quantidades conseguiram convencer a jovem de 22 anos a comprar o tablet, adiantou a polícia de Spartanburg County, segundo noticia o LA Times.

A jovem facilmente arregalou os olhos perante a possibilidade de adquirir um dos «gadget`s» da moda mais desejados ao preço da chuva, mas ainda regateou. McDowell adiantou aos homens que tinha apenas com ela 180 dólares, cerca de 125 euros.

Os «vendedores» aceitaram o dinheiro e nem isso fez McDowell desconfiar. A norte-americana pegou na encomenda da FedEx e seguiu para casa. Ao chegar abriu a caixa, mas em vez de tirar de lá o «brinquedo» da Apple a brilhar, tirou «um pedaço de madeira pintado de preto com o logo da Apple», adiantou a polícia.

Mas a imitação não se limitava a ter logo. Não. Os burlões foram mais longe e no alegado ecrã do iPad pintaram os icons do tablet, como o mail, as fotografias ou mesmo o Safari. Na caixa nem um recibo de vendas faltava.

A jovem burlada disse ainda à polícia que os homens guiavam um Impala branco e que um dos suspeitos tinha um dente de ouro.

Nada que tivesse feito McDowell desconfiar do «desconto especial».
publicado por sattotal às 19:38 | link do post
Os utilizadores japoneses do iPhone vão ter a possibilidade de receber alertas de terramotos com a próxima versão do sistema operativo da Apple, avança a BBC.

Os relatórios «9to5Mac» dizem que o recurso será adicionado ao dispositivo de notificação no «iOS 5», que será lançado em Setembro.

O Japão possui um sofisticado sistema de alerta que recolhe as leituras de mais de 1.000 sensores sísmicos.

Os alertas sísmicos são normalmente emitidos por meio de mensagens de rádio, televisão e texto através do Serviço de Informações da Área de Desastres.

O sistema de aviso por SMS funciona através do envio em massa de mensagens (SMS-CB) para todos os aparelhos numa área designada.

Os telefones japoneses 3G são obrigados pela lei japonesa a incluir a tecnologia SMS-CB. Porém, actualmente muitos telefones estrangeiros ainda não possuem essa tecnologia, uma lacuna que vai ser rectificada agora nos telemóveis da Apple.

Apesar de esta opção vir com o novo sistema operativo, há diversas aplicações actualmente que podem ser descarregadas na loja da Apple que já permitem a recepção de alertas de sismos.
publicado por sattotal às 09:45 | link do post
Os utilizadores japoneses do iPhone vão ter a possibilidade de receber alertas de terramotos com a próxima versão do sistema operativo da Apple, avança a BBC.

Os relatórios «9to5Mac» dizem que o recurso será adicionado ao dispositivo de notificação no «iOS 5», que será lançado em Setembro.

O Japão possui um sofisticado sistema de alerta que recolhe as leituras de mais de 1.000 sensores sísmicos.

Os alertas sísmicos são normalmente emitidos por meio de mensagens de rádio, televisão e texto através do Serviço de Informações da Área de Desastres.

O sistema de aviso por SMS funciona através do envio em massa de mensagens (SMS-CB) para todos os aparelhos numa área designada.

Os telefones japoneses 3G são obrigados pela lei japonesa a incluir a tecnologia SMS-CB. Porém, actualmente muitos telefones estrangeiros ainda não possuem essa tecnologia, uma lacuna que vai ser rectificada agora nos telemóveis da Apple.

Apesar de esta opção vir com o novo sistema operativo, há diversas aplicações actualmente que podem ser descarregadas na loja da Apple que já permitem a recepção de alertas de sismos.
publicado por sattotal às 09:45 | link do post
A companhia aérea TAP lançou recentemente uma aplicação gratuita para iPhone que permite aos passageiros obter informações não só acerca dos horários de voo, como das partidas e chegadas, permitindo pesquisa por rota, aeroporto e voo.

A aplicação permite ainda que os utilizadores membros do programa de fidelização TAP Victoria tenham acesso a um conjunto mais alargado de opções, nomeadamente à sua conta pessoal, ao formulário de reclamação de milhas bem como ao extracto respectivo.


A TAP garantiu ainda que brevemente esta aplicação será lançada para Android e que serão adicionadas novas funcionalidades como a possibilidade de efectuar check-in através do telemóvel.

