A Bitdefender, provedor de soluções de segurança para a Internet, alertou hoje para a proliferação de falsos vídeos de comportamentos heróicos no Facebook, cujo intuito é entrar na conta dos utilizadores.

Em comunicado, a empresa adianta que esta "nova fraude no Facebook" atua através de vídeos de comportamentos heróicos, como a história de um polícia que morreu para ajudar um cidadão.

Quando os utilizadores tentam ver estes falsos vídeos, que são acompanhados de mensagens como "precisamos mais gente como esta" ou "isto é um herói", é-lhes pedido que instalem um complemento para o seu 'browser' ou uma atualização para o Youtube.

Em ambos os casos, adianta a Bitdefender, "o que na realidade estão a instalar é um código malicioso que dará acesso aos ciberdeliquentes à conta do Facebook do utilizador".

Até à data, mais de 49 mil utilizadores da rede social Facebook foram afetados por esta fraude, segundo o provedor.

"Os ciberdelinquentes utilizam os próprios meios virais usados pelo Facebook para distribuir as suas criações. Se um utilizador vê que muitos dos seus amigos partilharam um 'link', entenderá que é interessante e clicará no mesmo, caindo assim também na fraude", explica Catalin Cosoi, chefe do departamento de segurança da Bitdefender, citada no comunicado.
publicado por sattotal às 19:29 | link do post
A Bitdefender, provedor de soluções de segurança para a Internet, alertou hoje para a proliferação de falsos vídeos de comportamentos heróicos no Facebook, cujo intuito é entrar na conta dos utilizadores.

Em comunicado, a empresa adianta que esta "nova fraude no Facebook" atua através de vídeos de comportamentos heróicos, como a história de um polícia que morreu para ajudar um cidadão.

Quando os utilizadores tentam ver estes falsos vídeos, que são acompanhados de mensagens como "precisamos mais gente como esta" ou "isto é um herói", é-lhes pedido que instalem um complemento para o seu 'browser' ou uma atualização para o Youtube.

Em ambos os casos, adianta a Bitdefender, "o que na realidade estão a instalar é um código malicioso que dará acesso aos ciberdeliquentes à conta do Facebook do utilizador".

Até à data, mais de 49 mil utilizadores da rede social Facebook foram afetados por esta fraude, segundo o provedor.

"Os ciberdelinquentes utilizam os próprios meios virais usados pelo Facebook para distribuir as suas criações. Se um utilizador vê que muitos dos seus amigos partilharam um 'link', entenderá que é interessante e clicará no mesmo, caindo assim também na fraude", explica Catalin Cosoi, chefe do departamento de segurança da Bitdefender, citada no comunicado.
publicado por sattotal às 19:29 | link do post
A Bitdefender encontrou um novo ataque no Facebook, o qual está a utilizar como chamariz supostas prendas baseadas na imagem da rede social. O objetivo dos ataques é conseguir os dados privados dos utilizadores do Facebook.

O primeiro ataque oferecia uma camisola com o logótipo da rede social às cem mil primeiras pessoas que se juntassem ao grupo, o qual foi criado para promover a prenda. Para ser um dos contemplados, o utilizador teria de clicar “Like” em “várias páginas, sendo que no último passo era pedida a morada para poder receber a camisola, de maneira que este dado ia parar às mãos dos ciber-delinquentes”, explica a Bitdefender.

Depois de completados todos os passos, o mural do utilizador enchia-se de mensagens enviadas em seu nome com as frases “muda o novo perfil do Facebook”, “junta um coração ao teu perfil”, entre outras. O intuito era promover aplicações falsas cujo objetivo era, igualmente, o de ficar com os dados do utilizador.

No segundo ataque a oferta é uma caneca, também com a imagem do Facebook. A mensagem original é publicada com recurso a uma funcionalidade da rede social que permite publicar mensagens através de um email. Quando se segue o link incluído na mensagem, o utilizador é levado a uma página falsa que imita o Facebook e onde é pedido o endereço de mail da rede social. Assim, os utilizadores poderão publicar mensagens em seu nome no mural de modo a distribuir ainda mais esta ameaça ou outras similares.

"Este último ataque deveria levar o Facebook a repensar a segurança em torno à publicação de mensagens via email. O problema está em saber quantas pessoas terão sido afetadas por esta ameaça ou outras similares quando esta medida de segurança chegar", comenta Catalin Cosoi, responsável do laboratório de ameaças online da Bitdefender.

Para os utilizadores que pretendam contar com uma maior proteção no Facebook, a Bitdefender disponibiliza, gratuitamente, a sua ferramenta de proteção para redes sociais, a
Bitdefender Safego.

Fonte: Newsline
publicado por sattotal às 19:37 | link do post
A Bitdefender encontrou um novo ataque no Facebook, o qual está a utilizar como chamariz supostas prendas baseadas na imagem da rede social. O objetivo dos ataques é conseguir os dados privados dos utilizadores do Facebook.

O primeiro ataque oferecia uma camisola com o logótipo da rede social às cem mil primeiras pessoas que se juntassem ao grupo, o qual foi criado para promover a prenda. Para ser um dos contemplados, o utilizador teria de clicar “Like” em “várias páginas, sendo que no último passo era pedida a morada para poder receber a camisola, de maneira que este dado ia parar às mãos dos ciber-delinquentes”, explica a Bitdefender.

Depois de completados todos os passos, o mural do utilizador enchia-se de mensagens enviadas em seu nome com as frases “muda o novo perfil do Facebook”, “junta um coração ao teu perfil”, entre outras. O intuito era promover aplicações falsas cujo objetivo era, igualmente, o de ficar com os dados do utilizador.

No segundo ataque a oferta é uma caneca, também com a imagem do Facebook. A mensagem original é publicada com recurso a uma funcionalidade da rede social que permite publicar mensagens através de um email. Quando se segue o link incluído na mensagem, o utilizador é levado a uma página falsa que imita o Facebook e onde é pedido o endereço de mail da rede social. Assim, os utilizadores poderão publicar mensagens em seu nome no mural de modo a distribuir ainda mais esta ameaça ou outras similares.

"Este último ataque deveria levar o Facebook a repensar a segurança em torno à publicação de mensagens via email. O problema está em saber quantas pessoas terão sido afetadas por esta ameaça ou outras similares quando esta medida de segurança chegar", comenta Catalin Cosoi, responsável do laboratório de ameaças online da Bitdefender.

Para os utilizadores que pretendam contar com uma maior proteção no Facebook, a Bitdefender disponibiliza, gratuitamente, a sua ferramenta de proteção para redes sociais, a
Bitdefender Safego.

Fonte: Newsline
publicado por sattotal às 19:37 | link do post
A Symantec voltou atrás no caso do roubo do código fonte de várias versões do antivírus Norton e admitiu que este terá sido acedido por hackers num ataque aos seus sistemas.

A informação é avançada pela Reuters, que refere que a empresa de segurança admitiu a violação dos seus sistemas, contrariamente ao que disse na semana passada, quando um grupo de hackers indianos divulgou parte do código fonte de vários produtos da Symantec.

Na altura a fabricante do Norton afirmou que o acesso aos códigos em causa resultou de um ataque informático contra instituições governamentais da Índia, mas agora, depois de uma investigação interna, voltou atrás.

De acordo com a agência noticiosa, que cita um porta-voz da fabricante do Norton, a Symantec revela agora que hackers não identificados acederam aos sistemas da empresa em 2006, o que terá resultado no roubo do código fonte de cinco versões de antivírus da empresa, datadas daquele ano: Norton Antivirus Corporate Edition, Norton Internet Security, Norton Utilities, Norton GoBack e pcAnywhere.

Contudo, segundo Cris Paden, o ataque não coloca em risco a segurança dos utilizadores das versões mais recentes dos produtos da empresa.

Tal não é a opinião de uma analista citada pela Reuters, Laura DiDio, que considera que partes do código fonte roubadas poderão ainda estar presentes nas versões actuais dos produtos da empresa.
Segundo o porta-voz da Symantec, o antivírus que poderá ter estar mais exposto à divulgação do código é o pcAnywhere, mas realça que todos os utilizadores deste software já estão a ser notificados pela fabricante do Norton, que está a disponibilizar ajuda para que os utilizadores evitem problemas
publicado por sattotal às 07:46 | link do post
A Symantec voltou atrás no caso do roubo do código fonte de várias versões do antivírus Norton e admitiu que este terá sido acedido por hackers num ataque aos seus sistemas.

A informação é avançada pela Reuters, que refere que a empresa de segurança admitiu a violação dos seus sistemas, contrariamente ao que disse na semana passada, quando um grupo de hackers indianos divulgou parte do código fonte de vários produtos da Symantec.