Esta aplicação encontra-se disponível para download no iTunes.

publicado por sattotal às 21:16 | link do post
A companhia aérea TAP lançou recentemente uma aplicação gratuita para iPhone que permite aos passageiros obter informações não só acerca dos horários de voo, como das partidas e chegadas, permitindo pesquisa por rota, aeroporto e voo.

A aplicação permite ainda que os utilizadores membros do programa de fidelização TAP Victoria tenham acesso a um conjunto mais alargado de opções, nomeadamente à sua conta pessoal, ao formulário de reclamação de milhas bem como ao extracto respectivo.


A TAP garantiu ainda que brevemente esta aplicação será lançada para Android e que serão adicionadas novas funcionalidades como a possibilidade de efectuar check-in através do telemóvel.

Esta aplicação encontra-se disponível para download no iTunes.

publicado por sattotal às 21:16 | link do post
iPhone 5 clonado antes do lançamento oficial (Reuters)

Chinesa Taobao responsável pelo clone do smartphone da Apple já colocou à venda o aparelho que denominou de «HiPhone 5»

A Apple ainda não definiu uma data certa para o lançamento da nova versão do iPhone 5, mas já há no mercado clones do aparelho.

A responsável é a chinesa Taobao, que denominou o novo aparelho de «HiPhone 5», escreve a Reuters.

Os consumidores chineses podem adquirir as versões básicas do smartphone, disponíveis nas cores rosa e vermelha, por apenas 23 euros.

As versões mais clássicas são mais caras, porque se assemelham mais ao modelo da Apple, e podem ser adquiridas por 95 euros, nas cores preto e branco.

O «HiPhone 5» traz um sistema operacional próprio e não tem acesso aos aplicativos oficiais da versão original do iPhone 5 da Apple.

Os primeiros modelos de «HiPhone» surgiram em 2008, após o lançamento do iPhone 3G da Apple. Os telefones clonados, apesar de fisicamente parecidos, não têm ligação à rede 3G e a sua durabilidade média é de apenas seis meses.

iPhone 5 clonado antes do lançamento oficial (Reuters) : Chinesa Taobao responsável pelo clone do smartphone da Apple já colocou à venda o aparelho que denominou de «HiPhone 5»

publicado por sattotal às 07:34 | link do post
iPhone 5 clonado antes do lançamento oficial (Reuters)

Chinesa Taobao responsável pelo clone do smartphone da Apple já colocou à venda o aparelho que denominou de «HiPhone 5»

A Apple ainda não definiu uma data certa para o lançamento da nova versão do iPhone 5, mas já há no mercado clones do aparelho.

A responsável é a chinesa Taobao, que denominou o novo aparelho de «HiPhone 5», escreve a Reuters.

Os consumidores chineses podem adquirir as versões básicas do smartphone, disponíveis nas cores rosa e vermelha, por apenas 23 euros.

As versões mais clássicas são mais caras, porque se assemelham mais ao modelo da Apple, e podem ser adquiridas por 95 euros, nas cores preto e branco.

O «HiPhone 5» traz um sistema operacional próprio e não tem acesso aos aplicativos oficiais da versão original do iPhone 5 da Apple.

Os primeiros modelos de «HiPhone» surgiram em 2008, após o lançamento do iPhone 3G da Apple. Os telefones clonados, apesar de fisicamente parecidos, não têm ligação à rede 3G e a sua durabilidade média é de apenas seis meses.

iPhone 5 clonado antes do lançamento oficial (Reuters) : Chinesa Taobao responsável pelo clone do smartphone da Apple já colocou à venda o aparelho que denominou de «HiPhone 5»

publicado por sattotal às 07:34 | link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
comentários recentes
Olá robo
MUSA, DIVA, SEREIA LINDA E DELICIOSA QUE AMAREI ET...
ANA HICKMANN A SEREIA MAIS LINDA E DELICIOSA DO MU...
MUSA, DIVA, SEREIA LINDA E DELICIOSA QUE AMAREI ET...
Sereia linda e deliciosa Ana Hickmann, te amo
Deusa linda que amo demais Ana Hickmann
Te amarei enternamente Ana Hickmann
Diva, musa, sereia linda Ana Hickmann, te amo dema...
Está fixe :-)
Faltou indicar os créditos desse artigo. A fonte o...
SAPO Blogs