Na altura a fabricante do Norton afirmou que o acesso aos códigos em causa resultou de um ataque informático contra instituições governamentais da Índia, mas agora, depois de uma investigação interna, voltou atrás.

De acordo com a agência noticiosa, que cita um porta-voz da fabricante do Norton, a Symantec revela agora que hackers não identificados acederam aos sistemas da empresa em 2006, o que terá resultado no roubo do código fonte de cinco versões de antivírus da empresa, datadas daquele ano: Norton Antivirus Corporate Edition, Norton Internet Security, Norton Utilities, Norton GoBack e pcAnywhere.

Contudo, segundo Cris Paden, o ataque não coloca em risco a segurança dos utilizadores das versões mais recentes dos produtos da empresa.

Tal não é a opinião de uma analista citada pela Reuters, Laura DiDio, que considera que partes do código fonte roubadas poderão ainda estar presentes nas versões actuais dos produtos da empresa.
Segundo o porta-voz da Symantec, o antivírus que poderá ter estar mais exposto à divulgação do código é o pcAnywhere, mas realça que todos os utilizadores deste software já estão a ser notificados pela fabricante do Norton, que está a disponibilizar ajuda para que os utilizadores evitem problemas
publicado por sattotal às 07:46 | link do post

A empresa McAfee, responsável pelo desenvolvimento de vários anti-vírus, alertou para a existência de um bug no software de um dos seus produtos que permite transformar os PC’s em servidores de spam.

Segundo Ian Bain, porta-voz da empresa, o problema foi detectado no serviço McAfee SaaS for Total Protection, que tem como objectivo proteger os computadores de vírus tanto enviados por e-mail como através da navegação na Internet.

Esta vulnerabilidade permite que os hackers de «apropriem» dos computadores dos clientes da McAfee para através dos mesmos enviar mensagens de spam em larga escala.
O mesmo responsável adianta que apesar deste problema, os computadores alvo desta falha não estão vulneráveis ao roubo de dados ou a outro tipo de problemas.
publicado por sattotal às 07:42 | link do post

A empresa McAfee, responsável pelo desenvolvimento de vários anti-vírus, alertou para a existência de um bug no software de um dos seus produtos que permite transformar os PC’s em servidores de spam.

Segundo Ian Bain, porta-voz da empresa, o problema foi detectado no serviço McAfee SaaS for Total Protection, que tem como objectivo proteger os computadores de vírus tanto enviados por e-mail como através da navegação na Internet.

Esta vulnerabilidade permite que os hackers de «apropriem» dos computadores dos clientes da McAfee para através dos mesmos enviar mensagens de spam em larga escala.
O mesmo responsável adianta que apesar deste problema, os computadores alvo desta falha não estão vulneráveis ao roubo de dados ou a outro tipo de problemas.
publicado por sattotal às 07:42 | link do post
Foi encontrado um novo esquema de phishing no Facebook que visa roubar a informação pessoal e dados do cartão de crédito dos utilizadores da rede social, segundo avança o jornal Sol.

A fraude baseia-se em roubar os dados de login e números de cartões de crédito das vítimas. De acordo com um analista da Kaspersky Lab, fabricante de antivírus, uma das características do ataque é o facto de reutilizar os dados roubados para alterar o nome do perfil da conta da vítima para Facebook Security, escrito com caracteres ASCII. A fotografia do utilizador é também modificada, passando a surgir o logótipo do Facebook.

Para além disso, é ainda enviada uma mensagem para os contactos do visado. “Nesta mensagem, que consiste num ‘último aviso’, os contactos da vítima ficam a saber que alegadamente ‘a sua conta do Facebook será desativada já que alguém o denunciou. Por favor, restaure a segurança da sua conta em’, seguido de um link que remete para uma falsa página da rede social”, explica o Sol.

É a partir desse site fraudulento que são pedidos os dados pessoais das vítimas para, supostamente, restaurar a conta. De seguida, o utilizador recebe uma nova mensagem com o pedido de confirmação da identidade com um pagamento, o qual deve ser feito com cartão de crédito. Nesta “etapa” pretende-se roubar os dados financeiros, tal como tinha acontecido anteriormente com os pessoais.

Fonte: Sol
publicado por sattotal às 22:23 | link do post
Foi encontrado um novo esquema de phishing no Facebook que visa roubar a informação pessoal e dados do cartão de crédito dos utilizadores da rede social, segundo avança o jornal Sol.

A fraude baseia-se em roubar os dados de login e números de cartões de crédito das vítimas. De acordo com um analista da Kaspersky Lab, fabricante de antivírus, uma das características do ataque é o facto de reutilizar os dados roubados para alterar o nome do perfil da conta da vítima para Facebook Security, escrito com caracteres ASCII. A fotografia do utilizador é também modificada, passando a surgir o logótipo do Facebook.

Para além disso, é ainda enviada uma mensagem para os contactos do visado. “Nesta mensagem, que consiste num ‘último aviso’, os contactos da vítima ficam a saber que alegadamente ‘a sua conta do Facebook será desativada já que alguém o denunciou. Por favor, restaure a segurança da sua conta em’, seguido de um link que remete para uma falsa página da rede social”, explica o Sol.

É a partir desse site fraudulento que são pedidos os dados pessoais das vítimas para, supostamente, restaurar a conta. De seguida, o utilizador recebe uma nova mensagem com o pedido de confirmação da identidade com um pagamento, o qual deve ser feito com cartão de crédito. Nesta “etapa” pretende-se roubar os dados financeiros, tal como tinha acontecido anteriormente com os pessoais.

Fonte: Sol
publicado por sattotal às 22:23 | link do post
A ESET Portugal lançou um aviso sobre um e-mail fraudulento que está a circular na rede e que tem como objetivo levar os utilizadores do Facebook a activarem a nova forma de perfil denominada Timeline.

A ameaça surge através de um e-mail que não apresenta origem, nem fonte, mas usa o nome de dois meios de comunicação conhecidos (RTP e Techcrunch) como forma de convencer os utilizadores a descarregar um trojan.

A ativição do Timeline pode ser feita há já algum tempo, no entanto no e-mail é referido que esta funcionalidade é nova e que quem não consegue esperar mais pode seguir uma explicação da RTP para obter o “novo perfil em três minutos”.

O e-mail explica então que o site Techcrunch desenvolveu este método e descreve as etapas necessárias para activar o novo perfil. De seguida, é introduzida uma instrução falsa que recomenda ao utilizar o download de um ficheiro denominado Facebook-Config para facilitar todo este processo, deixando o vírus entrar no sistema.

Nuno Mendes da ESET Portugal explica que: “Considerando o Facebook como a maior rede social da actualidade, com mais de 4 milhões de utilizadores em Portugal, estes ataques de phishing acerca de um assunto tão recente como a funcionalidade Timeline, podem facilmente contribuir para um crescente número de computadores infectados.”

A ESET alerta assim para o perigo de aceder a este link, pois trata-se de um vírus para sistemas operativos Windows.

Fonte: EDC
publicado por sattotal às 22:18 | link do post
A ESET Portugal lançou um aviso sobre um e-mail fraudulento que está a circular na rede e que tem como objetivo levar os utilizadores do Facebook a activarem a nova forma de perfil denominada Timeline.

A ameaça surge através de um e-mail que não apresenta origem, nem fonte, mas usa o nome de dois meios de comunicação conhecidos (RTP e Techcrunch) como forma de convencer os utilizadores a descarregar um trojan.

A ativição do Timeline pode ser feita há já algum tempo, no entanto no e-mail é referido que esta funcionalidade é nova e que quem não consegue esperar mais pode seguir uma explicação da RTP para obter o “novo perfil em três minutos”.

O e-mail explica então que o site Techcrunch desenvolveu este método e descreve as etapas necessárias para activar o novo perfil. De seguida, é introduzida uma instrução falsa que recomenda ao utilizar o download de um ficheiro denominado Facebook-Config para facilitar todo este processo, deixando o vírus entrar no sistema.

Nuno Mendes da ESET Portugal explica que: “Considerando o Facebook como a maior rede social da actualidade, com mais de 4 milhões de utilizadores em Portugal, estes ataques de phishing acerca de um assunto tão recente como a funcionalidade Timeline, podem facilmente contribuir para um crescente número de computadores infectados.”

A ESET alerta assim para o perigo de aceder a este link, pois trata-se de um vírus para sistemas operativos Windows.

Fonte: EDC
publicado por sattotal às 22:18 | link do post
A má prática do comércio eletrônico causou a denúncia de 29 sites pela Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. A ação se baseia na crítica de consumidores.
A ideia é responsabilizar criminalmente também os fornecedores que não entregaram a mercadoria comprada. Boa parte dos sites denunciados não foi encontrada em seus endereços oficiais. O Procon-SP informa que as notificações encaminhadas a essas empresas têm retornado com informações dos Correios, tais como, "mudou-se" e "endereço inexistente".
A denúncia foi encaminhada ao Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC). “Tentamos contato, inclusive por correspondência, e não obtivemos retorno. Alguns ainda estão no ar oferecendo produtos e podem continuar lesando consumidores desavisados”, reclama o diretor executivo em exercício do Procon-SP, Carlos Coscarelli.
 
Fonte:- PROCON
SITES DENUNCIADOS AO DPPC
SITE
RAZÃO SOCIAL /
RESPONSÁVEL PELO DOMÍNO
CNPJ / CPF
SITES INDISPONÍVEIS (FORA DO AR)
www.analar.com.br Ana Lúcia Cerqueira de Carvalho
13.566.434/0001-03
www.cassysbrazil.com Orbit Comercial Ltda
09.579.021/0001-88
www.cjseletroshop.com.br Natália Cristina de Souza
035.897.451-85
www.eletromanaus.com.br V.Conceição Teixeira Representações
13.344.151/0001-09
www.extraclube.com.br Extra Clube Serviços de Informática Ltda
13.587.093/0001-44
www.extralance.com.br Franco Yamaguchi e Cia Ltda
11.370.907/0001-69
www.ghaleria.com.br Marcelo Vieira da Cruz Computadores
97.526.026/0001-00
www.gigasuplementos.com.br Antonio Vinícius Lanaro
417.595.008-79
www.gocarshop.com.br L. de Souza Me
13.797.495/0001-73
www.haneltt.com M.E. de Souza Hanelt Me
13.176.769/0001-07
www.inforsettecnologia.com.br I S Tecnologia e Soluções em Inf Ltda
05.874.986/0001-42
www.ippon.com.br Lincoln Takeshi Yamamura Me
01.210.342/0001-07
www.leilaodeelite.com.br e
www.goldenlance.com.br
Card Gold Comércio Eletrônico Ltda
13.500.099/0001-32
www.mastercellnet.com.br Mastercell Telefonia e Com Ltda
12.049.650/0001-11
www.netboxcomputadores.com.br José Carlos Eduardo Gomes
028.451.974-03
www.qlojao.com.br Joyce Lopes Santos
www.selmarecife.com.br Carlos Jorge de Melo Ferreira
652.030.544-87
www.shopinet.com.br Ivan Silveira Meira
09.591.235/0001-70
SITES DISPONÍVEIS (NO AR)
www.apostilaconcursos.com.br Sandra Santos Bueno
180.780.718-50
www.celulartablet.com.br Jesus Renato Campos
061.250.116-74
www.creatinauniversal.com.br Ciantel Cia Nac Telec
05.846.978/0001-92
www.eletrorezende.com.br Risley Rezende da Silva
020.191.603-74
www.forfemmeshop.com.br Isabela Taina da Costa Figueiredo
081.677.505-04
www.foxmegastore.com.br Jefferson Galvão Informática Me
97.523.392/0001-05
www.leiloesgyn.com.br Print Comunicação e Marketing Ltda
08.383.074/0001-66
www.megabisashop.com.br Eraldo Santos Moreira Júnior
13.693.191/0001-66
www.passagemrapida.com.br Bagla Participações Ltda
10.506.341/0001-97
www.seriadostv.net Milady Lucila de Padua
www.shopbeautynow.com.br Jones Angelo
097.792.507-27
publicado por sattotal às 13:33 | link do post
A má prática do comércio eletrônico causou a denúncia de 29 sites pela Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania. A ação se baseia na crítica de consumidores.
A ideia é responsabilizar criminalmente também os fornecedores que não entregaram a mercadoria comprada. Boa parte dos sites denunciados não foi encontrada em seus endereços oficiais. O Procon-SP informa que as notificações encaminhadas a essas empresas têm retornado com informações dos Correios, tais como, "mudou-se" e "endereço inexistente".
A denúncia foi encaminhada ao Departamento de Polícia de Proteção à Cidadania (DPPC). “Tentamos contato, inclusive por correspondência, e não obtivemos retorno. Alguns ainda estão no ar oferecendo produtos e podem continuar lesando consumidores desavisados”, reclama o diretor executivo em exercício do Procon-SP, Carlos Coscarelli.
 
Fonte:- PROCON
SITES DENUNCIADOS AO DPPC
SITE
RAZÃO SOCIAL /
RESPONSÁVEL PELO DOMÍNO
CNPJ / CPF
SITES INDISPONÍVEIS (FORA DO AR)
www.analar.com.br Ana Lúcia Cerqueira de Carvalho
13.566.434/0001-03
www.cassysbrazil.com Orbit Comercial Ltda
09.579.021/0001-88
www.cjseletroshop.com.br Natália Cristina de Souza
035.897.451-85
www.eletromanaus.com.br V.Conceição Teixeira Representações
13.344.151/0001-09
www.extraclube.com.br Extra Clube Serviços de Informática Ltda
13.587.093/0001-44
www.extralance.com.br Franco Yamaguchi e Cia Ltda
11.370.907/0001-69
www.ghaleria.com.br Marcelo Vieira da Cruz Computadores
97.526.026/0001-00
www.gigasuplementos.com.br Antonio Vinícius Lanaro
417.595.008-79
www.gocarshop.com.br L. de Souza Me
13.797.495/0001-73
www.haneltt.com M.E. de Souza Hanelt Me
13.176.769/0001-07
www.inforsettecnologia.com.br I S Tecnologia e Soluções em Inf Ltda
05.874.986/0001-42
www.ippon.com.br Lincoln Takeshi Yamamura Me
01.210.342/0001-07
www.leilaodeelite.com.br e
www.goldenlance.com.br
Card Gold Comércio Eletrônico Ltda
13.500.099/0001-32
www.mastercellnet.com.br Mastercell Telefonia e Com Ltda
12.049.650/0001-11
www.netboxcomputadores.com.br José Carlos Eduardo Gomes
028.451.974-03
www.qlojao.com.br Joyce Lopes Santos
www.selmarecife.com.br Carlos Jorge de Melo Ferreira
652.030.544-87
www.shopinet.com.br Ivan Silveira Meira
09.591.235/0001-70
SITES DISPONÍVEIS (NO AR)
www.apostilaconcursos.com.br Sandra Santos Bueno
180.780.718-50
www.celulartablet.com.br Jesus Renato Campos
061.250.116-74
www.creatinauniversal.com.br Ciantel Cia Nac Telec
05.846.978/0001-92
www.eletrorezende.com.br Risley Rezende da Silva
020.191.603-74
www.forfemmeshop.com.br Isabela Taina da Costa Figueiredo
081.677.505-04
www.foxmegastore.com.br Jefferson Galvão Informática Me
97.523.392/0001-05
www.leiloesgyn.com.br Print Comunicação e Marketing Ltda
08.383.074/0001-66
www.megabisashop.com.br Eraldo Santos Moreira Júnior
13.693.191/0001-66
www.passagemrapida.com.br Bagla Participações Ltda
10.506.341/0001-97
www.seriadostv.net Milady Lucila de Padua
www.shopbeautynow.com.br Jones Angelo
097.792.507-27
publicado por sattotal às 13:33 | link do post
A rede social Facebook está a ser alvo de um ataque informático, que permite aos hackers ter acesso a dados pessoais, de segurança e mesmo do número de cartão de crédito de milhões de utilizadores.

Este ataque «não só tenta enganar a vítima, levando-a para uma página web de phishing, como ainda reutiliza a informação roubada e acede à conta atacada para mudar o nome e o perfil», considera David Jacoby, especialista da Kaspersky Lab, empresa que alerta para o ataque virtual.

Eis como tudo acontece: uma vez atacada a conta, a foto de perfil é substituída pelo logótipo do Facebook e o nome passa a ser «Facebook Secutity», mas com caracteres especiais de ASCII que substituem letras («a», «k», «s» e «t»).

Uma vez atacada, a conta envia uma mensagem a todos os contactos.

A mensagem tem esta aparência:
«Último aviso: a sua conta do Facebook será desactivada já que alguém o denunciou. Por favor, restaure a segurança da sua conta em=> http://apps-xxxx-xxxxx-user.de.vuObrigado. A Equipa do Facebook».

Ao clicar no link, o utilizador é redireccionado para uma página web, idéntica à do Facebook, onde são pedidas informações pessoais como o nome, email, password, entre outros.

Completo este proceso a informação chega «às mãos dos cibercriminosos que, a partir desse momento, podem aceder à conta e comprometer a sua segurança», alerta a Kaspersky Lab.
publicado por sattotal às 10:35 | link do post
A rede social Facebook está a ser alvo de um ataque informático, que permite aos hackers ter acesso a dados pessoais, de segurança e mesmo do número de cartão de crédito de milhões de utilizadores.

Este ataque «não só tenta enganar a vítima, levando-a para uma página web de phishing, como ainda reutiliza a informação roubada e acede à conta atacada para mudar o nome e o perfil», considera David Jacoby, especialista da Kaspersky Lab, empresa que alerta para o ataque virtual.

Eis como tudo acontece: uma vez atacada a conta, a foto de perfil é substituída pelo logótipo do Facebook e o nome passa a ser «Facebook Secutity», mas com caracteres especiais de ASCII que substituem letras («a», «k», «s» e «t»).

Uma vez atacada, a conta envia uma mensagem a todos os contactos.

A mensagem tem esta aparência:
«Último aviso: a sua conta do Facebook será desactivada já que alguém o denunciou. Por favor, restaure a segurança da sua conta em=> http://apps-xxxx-xxxxx-user.de.vuObrigado. A Equipa do Facebook».

Ao clicar no link, o utilizador é redireccionado para uma página web, idéntica à do Facebook, onde são pedidas informações pessoais como o nome, email, password, entre outros.

Completo este proceso a informação chega «às mãos dos cibercriminosos que, a partir desse momento, podem aceder à conta e comprometer a sua segurança», alerta a Kaspersky Lab.
publicado por sattotal às 10:35 | link do post

Elaborada pela OAB de SP e pela Universidade Mackenzie, cartilha contém 11 tópicos para uso de seguro da rede mundial de computadores


Nós, internautas, utilizamos a internet para efetuar pagamentos, fazer compras, falar com os amigos, ler notícias e diversas outras atividades que a web nos proporciona. Mas, também sabemos que a segurança nesse mundo é assunto sério. Por esse motivo, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e a Universidade Mackenzie, com o apoio do Olhar Digital, lançaram a cartilha "Recomendações e boas práticas para o uso seguro da internet para toda a família", documento que ajuda a usar a web de forma segura.

Com 11 tópicos, entre eles, "liberdade de expressão", "crimes de preconceito", "cyberbullying", "responsabilidade civil" e "pornografia infantil", a cartilha chama atenção para praticas e até crimes praticados na web.

A cartilha, que foi publicada durante o 2º Congresso de Crimes Eletrônicos e Formas de Proteção, que ocorreu nos dias 27 e 28 de setembro deste ano, ensina, de forma criativa e fácil, como usar os meios eletrônicos de forma segura, priorizando o uso criterioso e cuidadoso.

"Como a internet ainda é, em muitos aspectos, uma novidade, não há normas e leis específicas para coibir os crimes praticados por meio dos computador. São fraudes financeiras, envio de vírus, roubo de senha, crimes contra a honra, calúnia, injúria, difamação, cyberbullying e pedofilia", diz Luiz Flávio Borges D’Uso, presidente da OAB SP, segundo o site da Ordem.

Para fazer o download, na integra, da cartilha "Recomendações e boas práticas para o uso seguro da internet para toda a família", clique aqui. Boa aprendizagem!
publicado por sattotal às 15:09 | link do post

Elaborada pela OAB de SP e pela Universidade Mackenzie, cartilha contém 11 tópicos para uso de seguro da rede mundial de computadores


Nós, internautas, utilizamos a internet para efetuar pagamentos, fazer compras, falar com os amigos, ler notícias e diversas outras atividades que a web nos proporciona. Mas, também sabemos que a segurança nesse mundo é assunto sério. Por esse motivo, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) e a Universidade Mackenzie, com o apoio do Olhar Digital, lançaram a cartilha "Recomendações e boas práticas para o uso seguro da internet para toda a família", documento que ajuda a usar a web de forma segura.

Com 11 tópicos, entre eles, "liberdade de expressão", "crimes de preconceito", "cyberbullying", "responsabilidade civil" e "pornografia infantil", a cartilha chama atenção para praticas e até crimes praticados na web.

A cartilha, que foi publicada durante o 2º Congresso de Crimes Eletrônicos e Formas de Proteção, que ocorreu nos dias 27 e 28 de setembro deste ano, ensina, de forma criativa e fácil, como usar os meios eletrônicos de forma segura, priorizando o uso criterioso e cuidadoso.

"Como a internet ainda é, em muitos aspectos, uma novidade, não há normas e leis específicas para coibir os crimes praticados por meio dos computador. São fraudes financeiras, envio de vírus, roubo de senha, crimes contra a honra, calúnia, injúria, difamação, cyberbullying e pedofilia", diz Luiz Flávio Borges D’Uso, presidente da OAB SP, segundo o site da Ordem.

Para fazer o download, na integra, da cartilha "Recomendações e boas práticas para o uso seguro da internet para toda a família", clique aqui. Boa aprendizagem!
publicado por sattotal às 15:09 | link do post

Um grupo de burlões virtuais está a invadir as contas do serviço online da consola Xbox, através de mensagens em nome da Microsoft. O caso foi detetado em pelo menos 35 países e já lesou milhares de pessoas.


A notícia é avançada hoje pelo jornal britânico The Sun, que explica o modo de atuação dos piratas: os burlões enviam mensagens em nome da Microsoft a oferecer pontos gratuitos para o Xbox Live, mas, para recebê-los, o utilizador precisa de se registar com os seus dados pessoais e bancários.
Em média, os utilizadores prejudicados pela fraude foram burlados em 100 libras (116 euros), mas há casos de pessoas que perderam mais de 250 euros.


Os responsáveis do Xbox Live já estão a tentar perceber a origem do problema. A Microsoft comentou o sucedido e prometeu trabalhar em conjunto com as vítimas da fraude, mas negou que os serviços da consola estivessem a ser alvo de um hacker ou grupo de hackers.


A companhia declarou que a segurança é um dos aspetos mais importantes da sua rede.
"A segurança do Xbox Live é o mais importante. Estamos a trabalhar em conjunto com os membros afetados que se puseram em contacto connosco para investigarmos e resolvermos os acessos não autorizados às suas contas," informou fonte da companhia, citada pelo site VG247.


“Os utilizadores devem ser muito cuidadosos e manter toda a sua informação pessoal segura e nunca fornecer e-mails, palavras-passe ou informação bancária a estranhos”, acrescentou a Microsoft.
publicado por sattotal às 22:17 | link do post

Um grupo de burlões virtuais está a invadir as contas do serviço online da consola Xbox, através de mensagens em nome da Microsoft. O caso foi detetado em pelo menos 35 países e já lesou milhares de pessoas.


A notícia é avançada hoje pelo jornal britânico The Sun, que explica o modo de atuação dos piratas: os burlões enviam mensagens em nome da Microsoft a oferecer pontos gratuitos para o Xbox Live, mas, para recebê-los, o utilizador precisa de se registar com os seus dados pessoais e bancários.
Em média, os utilizadores prejudicados pela fraude foram burlados em 100 libras (116 euros), mas há casos de pessoas que perderam mais de 250 euros.


Os responsáveis do Xbox Live já estão a tentar perceber a origem do problema. A Microsoft comentou o sucedido e prometeu trabalhar em conjunto com as vítimas da fraude, mas negou que os serviços da consola estivessem a ser alvo de um hacker ou grupo de hackers.


A companhia declarou que a segurança é um dos aspetos mais importantes da sua rede.
"A segurança do Xbox Live é o mais importante. Estamos a trabalhar em conjunto com os membros afetados que se puseram em contacto connosco para investigarmos e resolvermos os acessos não autorizados às suas contas," informou fonte da companhia, citada pelo site VG247.


“Os utilizadores devem ser muito cuidadosos e manter toda a sua informação pessoal segura e nunca fornecer e-mails, palavras-passe ou informação bancária a estranhos”, acrescentou a Microsoft.
publicado por sattotal às 22:17 | link do post
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Março 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
comentários recentes
Faltou indicar os créditos desse artigo. A fonte o...
Excelente artigo, gostei da abordagem. Visite o me...
Em que decodificador?
Porque está emissora só tem programa de merda não ...
Bom dia, por favor tire as listas soapcast que não...
Porquê a tv urbana não passa filmes e series e só ...
Alguma coisa sobre o satelite galaxy 13 127w que e...
Como que eu faço pra mim compra uma antena dessa?
Populaçao mocambicana agastado por facto da tv mir...
Cobra abelha e camelo
SAPO Blogs